Airbus culpa pilotos, TAM e Infraero por acidente em 2007 que matou 199 pessoas

 

2007-052180-_20070718Foto: Rickey Roger

 A Airbus, fabricante de aviões, declarou à Justiça que a TAM, os dois pilotos e as condições da pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, são os responsáveis pelo acidente em 2007, que matou 199 pessoas, o maior da história com uma companhia aérea brasileira. As informações são do jornal “Folha de S. Paulo”, que cita que as declarações da empresa europeia, fabricante do modelo A 320, modelo que se acidentou ao tentar pousar em Congonhas, estão no processo cível que a Airbus responde na Justiça.

Pela primeira vez, a Airbus atribui culpa aos envolvidos pela tragédia. O processo é movido pela Itaú Seguros, seguradora da TAM que tenta reaver o montante gasto em indenizações e, para isso, argumenta que houve falha no projeto da aeronave. O valor da ação chega a R$ 350 milhões.

Em sua defesa, a fabricante dos aviões argumenta que o piloto e o copiloto são os principais culpados por não terem usado o procedimento correto. Em 17 de julho de 2007, o avião da TAM vindo de Porto Alegre não conseguiu parar na pista ao pousar no Aeroporto de Congonhas, na zona Sul de São Paulo, e chocou-se com o prédio da TAM Express. Todos os passageiros do voo morreram, além de algumas pessoas que estavam em terra.

A análise da caixa-preta revelou que os pilotos pousaram com um manete em posição errada, o que manteve a aceleração. As condições da pista e a falta de uma área de escape no aeroporto de Congonhas também contribuíram para o acidente.

Os erros dos pilotos foram possíveis, argumenta a Airbus, segundo a “Folha de S Paulo”, “em razão do ambiente permissivo e desorganizado na companhia aérea e pela desorganização administrativa em que se encontrava a aviação civil no Brasil”. Nenhuma das quatro envolvidas quis falar sobre o processo à Folha.

O Globo

Capotamento na RN-288 deixa quatro feridos

Quatro pessoas, Um homem e três mulheres, ficaram feridos e presas às ferragens após o carro em que estavam capotar no final da tarde de hoje na RN-288. De acordo com a PM. O motorista do carro, um Gol, perdeu o controle e saiu da pista entre as cidades de Caicó e São José do Seridó.

As vítimas foram socorrias conscientes para o Hospital Regional do Seridó, em Caicó. Ainda não existe informações sobre o estado de saúde delas.

    Nenhum Comentário

    Vítimas do acidente em Santos serão indenizadas, diz PSB

    O coordenador do comitê financeiro da campanha de Marina Silva (PSB) à Presidência da República, Márcio França, afirmou que serão indenizados todos os familiares das vítimas da queda do jato Cessna, que era utilizado na campanha de Eduardo Campos. No acidente morreram o ex-governador de Pernambuco, então candidato do PSB à Presidência da República, quatro assessores e os pilotos.

    Dezenas de moradores de Santos, onde o jato caiu, sofreram ferimentos e tiveram de ser socorridos em hospitais. Outros tiveram de sair de suas casas. “O pagamento da indenização será feito ou pelo seguro do avião ou pelo próprio PSB”, disse França.

    Nesta quarta-feira, 27, o advogado Antonio Campos, irmão do ex-governador, visitou as famílias cujas casas foram atingidas pelo acidente aéreo de 13 de agosto. Antonio disse que é importante descobrir quem são os donos da aeronave para que o processo de responsabilização seja feito. Ele se colocou à disposição para ajudar os donos dos imóveis a buscar o ressarcimento dos prejuízos. “Vamos juntar esforços para trabalhar no sentido de reparar os danos das seis casas”, afirmou. O advogado negou que tenha oferecido pagamento de indenização para os moradores. “Eduardo é mais uma vítima”, justificou.

    Uma forte polêmica envolve o jato. Ele pertence à AF Andrade, empresa de Ribeirão Preto que está em recuperação judicial. De acordo com o PSB, o avião era de dois empresários e tinha sido locado para a campanha presidencial. “O Eduardo Campos contratou a aeronave e voou nela. Não sei se o contrato foi oneroso ou não. Isso nós vamos apurar”, disse França. “Essa montanha vai parir um rato, tenho certeza disso”, afirmou ainda.

