Publicidade

América anuncia seu “novo” reforço para a Série D: Cascata, sob o aval de Leandro Campos

Líder do time de Leandro Campos em 2010 pelo ABC, o meia Cascata retorna novamente ao América, dessa vez, para disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Aos 34 anos, Cascata disputou o Campeonato mineiro pelo URT, e teve o aval do treinador para o retorno ao alvirrubro.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Edu disse:

    Cascata? Kkkk eu tinha 15 anos quando Cascata tava tomando umas lá na lagoa do Carcará, o Juvino fica desfalcado kkkk

  2. O herói do Sertão disse:

    Melhor do que os que Surian trouxe.
    Se jogar 30 minutos finais do segundo tempo, vira o jogo. Eu tambem contrataria Renatinho Potiguar pra encerrar a carreira.

  3. Brasil disse:

    Time pra ter talento pra contratar velho em fim de carreira 🙈,será que não tem um guri nas carreiras de base ???? Fecha essa merda de escolinha de futebol

Publicidade

Marinha, Exército e Aeronáutica programam lançar 13 concursos neste ano

Os concurseiros que desejam ingressar na carreira militar devem programar bem o calendário. Ainda neste ano serão abertos mais 13 concursos públicos divididos entre Marinha, Exército e Aeronáutica, com oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Para quem tem mais pressa, atualmente já estão abertas outras quatro seleções, que somam 419 chances na Marinha e Aeronáutica. Confira mais detalhes abaixo:

Em abril sairá o regulamento para capelão naval. Para participar é preciso ter três anos de atividades pastorais, como sacerdote ou pastor, e curso de formação teológica regular de nível universitário, reconhecido pela autoridade eclesiástica da religião. Além disso, tem que ter mais de 30 e menos de 41 anos de idade. O curso acontece no Rio de Janeiro.

Em maio sairá o edital para o quadro complementar de oficiais da Armada e fuzileiros navais (ano passado a seleção contemplou diversas áreas de engenharia) e intendentes (para graduados em economia, administração ou contabilidade). Os candidatos devem ter menos de 29 anos de idade e ter concluído o curso superior correspondente à vaga que disputa. O curso também será realizado no Rio de Janeiro.

Também naquele estado, em julho será aberto edital para o curso de formação de auxiliar de praças, destinado a candidatos com nível médio/técnico. No ano passado, as oportunidades foram para as especialidades de administração, administração hospitalar, contabilidade, desenho e arquitetura, estatística, eletrônica, gráfica, geodésia e cartografia, higiene dental, marcenaria, mecânica, metalurgia, meteorologia, motores, nutrição e dietética, patologia clínica, processamento de dados, química, radiologia médica e telecomunicações.

Além das seleções previstas, a Marinha conta hoje com mais três concursos já abertos. Até 26 de abril segue o período de inscrições do concurso com 29 vagas para técnicos do Corpo Auxiliar. A seleção é dividida em 11 áreas: comunicação social, direito, educação física, informática, estatística, meteorologia, oceonografia, pedagogia, psicologia, serviço social e segurança do tráfego aquaviário (cargo para formados em engenharia naval e/ou ciências náuticas).

Para a área de saúde, a Marinha está com 146 vagas abertas para médico, cirurgião-dentista e apoio à saúde. As inscrições podem ser feitas até 15 de maio.

E quem é formado em engenharia e arquitetura já pode participar do concurso aberto pela Marinha, com 64 vagas. É bom correr porque o período de participação se encerra em 28 de abril.

Exército

Neste mês, o Exército pretende abrir concurso para cadetes, seleção destinada a quem concluiu ou está para concluir o Ensino Médio. A Escola Preparatória fica em Campinas/SP e poderão se candidatar quem tem idade entre 17 e 22 anos. Geralmente são oferecidas 400 vagas para homens e somente 40 para mulheres.

Em maio três editais devem ser abertos para a formação de sargentos das áreas de combate/aviação; combate logística; saúde (técnico em enfermagem) e música. Poderão concorrer candidatos entre 17 e 24 anos. Os cursos básicos e qualificados somam 77 semanas e podem ser ministrados em 10 estados distintos – em 2016, o concurso para sargento do Exército obteve 92 mil inscrições! Foram oferecidas 1.205 chances.

