FOTO: Carro derruba poste e deixa trânsito lento na Romualdo Galvão

IMG-20140820-WA0003Foto: Cedida

Um carro derrubou um poste no fim da manhã desta quarta-feira (20), na Avenida Romualdo Galvão, sentido centro zona sul. Informações dão conta que o condutor, um idoso, acabou passando mal perdendo o controle da direção e colidiu com o objeto. Ele estava com a sua esposa. Apesar do susto, não ficaram feridos.

Com o acidente, o trânsito na área ficou complicado. A Secretaria de Mobilidade Urbana aconselha que motoristas evitem o trecho da Romualdo entre Nascimento e Amintas barros.

    Nenhum Comentário

    Dispositivo da asa pode elucidar queda do avião de Campos

    As primeiras análises dos restos das peças do Cessna Citation que caiu na quarta-feira passada, matando o ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos e mais seis pessoas, apontaram que os flaps do avião estavam recolhidos. O dado sobre o flap é considerado fundamental para a avaliação das causas do acidente. Quando um piloto vai aterrissar, é preciso “baixar os flaps”, que são como extensões das asas e ajudam na sustentação e frenagem do avião no solo.

    Mas no manual de instrução do jato há uma restrição segundo a qual os flaps não podem ser recolhidos se o avião estiver em velocidade acima de 200 nós, ou seja, acima de 370 km/h. Assim, se o piloto acelera com os flaps abertos, baixados, depois de uma eventual arremetida com a potência do motor no máximo e acima desse patamar, a recomendação é para que se reduza a velocidade, baixando a altitude, recolha os flaps e aí retome o voo normalmente. A constatação dos peritos não é ainda conclusiva e terá de ser mais detalhada na análise das peças pelos técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

    Baque – Segundo a instrução do Cessna, se os flaps forem recolhidos com o avião a mais de 370 km/h, ocorre um “put down” (baque) violento, movimento que puxa o avião para baixo, tirando a estabilidade da aeronave a ponto de desorientar o piloto. Portanto, para os investigadores, se os flaps estão recolhidos é porque há duas opções imediatas: o procedimento pode ter sido realizado no tempo certo, com velocidade certa, ou o flap foi recolhido após a arremetida, em alta velocidade.

    Como o Cessna se acidentou e explodiu ao se chocar com o solo, a análise dos peritos se volta agora para a possibilidade de um eventual “put down”, tendo sido motivado por suposto recolhimento do flap acima de 370 km/h, contribuindo, desta forma, para o acidente.

    O problema é que, em momentos de decisão e tensão, as operações não são todas feitas seguindo as recomendações. E para dificultar as investigações, na definição das diferentes velocidades adotadas pelo avião quando se aproximava da Base Aérea, o Cessna não tinha, como equipamento de série, um gravador de dados, com informações sobre altitude do avião no momento de suas operações cruciais, como pouso e decolagem e comandos efetuados pelo piloto. Também não foram gravadas as conversas mantidas pelos piloto e copiloto na cabine.

    Os investigadores ainda consideram um problema o fato de não existir torre de controle em Santos, que centraliza e armazena vários dados do voo, mas apenas uma estação de rádio controlada por um operador. Segundo o operador da Base Aérea de Santos, que já foi ouvido informalmente pela comissão de investigação, o piloto da aeronave estava absolutamente tranquilo quando lhe informou que estava arremetendo, assim como quando respondeu que ia esperar o tempo melhorar para tentar nova aterrissagem. Mas há especulações de que ele pudesse estar em uma altitude baixa, que não deu sustentação ao avião, na hora de arremeter. Tudo isso, agravado pelo mau tempo na região.

    Segundo informações da Força Aérea, se o avião possuísse um gravador de dados do voo seria possível apontar exatamente a velocidade e altura do avião na hora da arremetida. Mas os militares envolvidos ressaltam que há técnicas na investigação do acidente que permitem que se chegue a uma precisão considerável de importantes dados no momento do impacto, mas não da arremetida. Segundo os técnicos, até agora, o único choque registrado do avião foi contra o solo, deixando uma cratera de quatro metros.