    Apuração

    Após visita ao Ministério Público Federal (MPF), Antonio Campos contou que a possibilidade de um drone meteorológico da Aeronáutica ter causado a queda da aeronave se tornou “uma das linhas mais fortes da investigação” em andamento. Ele foi informado que um aparelho do gênero está desaparecido, que havia alerta para o uso de drones na região no dia do acidente e que há imagens circulando na internet que comprovariam que o equipamento esteve no ar naquele dia. “A possibilidade é real e não está descartada”, revelou.

    fonte: Estadão Conteúdo

    Carro com família capota na BR-405, na região Oeste; professora morre

    O Blog O Câmera, com informações do Blog Cidade News de Itaú, registraram um acidente de carro ocorrido nas primeiras horas desta quinta-feira (28), por volta das 0h30, que vitimou a esposa do Diretor Laércio Andrade, da Escola Estadual Francisco de Assis Pinheiro.

    De acordo com a informação, os dois participavam de sua formatura em 2° Licenciatura em Geografia, com toda família em Pau dos Ferros-RN. Na ocasião, quando retornavam para Itaú-RN, segundo informações extra-oficiais, “Neidinha”, como era conhecida, teria perdido o controle  do veículo, descendo o aterro, e provocando o acidente.

    O Blog O Câmera, com informações do Blog Cidade News, informam que no carro estavam além de “Neidinha” e Laércio, suas duas filhas, seu sobrinho Túlio e sua esposa Jaciará. O jovem túlio sofreu um corte na cabeça, Laércio escoriações nos braços e as demais vítimas saíram ilesas.

    As vítimas conseguiram acionar o socorro médico, ligando para o hospital Maternidade Marcolino Bessa de Itaú, porém nada puderam fazer para salvar a vida de “Neidinha”.

    Foragido da Justiça é preso após atropelamento na Grande Natal

    Após ser acionada para se dirigir a RN 160 próximo a estação do grude, no município de Extremoz, na Grande Natal, para verificar um atropelamento, ao chegar o local foi confirmado, policiais militares foram informados que o acusado que pilotava uma moto CB 300 tinha fugido do local deixando a motocicleta. Pois bem. Após diligências, o condutor foi localizado em uma residência, detido e conduzido à Dp de Plantão. Na ocasião, foi constatado a embriaguez 0,75 e que existia um mandando de prisão preventiva contra o mesmo.Quanto a vítima, segundo a Polícia, ela saiu consciente do local,porém, foi informado que o estado era grave devido a uma hemorragia interna.

      Nenhum Comentário

      Menina de 9 anos mata instrutor com tiro acidental de submetralhadora

      Uma menina de 9 anos de idade matou seu instrutor de tiro por acidente ao manusear uma submetralhadora Uzi no Estado americano do Arizona.

      A criança participava de uma aula no estande de tiro Last Stop, em White Hills, na segunda-feira (25), quando perdeu o controle da arma.

      O instrutor Charles Vacca, de 39 anos, foi atingido na cabeça e morreu ao ser transportado de helicóptero para um hospital local.

      O xerife de Mohave County divulgou o vídeo do incidente, filmado pelos pais da criança. As imagens ficam congeladas momentos antes do momento fatal, quando a menina perde o controle da arma e atinge o instrutor.

      A Uzi é uma popular submetralhadora desenvolvida por um militar israelense na década de 40, capaz de disparar até 600 projéteis por minuto.

      A garota, que tinha sido matriculada no curso pelos pais, perdeu o controle da arma ao sentir o coice do disparo.

      Na cultura rural de diversas regiões americanas, é comum ensinar crianças a usar armas de fogo.

      Muitos americanos citam a Segunda Emenda da Constituição nacional, que prevê “o direito das pessoas a ter e portar armas”, no contexto do porte de armamentos para autodefesa.