Em junho, o Colégio Militar de Salvador vai lançar edital para o quadro complementar de oficiais e capelães. Pode concorrer quem tem nível superior e até 36 anos. Para ter uma ideia, no ano passado foram abertas chances para as áreas de ciências contábeis, veterinária, direito, enfermagem e informática. Já para capelão é preciso ter o curso de formação teológica de nível superior e ser sacerdote católico ou pastor evangélico.

Também em junho, o Instituto Militar de Engenharia (IME) vai abrir seleção para quem tem nível médio. Lá, no Rio de Janeiro, são ministrados cursos de graduação, pós-graduação e extensão universitária para militares e civis.

E em julho, será a vez da Escola de Saúde do Exército abrir edital. Serão oferecidas oportunidades nas áreas de medicina, odontologia e farmácia. Por exemplo, no último concurso foram 38 áreas para médicos atuarem. A Escola também fica no Rio. Os candidatos devem ter no máximo 36 anos e curso superior.

Aeronáutica

Curso de formação de sargentos, que será ministrado na Escola de Especialistas de Guaratinguetá, em São Paulo. As inscrições serão abertas de 4 de agosto a 2 de setembro. As provas estão marcadas para 12 de novembro. De acordo com a assessoria da Aeronáutica, podem ser abertas, esporadicamente, algumas seleções para oficiais temporários ainda durante este ano.

Atualmente, a Aeronáutica está com as inscrições abertas para o curso preparatório de cadetes do ar. Até o dia 9 de maio, quem completou o nível fundamental de ensino pode concorrer a 180 vagas, sendo 160 para homens e apenas 20 para mulheres. A taxa custa R$ 60. As provas serão aplicadas em 9 de julho.

CorreioWeb

 

enviar comentário
Publicidade

Comissão aprova reforma trabalhista, que vai a plenário nesta quarta-feira

Por 27 votos a 10, comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (25) o texto-base do relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) sobre a reforma trabalhista. O principal embate em torno do tema, porém, está marcado para a votação no plenário da Casa nesta quarta (26).

Falta ainda a análise de emendas —chamadas de “destaques” no jargão do Congresso—, ainda nesta terça.

Uma das prioridades do governo de Michel Temer em 2017, a reforma trabalhista traz como algumas das principais modificações a prevalência do negociado entre patrões e empregados sobre a lei, a possibilidade de fracionamento das férias em três períodos, restrições a ações trabalhistas, regulamentação de contratos provisórios e fim da obrigatoriedade da contribuição sindical.

A votação desta quarta no plenário será o primeiro grande teste sobre a musculatura da base de Temer para aprovar a reforma da Previdência, também em fase final de análise por comissão especial, e que precisa de um apoio mais robusto —pelo menos 60% dos congressistas, por se tratar de emenda à Constituição.

Na reforma trabalhista, basta o apoio de mais da metade dos deputados presentes à sessão.

Na segunda, o governista PSB (que tem a sétima maior bancada da Câmara, com 35 deputados), decidiu fechar questão contra as reformas, mas a bancada do partido está rachada —parte segue a liderança do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e do ministro Fernando Bezerra Filho (Minas e Energia), que atuam alinhados ao Palácio do Planalto.

Com isso, o partido foi o único entre os principais que não registrou orientação formal de voto na comissão, nem contra nem a favor. Na votação, houve um racha entre os dois integrantes da legenda no colegiado, Danilo Cabral (PE) votou contra e Fábio Garcia (MT), a favor da reforma.

O temor do governo é de que o racha no PSB se espalhe por outras legendas aliadas. Desde a semana passada, ministros e líderes partidários trabalham para atender pleitos de aliados e diminuir as defecções.

Uma das principais polêmicas nesta quarta será relativa ao fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, descontado diretamente do salário dos trabalhadores uma vez ao ano. Os sindicatos e os partidos de esquerda acusam o governo de querem inviabilizar as entidades de representação e defesa dos trabalhadores.

Durante toda a sessão, governistas e oposicionistas trocaram críticas.

“Nesse momento a CLT [Consolidação das Leis do Trabalho] sofre o maior ataque de sua história e essa Casa mostra ter vocação para o suicídio, pois o ataque aos trabalhadores vai ter uma resposta do povo”, afirmou Orlando Silva (PC do B-SP).

