MP detalha operação de escândalo do Habite-se no RN; prisão de coronel é preventiva

Em coletiva realizada na tarde desta quarta-feira(17), na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público, em Candelária, foram divulgados detalhes da ação destinada a desarticular possíveis atitudes ilícitas envolvendo a emissão do Habite-se no RN.

O MP informa que o Cel Carlos Barbosa, que também é engenheiro, possuía uma empresa e pessoas que auxiliavam na produção de projetos que seriam no futuro ser aprovados por ele mesmo. Na ocasião, os projetos eram cobrados.  Ele fazia projetos e outros engenheiros assinavam.  Ele ainda tinha a obrigação de fiscalizar estaria tendo benefícios financeiros,  disse a Procuradoria Geral de Justiça.

A prisão do coronel foi preventiva e irá durar o tempo que se fizer necessário disse o PGJ. As investigação durou cerca de 1 ano.

BOMBEIROS

Na manhã de hoje, o Corpo de Bombeiros se pronunciou, por meio de uma nota oficial, informando que a Corporação não compactua com irregularidades e que, o atual Comando do CBMRN, aguarda o posicionamento da Justiça sobre o caso.

“Desde 2011, quando assumiu a gestão do Corpo de Bombeiros Militar, o atual Comando do CBMRN tem buscando uma maior aproximação da instituição com os órgãos de controle externo, implementando ações que garantam critérios rigorosos nos trâmites processuais de todos os seus setores obedecendo fielmente aos princípios basilares da administração pública como a legalidade, impessoalidade, moralidade e o interesse público”, diz a nota.

    2 Comentários

    1. Edson disse:

      O MP deve cair em cima em todos os setores que precisam legalizar projetos, não é de hoje que empresas e pessoas comuns sofrem para conseguir legalizar qualquer tipo de obra sem precisar pagar algo por fora, até na cosern que é uma empresa privada já sofri com esse mesmo problema, onde o analista fica rejeitando o projeto até vc mandar algum “parceiro dele ” para que seu projeto não volte mais com nenhuma pendência!!!

    2. JOSUÉ disse:

      Novamente a engenharia em casos de corrupção. É necessário esclarecer quem são os engenheiros que “assinavam” os projetos feitos pelo coronel acusado. É preciso separar o joio do trigo. Os maus engenheiros devem ser nominados e o CREA precisa sair da posição de omisso e atuar com ética separando a parte podre. Já basta termos o Presidente do Conselho Federal de Engenharia, o engº JOSÉ TADEU DA SILVA ser um condenado em 1ª instância com mais de 30 ações civis públicas. Tem também condenado por corrupção na Operação Impacto atuando como conselheiro no CREA. É sujeira por toda parte.

    Coletiva de imprensa sobre a Operação “Habite-se” será realizada às 15 horas na PGJ

    Diante de um pedido do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) a coletiva de imprensa para tratar sobre os esclarecimentos da ação destinada a desarticular possíveis atitudes ilícitas envolvendo a emissão do Habite-se no RN não será mais realizada nesta manhã (17) como havia sido divulgado.

    As entrevistas serão concedidas, às 15h, na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público, em Candelária. Na manhã de hoje, o Corpo de Bombeiros se pronunciou, por meio de uma nota oficial, informando que a Corporação não compactua com irregularidades e que, o atual Comando do CBMRN, aguarda o posicionamento da Justiça sobre o caso.

    “Desde 2011, quando assumiu a gestão do Corpo de Bombeiros Militar, o atual Comando do CBMRN tem buscando uma maior aproximação da instituição com os órgãos de controle externo, implementando ações que garantam critérios rigorosos nos trâmites processuais de todos os seus setores obedecendo fielmente aos princípios basilares da administração pública como a legalidade, impessoalidade, moralidade e o interesse público”, diz a nota.

    Operação Habite-se(MPRN): Em nota, Comando Geral do Corpo de Bombeiros não compactua com irregularidades e diz que aguarda o posicionamento da Justiça

    Diante da ação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrada na manhã desta quarta-feira (17), destinada a desarticular possíveis atitudes ilícitas envolvendo a emissão do Habite-se, o Comando Geral do CBMRN comunica que está dando total auxilio ao Poder Judiciário do RN na adoção de medidas administrativas cabíveis a fim de colaborar com o andamento do processo.

    O Comando da Corporação informa ainda que não compactua com irregularidades e que aguarda o posicionamento da Justiça sobre o caso.