      A cultura é tão forte que nem o massacre na escola de Sandy Hook, em Newtown, Connecticut, em dezembro de 2012 – na esteira de outros ataques a tiros, como Columbine, Virginia Tech e Aurora – criou condições suficientes para aprovar legislação tornando mais rigoroso o controle de armas, como defendia o presidente Barack Obama.

      Por outro lado, muitos estandes têm leis rigorosas para a instrução de crianças. No caso do Last Stop, não se sabe qual é o limite de idade para participar das aulas.

      UOL

      PSB diz que empresários emprestaram jato para Campos fazer campanha

      O PSB divulgou nota nesta terça-feira (26) para abordar pela primeira vez oficialmente a polêmica do jato usado por Eduardo Campos no dia do acidente ocorrido no dia 13 de agosto. Segundo o partido, os empresários João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira, amigos pessoais do ex-governador de Pernambuco, emprestaram a aeronave para uso durante toda a campanha.

      O partido diz que iria contabilizar e declarar à Justiça Eleitoral o empréstimo após o término da campanha, na prestação de contas final. “Nos termos facultados pela legislação eleitoral, e considerando o pressuposto óbvio de que seu uso teria continuidade até o final da campanha, pretendia-se proceder à contabilização ao término da campanha eleitoral, quando, conhecida a soma das horas voadas, seria emitido o recibo eleitoral, total e final”, diz o texto.

      A legenda diz ainda que o acidente impôs “conhecidas alterações tanto na direção partidária quanto na estrutura e comando da campanha”, o que explicaria “as dificuldade enfrentadas no levantamento” das informações relativas ao jato.

      CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA:

      O Partido Socialista Brasileiro esclarece:

      A aeronave de prefixo PR-AFA, em cujo acidente faleceu seu presidente, Eduardo Henrique Aciolly Campos, nosso candidato à presidência da República, teve seu uso -de conhecimento público- autorizado pelos empresários João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira.

      Nos termos facultados pela legislação eleitoral, e considerando o pressuposto óbvio de que seu uso teria continuidade até o final da campanha, pretendia-se proceder à contabilização ao término da campanha eleitoral, quando, conhecida a soma das horas voadas, seria emitido o recibo eleitoral, total e final.

      A tragédia, com o falecimento, inclusive, de assessores, impôs conhecidas alterações tanto na direção partidária quanto na estrutura e comando da campanha, donde as dificuldades enfrentadas no levantamento de todas as informações que são devidas aos nossos militantes e à sociedade brasileira.

      Brasília, 6 de agosto de 2014

      Folha Press

      VÍDEO(IMPRESSIONANTE): Carro passa por cima de menino de apenas seis anos – que sai caminhando

      Carro-passou-por-cima-de-crianca-que-brincava-nas-ruas-de-Shandong-na-China-size-598Veja aqui

      Um menino sobreviveu milagrosamente depois de ser atropelado na cidade de Jining, na província de Shandong, no leste da China. A criança de 6 anos brincava no meio da rua quando um veículo passou por cima dela. Ele chegou a ficar preso embaixo do automóvel, depois levantou-se e saiu caminhando com as mãos nas costas e chorando, mas aparentemente sem ferimentos graves.

      O motorista não parou para prestar socorro. O avô do garoto disse que não segurou o choro ao assistir às imagens, gravadas por câmeras de segurança. A polícia afirmou à rede BBC que a criança só sobreviveu porque ficou bem no meio das rodas do carro.

      Veja

      FOTO: Presidenciável Luciana Genro sofre acidente de trânsito

      Untitled-3A candidata à Presidência da República pelo P-Sol, Luciana Genro, sofreu um acidente de carro na manhã desta segunda-feira (25), em Porto Alegre. A colisão foi leve e ela não se feriu.

      “Antes que a informação saia e gere preocupações: tive um pequeno acidente de carro, mas não me machuquei”, postou ela no Twitter. Luciana estava dirigindo o carro do marido, o jornalista Sérgio Bueno, e outro veículo passou no sinal vermelho, provocando a batida.