“Não existe nenhuma justificativa teórica para dizer que vai gerar mais emprego, o que vamos assistir é uma degradação do emprego. À medida que se precariza, tudo significa claramente uma redução dos direitos do trabalhador”, disse o líder da bancada do PT, Carlos Zarattini (SP). “Vai ser a maior aventura da história do Brasil, vai aumentar os conflitos, vamos ter uma verdadeira guerra no país.”

Um dos principais argumentos do governo ao defender a reforma é o de que os empresários voltarão a investir e a contratar, diminuindo o desemprego.

O relator, Rogério Marinho, rebateu os oposicionistas afirmando que as críticas partem de corporações que passaram anos “mamando nas tetas” do poder público.

“Esse projeto tem uma virtude extraordinária, a entrada no sistema negocial [que prevalecerá sobre a lei] é voluntária, entra nele quem enxerga ali clara vantagem em sua vida e seus negócios. Isso faz bem para o Brasil, viva o Brasil, viva esse parlamento”, disse Darcísio Perondi (PMDB-RS).

AJUSTES

Apesar de seu relatório ter recebido 457 emendas só nos últimos dias, totalizando mais de 1.300 sugestões de alteração, Rogério Marinho anunciou apenas ajustes em seu relatório nesta terça.

Entre elas a que exclui das regras do trabalho intermitente —por períodos específicos, a depender da demanda— categorias regidas por leis específicas. como motorista de caminhão, empregadas domésticas e aeronautas.

Marinho também indicou que pode recuar em uma das propostas mais polêmicas, a que permite a gestantes e lactantes trabalhar em locais insalubres desde que com autorização médica. O relator afirmou que a atual vedação retira as mulheres do mercado de trabalho devido a um suposto receio dos empresários de ficar sem as empregadas por mais de um ano.

O tucano disse ainda que deve fazer novas modificações até a votação desta quarta. Após passar pela Câmara, a reforma tem que passar ainda pelo Senado e pela sanção ou veto de Temer.

Folha de São Paulo

 

Comentário (1) enviar comentário
  1. Naldo disse:

    Fico imaginando alguém dizendo, a Campanha do Sr. Rogério Marinho foi financiada para que ele articulasse no congresso toda essa mudança nas leis trabalhistas. esse filme não é novo……

Publicidade

Roteiro Natal Sagrado e Histórico será aprimorado para incrementar turismo religioso

Foto: Alex Régis

A Secretaria Municipal de Turismo (Sectur) da Prefeitura de Natal realizou na manhã desta terça-feira (25), em parceria com a Potiguar Turismo e o Receptivo Luck, um passeio turístico que percorreu sete Igrejas da Zona Leste da capital, com o objetivo de verificar in loco o que precisa ser aperfeiçoado em termos de trânsito e infra-estrutura para o pleno funcionamento do Roteiro Natal Sagrado e Histórico a ser lançado na próxima sexta-feira (28), na ExpoCatólica, uma feira de produtos e serviços para a Igreja e livrarias católicas.

O percurso iniciou na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, em Petrópolis, onde estão os restos mortais do Padre João Maria, e culminou na Catedral Metropolitana de Natal, localizada na avenida Deodoro. Foram visitadas, ainda, as Igrejas do Bom Jesus das Dores (Ribeira), Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (Cidade Alta), Nossa Senhora da Apresentação (Cidade Alta), Igreja de Santo Antônio (Cidade Alta) e a Igreja de São Pedro, no Alecrim.

De acordo com a secretária de Turismo, Christiane Alecrim, a avaliação do citytour foi muito positiva, vez que consolida o roteiro histórico-cultural-religioso na cidade, que vem sendo trabalhado há algum tempo. Ela disse ainda que falta apenas alinhavar com as secretarias parceiras a infra-estrutura dos locais de peregrinação. A Sectur conta com a parceria das secretarias de Mobilidade Urbana, Meio Ambiente e Urbanismo, Cultura, Segurança e Defesa Social, Serviços Urbanos, Urbana, Saúde, Políticas para as Mulheres e Comunicação Social. Todas essas secretarias estiveram representadas no passeio turístico ocorrido na manhã de hoje.