    Desde 2011, quando assumiu a gestão do Corpo de Bombeiros Militar, o atual Comando do CBMRN tem buscando uma maior aproximação da instituição com os órgãos de controle externo, implementando ações que garantam critérios rigorosos nos trâmites processuais de todos os seus setores obedecendo fielmente aos princípios basilares da administração pública como a legalidade, impessoalidade, moralidade e o interesse público.

    O Coronel Elizeu Lisboa Dantas, Comandante Geral do CBMRN, concederá entrevista coletiva, às 11h, na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público, em Candelária.

      1 Comentário

      1. joao disse:

        O poder publico cria dificuldades para o cidadao para gerar corrupção. Na hora que dificulta as regras, cria a fiscalização e indica empresas (poucas), o indicio é grande. Isso nao é novidade aqui no RN. Certas leis sao feitas para gerar dinheiro em cima do otario cidadao. Operação sinal fechado e outras sao exemplos… Roubar sem o uso de armas é a moda. E alguem foi preso de fato até hoje?

      Prefeitura anuncia segurança reforçada para próximos shows do Natal em Natal

      Para garantir a segurança nos próximos shows do Natal em Natal, a Prefeitura de Natal, por meio da secretaria de Cultura (Secult), esteve reunida na tarde desta terça-feira (16) com os representantes da Arena das Dunas, Polícia Militar, Guarda Municipal e empresas de segurança privada para definir um plano de segurança para o evento. Pela manhã, o secretário de Cultura, Dácio Galvão, já havia se reunido com o comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, que garantiu a presença da PM fazendo a segurança na área externa dos eventos tanto na Arena das Dunas como no Ginásio Nélio Dias que recebem os shows do próximo final de semana.

      Segundo o que foi definido na reunião, a Polícia Militar estará trabalhando na área externa da Arena das Dunas com a presença da cavalaria, Rocam, BPChoque e Policiamento Feminino. O trabalho da PM será semelhante ao realizado em dias de jogos na Arena.

      A Guarda Municipal também disponibilizará um efetivo de 30 homens com suas viaturas fazendo a ronda na área próxima aos eventos.

      No caso da Arena, a segurança privada irá atuar tanto na parte interna do estádio como nas catracas fazendo a revista e garantindo a segurança nos acessos da Arena.

      Nos dois shows do Natal em Natal realizados na Arena das Dunas (Monobloco e Zeca Baleiro) não foram registrados incidentes na área interna da arena. Houve um incidente apenas na área externa do gradil que cerca a Arena quando um grupo de pessoas quis invadir o local depois que os portões de acesso foram fechados por ter sido atingida a capacidade máxima do evento de 18 mil pessoas, estabelecida pelo Corpo de Bombeiros.

      Nesta quarta-feira (17), haverá nova reunião entre a Prefeitura, Arena das Dunas e Corpo de Bombeiros para analisar a possibilidade de abertura do acesso do público às arquibancadas do setor leste e oeste, ampliando a capacidade de público do estádio.

      Na próxima sexta-feira (19), os portões da Arena das Dunas serão abertos às 18 horas, já que estão previstas as apresentações a partir das 19 horas com Jerimum Jazz, Catita Choro e Gafieira e a partir das 22 horas a banda Paralamas do Sucesso.

      No Ginásio Nélio Dias a programação começa às 20 horas com a Banda Som do Altíssimo e às 21 horas se apresenta a banda Diante do Trono, ambos interpretando música Gospel.

      No dia 20, o festival de música dentro do Natal em Natal será encerrado na área externa do ginásio Nélio Dias com as apresentações de Choro Bom e Alexandre Moreira, às 19 horas, seguido de Sérgio Groove e Banda, às 20h30, e em seguida a apresentação do cantor Raimundo Fagner.

      Secretaria de Segurança do RN convoca imprensa para divulgar balanço das ações de 2014

      A Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN) convida a todos os veículos de imprensa para participar de uma coletiva com o secretário Eliéser Girão Monteiro, para divulgação de um balanço de sua administração a frente da pasta.

      A coletiva foi marcada para as 10h desta sexta-feira (19), No Centro de Comando e Controle Regional (Ciccr/RN), na Escola de Governo, dentro do Centro Administrativo.