      “Estou com pena do senhor que me bateu. Ele estava sem habilitação. Poderia ter sido grave. O carro do meu marido ficou destruído na frente”, completou ela.

      Jornal de Comércio

      FOTO: Hilux com cinco pessoas capota e invade estação ferroviária da Ribeira

      FotoFoto: Ney Douglas- Novo Jornal

      O Novo Jornal destaca um capotamento na manhã desta segunda-feira (25) de uma caminhonete Hilux,   que acabou invadino a linha férrea da estação ferroviária da Ribeira.  De acordo com a notícia, o motorista de 43 anos estava no veículo com a esposa, dois filhos e um sobrinho. Na ocasião, ao fazer uma curva na Av. do Contorno, o carro perdeu o controle, quebrou a mureta de proteção que divide a estação de trem e a avenida e caiu nos trilhos do trem. Felizmente, ninguém se feriu gravemente.

      Com informações do Novo Jornal

      http://www.novojornal.jor.br/noticias/cidades/1965

      Bombeiros são eletrocutados durante desafio do balde de gelo

      De acordo com a agência AP, os bombeiros usaram a escada magirus de um caminhão para molhar com água gelada o grupo de estudantes e integrantes da banda da Campbellsville University. Quando os bombeiros se aproximaram demais de um equipamento de alta voltagem da rede elétrica, ocorreu uma forte descarga, que os arremessou contra colegas que se encontravam no caminhão.

      Os dois bombeiros que estavam na extremidade da escada, identificados como Simon Quinn, de 22 anos, e Tony Grider, de 41, tiveram várias queimaduras e estão internados em estado grave em hospital universitário. Outros dois socorristas - Steve Marrs, de 37 anos, e Alex Johnson, de 28, também ficaram feridos, mas sem gravidade. Eles foram liberados.

      O desafio tradicional consiste em derramar um balde com água e cubos de gelo sobre a cabeça. O objetivo é arrecadar fundos para uma instituição que cuida de vítimas da esclerosa lateral amiotrófica (ELA) nos EUA. Até agora, mais de US$ 31 milhões (R$ 68 milhões).

      O acidente será investigado pela polícia da cidade e pelo Corpo de Bombeiros. A ALS, instituição que lançou o desafio do balde de gelo, emitiu uma nota sobre o ocorrido:

      “Nossos corações estão com os bombeiros feridos e as suas famílias. Nossos pensamentos permanecerão com eles durante este difícil período”.

      O Globo

        Nenhum Comentário

        “Desorientação Espacial” é um dos motivos mais prováveis para o acidente com Campos

        Por Eliane Cantanhêde na Folha desta quinta-feira dia 21

        Conforme a Folha publicou em 15/8, dois dias depois da morte de Eduardo Campos e de seis outras pessoas, a hipótese mais plausível para o acidente ainda é “desorientação espacial” do piloto do Cessna Citation.

        Pode ocorrer, por exemplo, com um movimento brusco da cabeça para olhar para fora durante a arremetida, que é procedimento quase sempre tenso, especialmente em condições meteorológicas adversas. E

        não se trata só de mera “tontura”, é algo bem mais grave do que isso.

        Dentro da cabine, o piloto fica desorientado, deixa de ter noção da posição do avião em relação à terra.

        Não sabe se está voando de lado, embicando para cima ou para baixo. É como se estivesse solto no ar.

        Nessas circunstâncias, os pilotos são treinados para desprezar suas próprias sensações e se concentrar nos instrumentos do painel.

        São eles que vão dizer qual é a efetiva posição do avião e que procedimentos adotar para repor o voo no prumo, na altitude e na direção correta.

        A nova imagem da queda, na prática a primeira de fato importante para as investigações, confirma que o avião caiu em ângulo muito acentuado e possivelmente com a potência máxima.

        Para especialistas, isso pode indicar que o piloto acelerou ou porque perdera o controle da aeronave, ou porque achava que estava subindo, sem perceber que o avião na verdade embicava para baixo.

        Essa hipótese é reforçada porque o avião não pegou fogo no ar, como, aliás, já vinham alertando o comandante da FAB, Juniti Saito, e o chefe do Cenipa (que investiga acidentes aeronáuticos), Dilton Schuck.