“O turismo religioso é um viés que se descortina tanto para o natalense, que vai valorizar mais os templos católicos da cidade, como para os turistas que visitam a capital”, afirmou a secretária. O “Roteiro Natal Sagrado e Histórico” será lançado oficialmente na próxima sexta-feira (28), na abertura da ExpoCatólica. No domingo (30), o citytour será repetido, desta feita com os palestrantes do evento.

Para o secretário do Arcebispado da Arquidiocese de Natal, padre Francisco Fernandes, o ponto central de toda peregrinação religiosa é a Catedral Metropolitana. Segundo o religioso, o sentido teológico da Catedral é a ideia da tenda armada no meio do povo, no coração da cidade. “O turista tem de visitar a cripta da Catedral, um lugar de orações, que foi abençoado pelo Papa João Paulo II. Temos em exposição o cálice usado pelo Papa e um novo elemento que é um tijolo doado pelo Vaticano”, informou o sacerdote.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Márcio Macedo disse:

    Parabéns , excelente iniciativa.

Publicidade

Polícia usa bombas para dispersar manifestação de índios em frente ao Congresso

Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

A polícia legislativa usou bombas de gás para dispersar uma manifestação de índios em frente ao Congresso Nacional nesta terça-feira, 25. O grupo está em Brasília para protestar contra o governo do presidente Michel Temer e para reivindicar o avanço na demarcação de terras indígenas.

Por volta das 15h30, os índios desceram correndo o gramado em frente ao Congresso e foram impedidos por policiais da tropa de choque de acessar a entrada que dá acesso à Câmara e ao Senado. Mais numerosos, porém, eles conseguiram furar o bloqueio e começaram a pular dentro do espelho d’água.

A polícia, então, revidou com bombas de gás. O cheiro pode ser sentido de dentro das dependências da Câmara. Alguns índios chegaram a lançar flechas em direção ao Congresso. Caixões de papel foram jogados no gramado e no espelho d’água.

Segundo os organizadores do protesto, a manifestação reuniu mais de 4 mil índios. A polícia ainda não possui uma estimativa oficial do tamanho do protesto.

Estadão

Comentário (1) enviar comentário
  1. Gil disse:

    com o famigerado MST a Polícia não age assim

Publicidade

Acordo de 1,3 milhão encerra processo de vigilante que ficou tetraplégico após levar tiro em assalto em farmácia em Natal

O vigilante que ficou tetraplégico após levar tiro em assalto em farmácia de Natal (RN) fechou um acordo com a Prosegur Brasil S.A. no valor de R$ 1.309.000,00, a ser pago até o dia 2 de maio.

Esse valor é referente ao pagamento dos danos morais e materiais pleiteado pelo autor da ação, e ao pagamento de honorários advocatícios.

Ficou acertada, ainda, a exclusão do processo da Empreendimentos Pague Menos S/A, para quem a vítima prestava serviço no momento do assalto.

O acordo foi homologado pelo juiz Michael Wegner Knabben, do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Natal (CEJUSCNAT), da Justiça do Trabalho.

O juiz Décio Teixeira de Carvalho, da 3ª Vara do Trabalho de Natal, havia condenado a Prosegur, empregadora do vigilante, e, solidariamente, a farmácia Pague Menos no desembolso de danos morais e materiais.

Ele também havia determinado o pagamento de valores específicos para os familiares (país, irmãs e filha), a título de danos morais.

No entanto, esses familiares concordaram que todo o valor do acordo feito agora fosse depositado na conta do segurança.

O assalto, no caso, ocorreu em abril do ano passado, no bairro de Igapó, Zona Norte de Natal, e chegou a ter grande repercussão na cidade. Várias campanhas de arrecadação de donativos e medicamentos foram realizadas em favor do vigilante.

De acordo com a Polícia Militar, dois criminosos entraram na farmácia Pague Menos e roubaram a arma e o colete do vigilante. Na fuga, mesmo sem a vítima esboçar qualquer reação, um dos criminosos atirou contra o trabalhador, atingindo-o na coluna cervical e deixando-o tetraplégico.

Processo: Nº 0001586-97.2016.5.21.0003

 

Comentários (3) enviar comentário
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Quem deveria pagar essa indenização é o estado do RN, aliás fomos enganados na última eleição. Cadê a segurança???