    Veja (Com Estadão Conteúdo)

    TRAGÉDIA: Parentes do Papa Francisco morrem em acidente de trânsito numa estrada da Argentina

    Um sobrinho do Papa Francisco sofreu um acidente de trânsito que matou sua mulher e seus dois filhos pequenos. Emanuel Horacio Bergoglio, de 35 anos, dirigia na estrada com sua família no carro após um fim de semana em Córdoba, na Argentina, quando o veículo se chocou com um caminhão que circulava no mesmo sentido, na altura da localidade de James Craik. As informações são do jornal “Clarin”

    Segundo testemunhas, o caminhão estava saindo de um posto de gasolina quando o automóvel de Bergoglio, que trafegava dentro dos limites de velocidade, bateu no veículo. Segundo informações, o motorista, que está internado e em estado grave no hospital Pasteur de Vila Maria, é filho do falecido irmão do Papa, Alberto Bergoglio. Sua mulher foi identificada como Valeria Carmona, de 39 anos, e seus filhos, Antonio, de 8 meses, e José, de 2 anos. Os dois primeiros morreram na hora, enquanto a criança faleceu no hospital.

    De acordo com um porta-voz da unidade de saúde, Emanuel ainda corre o risco de morrer. Ele chegou ao local por volta de 1h da madrugada, com politraumatismo, uma fratura exposta no úmero direito e ferimentos no fígado. Foi operado e está respirando com ajuda de aparelhos, segundo o boletim médico. O motorista do caminhão, Raúl Pombo, de 60 anos, saiu ileso do acidente.

    O Globo

    FOTO: Ônibus desgovernado derruba grade e invade Templo de Salomão

    onibusSReprodução – Globo

    Um ônibus derrubou a grade do Templo de Salomão, no bairro do Brás, e invadiu a área externa da igreja. O acidente ocorreu nas primeiras horas desta terça-feira na esquina da rua José Monteiro com a avenida Celso Garcia, região central de São Paulo, após um carro bater no coletivo, que trafegava no sentido centro-bairro.

    Ferido, o motorista do automóvel foi socorrido e levado ao Pronto-Socorro da Vila Alpina.

    Por conta desse acidente, a avenida Celso Garcia ficou parcialmente interditada. Por volta das 8h20m, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) conseguiu remover os veículos e liberar a via.

    Templo de Salomão

    Inaugurado em 31 de julho, com a presença da presidente Dilma Rousseff (PT), do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), o Templo de Salomão é o mais novo prédio erguido pela Igreja Universal do Reino de Deus.

    São 74 mil metros quadrados de área construída. O prédio frontal tem 11 andares e mede 56 metros de altura. Já a parte anexa tem 41 metros de altura.

    O Globo

    FOTO(Impressionante): Carreta desgovernada arrasta carro até churrascaria em Assú

    O Blog Focoelho destaca na manhã desta segunda-feira (18), um acidente por volta das 8h, na cidade de Assú, onde uma carreta desgovernada atingiu fortemente um carro, arrastando-o até a parede de uma churrascaria.

    ColisãoFoto: Focoelho

    Como podemos ver na imagem, o impacto foi tão violento que derrubou parte do telhado do restaurante e o veículo menor ficou totalmente destruído. Felizmente, não existiam pessoas no estabelecimento no momento do acidente. Já os ocupantes dos veículos, segundo o Focoelho, não sofreram ferimentos graves. A causa do acidente será investigada.