      MASSACRE DE CRIANÇAS: Casa Branca e Itamaraty condenam ataque

      O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou “nos termos mais fortes possíveis o terrível ataque do Taleban” a uma escola em Peshawar, no Paquistão.

      “Ao mirar estudantes e professores nesse ataque hediondo, os terroristas mostraram mais uma vez sua depravação”, afirmou, em nota divulgada pela Casa Branca.

      “Nós estamos ao lado do povo do Paquistão, e reiteramos o compromisso dos Estados Unidos em apoiar o governo paquistanês em seus esforços para combater o terrorismo e o extremismo e para promover a paz e a estabilidade na região.”

      De acordo com o diretor de informação do governo local, ao menos 130 pessoas foram mortas e mais de 120 ficaram feridas no ataque. Mais de cem das vítimas eram crianças, a maioria entre 12 e 16 anos, afirmou Bahramand Khan.

      Brasil

      O Itamaraty divulgou nota hoje condenando o ataque da milícia islâmica do Taleban a uma escola no Paquistão. “O governo brasileiro condena com veemência o atentado ocorrido hoje numa escola da cidade de Peshawar, no norte do Paquistão”, afirma trecho do texto, divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

      O governo brasileiro destacou ainda o “repúdio à violência” e condenou a ação de atos terroristas.

      A maioria das vítimas tinha entre 12 e 16 anos.

      “Neste momento de pesar e consternação, o povo e o governo brasileiro manifestam a sua solidariedade ao governo do Paquistão e às famílias enlutadas”, afirma a nota.

      Folha Press

      LOUCURA, COVARDIA E TRAGÉDIA: Terroristas invadem escola e matam ao menos 130 pessoas – a maioria crianças

      Paquistao-atentado1-size-598Foto: Arshad Arbab/EFE

      Pelo menos 130 pessoas morreram, a maioria crianças e adolescentes, e mais de 120 ficaram feridas nesta terça-feira em um ataque terrorista contra uma escola na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, informa a rede CNN. Cerca de cinco horas depois do início do ataque, o Exército anunciou o fim dos combates, com a eliminação dos seis agressores. Muitos alunos foram executados com tiros na cabeça, informou o ministro provincial da Informação, Mushtaq Ghani, que indicou 25 pessoas gravemente feridas na escola de Peshawar, principal cidade do noroeste do Paquistão. Amir Bakhs, porta-voz do Hospital Lady Reading, para onde estão sendo transferidas as vítimas, confirmou que algumas pessoas deram entrada na emergência com graves ferimentos de bala e o número de vítimas pode aumentar nas próximas horas.

      Um grupo de seis insurgentes vestidos com uniformes do Exército invadiu a escola durante o fim da manhã local (por volta das 6h00 de Brasília) e iniciou o ataque. As forças de segurança paquistanesas cercaram o edifício e travaram um ríspido confronto com os insurgentes, disse o porta-voz militar, Ahmed Ali. Ele acrescentou que a maior parte dos alunos e funcionários já foi retirada do edifício onde funciona a escola. Após horas de cerco, puderam ser ouvidas três explosões no interior da escola gerida pelos militares, e um jornalista da Reuters no local afirmou ter ouvido tiroteio intenso.

      Na parte externa, enquanto helicópteros sobrevoavam, a polícia se empenhava em conter grupos de pais desesperados que tentavam ultrapassar o cordão de isolamento e entrar na escola. Um funcionário da escola e um estudante entrevistado pela emissora de TV local Geo disseram que os terroristas tinham entrado no auditório da Escola Pública do Exército, onde uma equipe militar estava realizando treinamento de primeiros socorros para os alunos. Muitas das vítimas foram mortas pelo ataque suicida de um homem-bomba.

      O principal grupo talibã paquistanês, através de um porta-voz que se identificou como Mohammed Khurrassani, assumiu a autoria do ataque, de acordo com o jornal local The Express Tribune. À CNN, Khurrassani disse que o ataque foi uma vingança pela operação militar em curso na região pelos prisioneiros detidos. “Escolhemos a escola do Exército para o ataque porque o governo está alvejando nossas famílias e mulheres”, disse o porta-voz do Talibã. “Queremos que eles sintam a dor”, completou. O primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, rotulou nesta terça como “tragédia nacional” o ataque do grupo Talibã contra a escola. “Meus filhos foram transformados em cinzas da tragédia, a perda de crianças inocentes é a perda de uma nação”, disse Sharif à rádio estatal.