        Há muito o que apurar, inclusive se os pilotos seguiram o manual do fabricante ao arremeter e por que o avião foi duas vezes numa semana (de agosto, frise-se) à manutenção.

        Mas a principal hipótese é falha humana, como, de resto, ocorre em 80% dos acidentes aeronáuticos. Sobretudo se o comandante da aeronave, dias antes, se dizia “cansadaço”.

        Não há uma causa única para acidente com avião de Campos, diz Aeronáutica

        Em nota enviada à imprensa nesta quarta-feira (20), a Aeronáutica afirmou que não trabalha com “causas”, mas com “fatores contribuintes” do acidente aéreo que matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB) e outras seis pessoas em Santos (SP) na última quarta-feira (13).

        Responsável pelas investigações, a Aeronáutica informou que a “causa se refere a um fator que se sobressai, que seja preponderante, e a investigação não elege um fator como o principal”. “Desta forma, qualquer análise de fatores isolados pode ocasionar conclusões precipitadas ou equivocadas”, afirma o texto.

        No texto, a Aeronáutica também informou que já foram iniciadas as “entrevistas” de familiares e testemunhas do acidente, bem como a análise inicial dos motores recuperados no local da queda da aeronave.

        A Força Aérea afirma ainda que não há prazo determinado para o fim das investigações. “O Relatório Final busca reproduzir a dinâmica da ocorrência aeronáutica e emite as recomendações de segurança de voo para evitar que acidentes semelhantes se repitam”, afirma a nota.

        ACIDENTE

        O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Henrique Accioly Campos, 49, morreu na quarta (13) em acidente aéreo em Santos, litoral paulista, onde cumpriria agenda de campanha. O jato Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, partira do Rio e caiu em área residencial.

        Dois pilotos e quatro assessores também morreram, e sete pessoas em solo ficaram feridas. Os restos mortais removidos do local do acidente chegaram na noite de quarta na unidade do IML (Instituto Médico Legal) na rua Teodoro Sampaio, no bairro Pinheiros, em São Paulo. A Aeronáutica investiga a queda.

        Governador de Pernambuco por dois mandatos, ministro na gestão Lula, presidente do PSB e ex-deputado federal, Campos estava em terceiro lugar na corrida ao Planalto, com 8% no Datafolha. Conciliador, era considerado um expoente da nova geração da política.

        Folha Press

        FOTO: Carro derruba poste e deixa trânsito lento na Romualdo Galvão

        IMG-20140820-WA0003Foto: Cedida

        Um carro derrubou um poste no fim da manhã desta quarta-feira (20), na Avenida Romualdo Galvão, sentido centro zona sul. Informações dão conta que o condutor, um idoso, acabou passando mal perdendo o controle da direção e colidiu com o objeto. Ele estava com a sua esposa. Apesar do susto, não ficaram feridos.

        Com o acidente, o trânsito na área ficou complicado. A Secretaria de Mobilidade Urbana aconselha que motoristas evitem o trecho da Romualdo entre Nascimento e Amintas barros.

          Nenhum Comentário

          Dispositivo da asa pode elucidar queda do avião de Campos

          As primeiras análises dos restos das peças do Cessna Citation que caiu na quarta-feira passada, matando o ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos e mais seis pessoas, apontaram que os flaps do avião estavam recolhidos. O dado sobre o flap é considerado fundamental para a avaliação das causas do acidente. Quando um piloto vai aterrissar, é preciso “baixar os flaps”, que são como extensões das asas e ajudam na sustentação e frenagem do avião no solo.