    Com informações do Focoelho

      Nenhum Comentário

      FOTO: Principal suspeita da FAB para acidente aéreo é de falha humana

      2014-742083337-2014081495178.jpg_20140814Foto: Michel Filho – O Globo

      Militares que acompanham as investigações das causas do acidente com o avião Cessna que caiu na última quarta-feira no litoral paulista, matando o candidato à Presidência da República do PSB, Eduardo Campos, e mais seis pessoas, acreditam que é forte a possibilidade de ter havido falha humana, depois do procedimento de arremetida. O entendimento é que o piloto, ao desistir do pouso, pode ter tentado se manter em condições visuais com a pista e fez uma curva mais acentuada do que deveria. Segundo militares, a manobra pode ter levado o avião a perder sustentação, e, mesmo com as turbinas ao máximo, não haveria como o piloto controlar a aeronave.

      ‘DESORIENTAÇÃO ESPACIAL’

      Durante o procedimento, o piloto pode ter perdido sua total concentração na arremetida por instrumentos, desviando sua atenção para fora da aeronave. Com isso, pode ter sido levado à uma situação de “desorientação espacial”, o que explicaria a curva fora do previsto e a consequente perda de sustentação, resultando na forte colisão com o solo.

      A avaliação tem como base as últimas informações da Aeronáutica de que o voo estava normal, da decolagem até o momento do ponto crítico, em que o piloto deveria visualizar a pista e realizar a aterrissagem. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), o piloto falou ao sistema de rádio da base área de Santos que estava arremetendo por causa da visibilidade ruim e que iria aguardar a melhora do tempo para pousar.

      A FAB já refez a trajetória do avião e tem condições de projetar o grau de angulação da curva realizada pelo piloto, pelo local da queda, considerando que a aeronave já estava sobre a pista, quando o piloto decidiu abortar o pouso. Além disso, a rota do avião é captada pelos radares.

      O brigadeiro da reserva Jorge Kersul Filho, que chefiou o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) até 2010 e comandou três grandes investigações (acidentes de Gol, TAM e Air France), disse que essa linha de investigação parece ser bem provável diante do que já foi divulgado. Mas, lembrou o brigadeiro, a equipe de investigadores terá que demonstrar essas possibilidades. Os peritos podem, também, concluir que faltam dados e informações suficientes para provar as causas do acidente e encerrar a investigação, apontando apenas as hipóteses:

      — Essas linhas de raciocínio estão corretas. As investigações devem apontar para isso. Mas os peritos terão que demonstrar essas hipóteses, no final do processo. Podem também concluir que não é possível provar nada e encerrar a investigação, apontado apenas as hipóteses — explicou.

      Sobre a dúvida de que o grau de inclinação da curva realizada pelo piloto teria levado à perda de sustentação da aeronave, Kersul respondeu:

      — Com um grande ângulo de inclinação, o piloto fica sem condições de recuperar o avião da situação de queda. Ou seja, ele pode puxar o motor e não conseguir realinhar as asas do avião. O nome técnico do procedimento é recuperação de altitude anormal. Os pilotos fazem muitos treinamentos para isso. Acontece que a pessoa não vê o excesso de inclinação, falta horizonte, e, aí, só puxa o motor e não adianta mais nada.

      Um experiente piloto da FAB explicou ao GLOBO que a tentativa de se manter em condições visuais, durante a arremetida é uma manobra arriscada, em condições meteorológicas adversas. De acordo com a carta de aproximação da base de Santos, o correto seria o piloto subir para 4 mil pés (o ponto de espera de melhora do tempo), em curva ascendente à esquerda. Nessa posição, ele poderia circular o aeroporto e, quando o tempo melhorasse, realizar o pouso novamente. A tentativa de se manter visual significa permanecer abaixo das nuvens, que já estavam baixas naquele dia, explicou essa fonte.

      BRIGADEIRO: É DIFÍCIL HAVER UMA ÚNICA CAUSA

      Segundo militares, em caso de perda de sustentação, o avião “ganha vida própria, e o piloto vira um mero passageiro”. Kersul destacou, no entanto, que é preciso aguardar a conclusão das investigações e lembrou que um acidente quase nunca tem uma única causa, mas acontece por uma conjunção da fatores.