      O primeiro-ministro segue rumo à Peshawar, capital da província de Khyber Pakhtunkhwa, para coordenar a operação de resgate e garantir o auxílio às Forças Armadas e às autoridades administrativas locais. A área da escola está isolada pelo Exército paquistanês, enquanto imprensa local informa sobre disparos no interior do perímetro. Colégios costumam ser alvos dos talibãs no Paquistão, principalmente as escolas para meninas, assim como instalações militares.

      Alvos frágeis – A escola, com 500 estudantes entre dez e 18 anos, está localizada na estrada Warsak, perto de Peshawar, e faz parte de uma rede de 146 instituições para filhos de militares. As mulheres dos soldados trabalham como professoras. O Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP, na sigla em inglês), autor do ataque, é o principal grupo extremista do país e uma organização ligada à Al Qaeda que enfrenta o governo desde 2007.

      O presidente americano Barack Obama, por meio de uma nota oficial, declarou que “os Estados Unidos condenam nos termos mais fortes possíveis o terrível ataque de hoje na escola em Peshawar, Paquistão. (…) Ao direcionar os alunos e professores neste ataque hediondo, os terroristas mais uma vez mostraram a sua depravação”. O presidente francês, François Hollande, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, também condenaram o ataque e a Índia, vizinha do Paquistão, chamou a ação de “desumana”. Para Talat Masood, general aposentado e especialista em segurança, o ataque tem dois objetivos: tático e militar. “Atacaram alvos frágeis esperando que isso tenha um forte impacto psicológico na população. Os talibãs esperam que, atacando crianças, vão fazer com que caia o apoio às operações militares contra eles”, explicou.

      O Paquistão trava uma luta contra grupos radicais em suas regiões semiautônomas desde 2004, quando o Exército entrou nesses locais em busca de combatentes da Al Qaeda que deixavam o Afeganistão para fugir da pressão americana. Nos últimos meses, os militares do Paquistão vêm realizando uma ofensiva terrestre destinada a combater os extremistas do Talibã que atuam ao longo da fronteira com o Afeganistão. A campanha já desalojou dezenas de milhares de pessoas, que fogem para áreas mais seguras. O noroeste do Paquistão é composto por áreas tribais onde a presença do Estado é frágil, dando espaço para líderes locais controlarem o comércio, a administração e até a justiça.

      (Veja, com agência EFE)

      Governo vai usar software contra crimes de ódio na internet

      agenciabrasil310112_mca2218A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) anunciou nessa segunda-feira (15) a utilização de uma ferramenta que vai mapear a ocorrência de crimes de ódio na internet. O software vai coletar dados e identificar redes que se reúnem para fazer ofensas a grupos de pessoas. A ferramenta será o pilar das atividades do Grupo de Trabalho contra Redes de Ódio na Internet, criado em novembro para monitorar e mapear crimes contra direitos humanos nas redes sociais.

      “A gente tem acompanhado e se preocupado com o crescimento desses crimes de ódio, que são incentivados e divulgados na internet. Já está mais do que na hora de a gente criar mecanismos para rastrear e retirar isso da rede”, disse a ministra da SDH, Ideli Salvatti, à Agência Brasil. Ela citou o caso de uma mulher que, em maio, foi espancada até a morte por moradores de Guarujá, em São Paulo, após um falso rumor ter se espalhado nas redes sociais de que ela praticava rituais de magia negra com crianças.

      Com base nas informações coletadas pelo software, o grupo de trabalho, cuja reunião de instalação ocorreu ontem, poderá encaminhar denúncias ao Ministério Público ou à Polícia Federal. Três casos já estão sendo analisados, com base em denúncias recebidas pela Ouvidoria da SDH. Um deles remete ao último episódio envolvendo os deputados federais Maria do Rosário (PT-RS) e Jair Bolsonaro (PP-RJ), na semana passada, quando o parlamentar disse que só não estupraria a deputada porque ela “não merece”.

      Um rapaz postou foto em uma rede social “ameaçando a deputada Maria do Rosário de estupro”, de acordo com a SDH. Mais dois casos tratam de um site nazista e outro que prega a violência contra mulheres. “Vamos documentar, avaliar os três casos e, na quinta-feira [18], devemos dar os encaminhamentos cabíveis, no sentido de tirar do ar, encaminhar para inquérito da Polícia Federal ou para providências do Ministério Público Federal”, explicou Ideli.

      Agência Brasil