  2. João Brasil disse:

    A pergunta que fica: e os meliantes, não vão pagar indenização alguma a vítima? como estão os meliantes, será que estão respondendo em liberdade? quantos crimes mais estes elementos durante a liberdade? Pra condenar empresas é rápido mas condenar um bandido será que é difícil? Como estão os elementos….

  3. Eli disse:

    Justíssima a decisão…

Publicidade

Tráfico de drogas lidera número de habeas corpus no STJ, diz ministra

Apenas no primeiro semestre deste ano, dos 12.331 habeas corpus e recursos recebidos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), 3.506 são referentes a tráfico de drogas, ou seja, 30% do total. A informação é da presidente do órgão, ministra Laurita Vaz, ao ilustrar problemas na política de drogas no país. “O tráfico e o uso de drogas são males que têm afligido a sociedade de forma crescente nos últimos anos, que nos assusta e trazem por arrasto consequências maléficas”, disse.

A Lei nº 11.343/2006, a chamada Lei de Drogas, completa 10 anos em 2017 e para fazer um balanço da situação, a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) está promovendo, hoje (25) e amanhã (26), o seminário “10 Anos da Lei de Drogas – Resultados e perspectivas em uma visão multidisciplinar”. O evento tem apoio do STJ e da Associação dos Juízes Federais do Brasil.

Ao participar do encontro, a ministra da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse que, do ponto de vista da segurança pública, os dados são “estarrecedores”. Ela citou dados do Departamento Penitenciário Nacional, que apontam que um terço dos encarcerados do país tiveram envolvimento com drogas. Dados do Conselho Nacional de Justiça, revelam que em torno de 75% dos jovens infratores são usuários de drogas.

A resolução, segundo a ministra, exige abordagem interdisciplinar, que envolve Judiciário, saúde, ciência política e sociologia. “É importante tratar o tema na perspectiva de assistência aos dependentes, que envolve a reinserção dessa pessoa na sociedade, para que tenha qualidade de vida”, acrescentou, ressaltando que, além da reflexão, o seminário pode levantar propostas qualificadas que gerem resultados mais rápidos para a sociedade sobre a questão das drogas.

Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a questão das drogas é dinâmica e devem ser repensados os “enfrentamentos, os efeitos, os resultados obtidos e não obtidos com a política”. Segundo Janot, há pontos prioritários a serem revistos e debatidos, como as políticas de prevenção e reinserção; a destinação de bens apreendidos para o uso no enfrentamento às drogas; a diferenciação e tratamento correto de usuários e traficantes; e o reflexo da política criminal de combate às drogas no “combalido e falido” sistema penitenciário brasileiro.

Para a presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, a liberação do uso de drogas não é solução para os problemas que gera, pois não são consequências apenas individuais. “No Brasil, país de dimensões continentais, com grande parte da população alijada de uma educação básica de qualidade, com uma polícia cada vez mais sucateada, com órgãos de saúde pública funcionando na fronteira do caos, essa proposta me parece temerária”, disse, na abertura do seminário.

Na opinião de Laurita, é preciso pensar na realidade de forma mais ampla, buscando identificar sua verdadeira origem e trabalhar na prevenção. A educação de base, a formação para a cidadania, a promoção de atividades escolares, esportivas e lúdicas, a profissionalização e o emprego são algumas medidas que o Estado brasileiro tem deixado de empreender. “Em meio a tanta sangria dos cofres públicos, fica fácil imaginar porque o Brasil carece de investimentos em áreas essenciais; não por falta de dinheiro, mas por pura malversação do dinheiro público”, afirmou.

Além de debater a política de drogas que vem sendo adotada no país, o seminário analisa expectativas para nova abordagem do tema, como as políticas públicas voltadas à assistência de dependentes químicos, o uso medicinal de substâncias proscritas, as questões relacionadas a encarceramento e gênero, bem como aspectos penais e processuais na judicialização dos crimes previstos na Lei de Drogas.