          Mas no manual de instrução do jato há uma restrição segundo a qual os flaps não podem ser recolhidos se o avião estiver em velocidade acima de 200 nós, ou seja, acima de 370 km/h. Assim, se o piloto acelera com os flaps abertos, baixados, depois de uma eventual arremetida com a potência do motor no máximo e acima desse patamar, a recomendação é para que se reduza a velocidade, baixando a altitude, recolha os flaps e aí retome o voo normalmente. A constatação dos peritos não é ainda conclusiva e terá de ser mais detalhada na análise das peças pelos técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

          Baque – Segundo a instrução do Cessna, se os flaps forem recolhidos com o avião a mais de 370 km/h, ocorre um “put down” (baque) violento, movimento que puxa o avião para baixo, tirando a estabilidade da aeronave a ponto de desorientar o piloto. Portanto, para os investigadores, se os flaps estão recolhidos é porque há duas opções imediatas: o procedimento pode ter sido realizado no tempo certo, com velocidade certa, ou o flap foi recolhido após a arremetida, em alta velocidade.

          Como o Cessna se acidentou e explodiu ao se chocar com o solo, a análise dos peritos se volta agora para a possibilidade de um eventual “put down”, tendo sido motivado por suposto recolhimento do flap acima de 370 km/h, contribuindo, desta forma, para o acidente.

          O problema é que, em momentos de decisão e tensão, as operações não são todas feitas seguindo as recomendações. E para dificultar as investigações, na definição das diferentes velocidades adotadas pelo avião quando se aproximava da Base Aérea, o Cessna não tinha, como equipamento de série, um gravador de dados, com informações sobre altitude do avião no momento de suas operações cruciais, como pouso e decolagem e comandos efetuados pelo piloto. Também não foram gravadas as conversas mantidas pelos piloto e copiloto na cabine.

          Os investigadores ainda consideram um problema o fato de não existir torre de controle em Santos, que centraliza e armazena vários dados do voo, mas apenas uma estação de rádio controlada por um operador. Segundo o operador da Base Aérea de Santos, que já foi ouvido informalmente pela comissão de investigação, o piloto da aeronave estava absolutamente tranquilo quando lhe informou que estava arremetendo, assim como quando respondeu que ia esperar o tempo melhorar para tentar nova aterrissagem. Mas há especulações de que ele pudesse estar em uma altitude baixa, que não deu sustentação ao avião, na hora de arremeter. Tudo isso, agravado pelo mau tempo na região.

          Segundo informações da Força Aérea, se o avião possuísse um gravador de dados do voo seria possível apontar exatamente a velocidade e altura do avião na hora da arremetida. Mas os militares envolvidos ressaltam que há técnicas na investigação do acidente que permitem que se chegue a uma precisão considerável de importantes dados no momento do impacto, mas não da arremetida. Segundo os técnicos, até agora, o único choque registrado do avião foi contra o solo, deixando uma cratera de quatro metros.

          Veja (Com Estadão Conteúdo)

          TRAGÉDIA: Parentes do Papa Francisco morrem em acidente de trânsito numa estrada da Argentina

          Um sobrinho do Papa Francisco sofreu um acidente de trânsito que matou sua mulher e seus dois filhos pequenos. Emanuel Horacio Bergoglio, de 35 anos, dirigia na estrada com sua família no carro após um fim de semana em Córdoba, na Argentina, quando o veículo se chocou com um caminhão que circulava no mesmo sentido, na altura da localidade de James Craik. As informações são do jornal “Clarin”

          Segundo testemunhas, o caminhão estava saindo de um posto de gasolina quando o automóvel de Bergoglio, que trafegava dentro dos limites de velocidade, bateu no veículo. Segundo informações, o motorista, que está internado e em estado grave no hospital Pasteur de Vila Maria, é filho do falecido irmão do Papa, Alberto Bergoglio. Sua mulher foi identificada como Valeria Carmona, de 39 anos, e seus filhos, Antonio, de 8 meses, e José, de 2 anos. Os dois primeiros morreram na hora, enquanto a criança faleceu no hospital.

          De acordo com um porta-voz da unidade de saúde, Emanuel ainda corre o risco de morrer. Ele chegou ao local por volta de 1h da madrugada, com politraumatismo, uma fratura exposta no úmero direito e ferimentos no fígado. Foi operado e está respirando com ajuda de aparelhos, segundo o boletim médico. O motorista do caminhão, Raúl Pombo, de 60 anos, saiu ileso do acidente.

          O Globo

          Carregar Mais Posts