Agência Brasil

 

enviar comentário
Publicidade

“Querem massacrar o coitadinho”, diz Lula sobre acusações

Lula: “eu não sou de reclamar, mas ninguém aguenta. São quase 18 horas tentando massacrar esse pobre coitadinho que veio de Garanhuns” (Ueslei Marcelino/Reuters)

Alvo da Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nessa segunda-feira, 24, que está sendo “massacrado” 24 horas por dia, defendeu a regulamentação da mídia, desafiou a Justiça a provar algum desvio de conduta cometido por ele e afirmou estar ansioso pelo depoimento ao juiz Sérgio Moro, inicialmente marcado para o próximo dia 3 de maio, em Curitiba – e que pode ser adiado.

“Eu não sou de reclamar, mas ninguém aguenta. São quase 18 horas tentando massacrar esse pobre coitadinho que veio de Garanhuns”, afirmou Lula em Brasília, no seminário Estratégias para a Economia Brasileira – Desenvolvimento, Soberania, Inclusão.

Quatro dias após o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro ter dito a Moro que Lula pediu a ele, em maio de 2014, para destruir provas sobre pagamento de propinas ao PT, o petista afirmou que os delatores sofrem “pressão” para incriminá-lo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Exame

Comentários (9) enviar comentário
  1. Sebastião disse:

    Preso, sem acesso à informação, terá paz…

  2. Justo Veríssimo disse:

    regra do esperto:::: "MInta. Minta.. Minta sempre.. Minta muuuiiitooo… Minta tanto que um dia a sua mentira se torna a verdade imaculada….

  3. Charleston Bruno disse:

    AAAHHHHH PARA NÈ?

    Quem mais está sofrendo com este massacre, é nossa população brasileira!

  4. Lindemberg Gomes disse:

    Lula se referia a quem quando disse "coitadinho"? Certamente não foi a pessoa dele. Ele pode dizer isso Palocci e Léo Pinheiro? Lula é coitadinho João Santana?
    Lula sempre disse: "A petrobras é nossa", nós que demos uma interpretação diferente a frase, nossa era do PT e não do Brasil.
    Lula disse: "Tirei milhões da pobreza". Nós pensávamos que ele se referia a ter dado migalhas aos mais pobres pelos programas "bolsa enrola povo". Mas depois que a turma da odebrecht abriu a boca, estamos vendo que a interpretação da frase era outra.
    Aprendam a entender o que Lula diz, povo

  5. guilherme disse:

    esse ta com c q nao passa um cabelo kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Fabio disse:

    Quem tem …. tem medo.

  7. sergio dias disse:

    Ele quis dizer, o coitadinho ladrão. Ah! FELA…….,,,

Publicidade

Segunda Turma do STF manda soltar José Carlos Bumlai; maioria dos ministros levou em conta estado de saúde

Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo 30/11/2016

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) mandou soltar, nesta terça-feira, o pecuarista José Carlos Bumlai, condenado em primeira instância em um dos processos da Operação Lava-Jato. A maioria dos ministros levou em conta o estado de saúde de Bumlai, que tem problemas no coração, para justificar a decisão.

Em novembro do ano passado, o ministro Teori Zavascki, antigo relator da Lava-Jato, morto em um acidente aéreo em janeiro deste ano, converteu a prisão preventiva em domiciliar. Nesta terça, dois ministros votaram para manter a liminar de Teori: o atual relator, Edson Fachin, e Ricardo Lewandowski. Mas os outros três ministros que compõem a Segunda Turma — Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Celso de Mello — entenderam que até mesmo a prisão domiciliar deveria ser revogada.

Até novembro do ano passado, Bumlai estava preso preventivamente por ordem do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava-Jato na primeira instância.

Em setembro, Moro o condenou a nove anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e gestão fraudulenta de instituição financeira por ter retirado em nome dele um empréstimo de R$ 12 milhões no Banco Schahin para quitar dívidas do PT. O empréstimo não foi pago. Foi quitado de modo fraudulento com o fechamento de um contrato do Grupo Schahin com a Petrobras para operação do navio-sonda Vitória 10000. Foi simulado uma falsa doação em pagamento com embriões bovinos.

O caso ainda não foi julgado na segunda instância, ou seja, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre.

Extra – O Globo

Comentários (5) enviar comentário
  1. Rodrigo disse:

    Quando estava soltou não tinha doença nenhuma, roubou a vida toda e agora vai terminar os dias ao lado da família bem estruturada com o dinheiro do povo brasileiro, viva o Brasil!!!

  2. Blue disse:

    Vergonha!

  3. LUCY disse:

    ESSA TAL DE DELAÇÃO PREMIADA É UM PRATO CHEIO PARA A IMPUNIDADE.

  4. Sandro Alves disse:

    Com um STF destes, bandidos fazem a festa.

Publicidade

Natal é selecionada para concurso universitário do BID UrbanLab 2017

A capital potiguar foi a cidade eleita do Brasil para ser a cidade do concurso de ideias promovido do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) denominado “UrbanLab” que incentiva estudantes universitários para desenvolver soluções criativas por meio de projetos urbanísticos para uma região específica da cidade selecionada pelo Banco. O edital do concurso deve ser divulgado até o dia 15 de maio, e universitários de todo o país podem participar e concorrer a prêmios, profissionais com até três (03) anos de graduação também poderão apresentar suas propostas.

Na terceira edição, Natal é a primeira cidade do Brasil a receber o concurso do Banco. Na edição de 2016, o concurso universitário foi realizado na cidade de Santa Marta, da Colômbia. O BID UrbanLab tem como objetivo escolher propostas inovadoras para soluções de problemas urbanos que existem em Natal. De acordo com a secretária adjunta de Planejamento da Semurb, Floresia Pessoa, Natal vai ganhar muito com a ampla divulgação e com as sugestões de projetos de iniciativa dos universitários do Brasil. “Recebemos a notícia da seleção da nossa cidade para o concurso com muito entusiasmo. Vamos participar de um concurso de ideias, que serão propostas integradas com ações”, destacou.

SOBRE O BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento trabalha para melhorar a qualidade de vida na América Latina e no Caribe. Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional na América Latina e no Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisa de ponta e fornece assessoria política, assistência técnica e treinamento para clientes públicos e privados.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Maracujina disse:

    Quero saber é do pagamento do estado .

Publicidade

Contas externas registram superávit de US$ 1,4 bi em março, o melhor resultado em 12 anos

Colheita de soja numa plantação no Paraná – Guito Moreto / Agência O Globo

As contas externas do país fecharam março no azul pela primeira vez em quase um ano. As chamadas transações correntes – resultado de todas as trocas de serviços do comércio do Brasil com o resto do mundo – apresentaram superávit de US$ 1,4 bilhão por causa do efeito da alta de preços de commodities. Foi o melhor desempenho para meses de março desde 2005.

De acordo com os dados divulgados nesta terça-feira pelo Banco Central, nos 12 meses encerrados em março, as transações correntes registraram um resultado negativo de US$ 20,6 bilhões. Isso representa 1,10% do Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de bens e serviços produzidos no país).

A balança comercial mais forte por causa da alta das commodities suprimiu os efeitos de alta de despesas como, por exemplo, as viagens internacionais. Os gastos de turistas brasileiros no exterior subiram 19%. Somente no mês passado, eles deixaram US$ 1,5 bilhão.

Outra conta que ficou no vermelho foi a de aluguel de equipamentos. O déficit foi de US$1,6 bilhão em março: redução de 8,5% comparativamente ao mesmo mês do ano anterior. Isso é considerado pelos economistas um mau sinal, já que isso representa menos atividade no país.

Os investimentos estrangeiros no Brasil, por sua vez, aumentaram 28% em março. Entraram no país US$7,1 bilhões. O destaque foi o ingresso de US$4,2 bilhões na modalidade participação no capital. Ou seja, os estrangeiros estão comprando ações de empresas brasileiras que estão baratas.

Nos últimos 12 meses, entraram no Brasil US$ 85,9 bilhões. Isso equivale a 4,62% do PIB.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

FOTO: MST bloqueia trecho da Rodrigues Alves

Foto: Ana Karina

Registro na tarde desta terça-feira(25), de  mais um bloqueio do MST na capital potiguar. Após a Hermes da Fonseca durante a manhã, movimento se encontra na Avenida Rodrigues Alves, em frente ao Incra.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Sergio disse:

    Sem teto ? muitos tem carros e motos.

  2. Blue disse:

    Apoiado! Esse governo só tem ladrao.

  3. guilherme disse:

    de sem terra nao tem um ai so menino de ouro

Publicidade