      Na tarde do dia 13 de agosto, dia do acidente, a Aeronáutica divulgou um Notam (um comunicado para pilotos), a fim de informar que estava suspendendo temporariamente o procedimento de descida por instrumentos na pista para verificar se o instrumento de auxílio à navegação aérea estava funcionando sem problemas. A medida é uma rotina em casos de acidente, e, durante o período de restrição, um avião do Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV) faz procedimentos para testar o equipamento. Depois dos trabalhos e sem encontrar falhas, o Notam foi cancelado, e o pouso com instrumentos voltou a ser liberado.

      Segundo relatório da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em 2003, um jato particular Mitsubishi MU-300 enfrentou problemas semelhantes ao do Cessna na pista da base aérea de Santos. O avião tinha partido do Rio e, por conta das condições meteorológicas, teve que arremeter na primeira tentativa de pouso. Na segunda, o piloto conseguiu pousar, mas não teve como parar o avião, que caiu na água. Não houve feridos.

      O Globo

        12 Comentários

        1. Ricardo disse:

          E quanto a afirmação de diversas testemunhas de que o avião, antes mesmo de cair, já vinha em chamas?

        2. Carlos Henrique disse:

          Lastimável seu LUIZ, você e sua cegueira política, econômica e moral deve pertencer a essa parte do eleitorado que usufruem do PT, não trabalham, vivem de ilusão e estão acabando com tudo.
          Querer dizer que não existe estaguinação econômica, que a indústria vem enfrentando queda na produção, que a insegurança avança, que a saúde piora, a educação não sai do canto, os preços estão subindo, a impunidade vem alimentando a bandidagem e o cidadão se encontra perdido e preso é brincadeira de muito mal gosto.
          Faça o seguinte, você e seus “cumpanheiros”, vão MORARA EM CUBA, LÁ TEM TUDO QUE VOCÊS SONHAM.

          • luiz disse:

            Lastimável seu CARLOS. Vou repetir para você o que eu ja disse, mas, agora, um pouco mais explicado.
            Nao faço parte do eleitorado que usufrui do PT. sou formado em turismo, estudo direito, e estagio num escritório. Não vivo de ilusão, como você pensa.
            A estaguinação que você fala, na verdade se chama ESTAGNAÇÃO. Seu português falho deve ser resultado de uma educação escolar falha, dos tempos de governos psdbistas. Busque varias fontes, antes de afirmar a existencia da crise. Busque NÚMEROS dos investimentos feitos pelo governo federal. Se a segurança do nosso estado está uma lástima, a culpa é da governadora, que é responsável pela policia militar, não acha? Se a saúde esta uma látima, a culpa é do prefeito, responsável pelas upas, ames e outros e do governos, que é responsável pelos hospitais, como o walfredo gurgel, nao acha? Se a educação não sai do canto, a culpa é da prefeitura e do governo, responsaveis pelas escolas municipais e estaduais. Va na ufrn e compare com a uern. va no ifrn e compare com qlqr outra escola de ensino médio do governo do estado. Mas nao se esqueça, os investimentos em educação por parte do governo federal também batem recordes. Os preços estao subindo, mas lembre que proporcionalmente, no governo fhc, eram ainda maiores.
            abraços.

        3. Rafael Vale disse:

          As cabeças doentias se manifestaram.

        4. Paulo Pinto disse:

          Não me considero um demente e não me compete julgar o acidente, mas já que tem petista colocando fumaça, tem um ditado que diz: “onde tem fumaça tem fogo”.
          Tem coisa diferente nesse episódio e acho estranho ver um avião ao cair e se despedaçar em milhões de pequenos pedaços. Os corpos dos ocupantes também ficaram separados em pequenas partes.
          Por acaso o avião explodiu antes de cair? As características dos restos mortais e do avião são de quem sofreu uma explosão. Não sobrou um corpo carbonizado, não sobrou 1,5 m de fuselagem inteira do avião, parece está fora dos padrões normais de uma queda de aeronave.
          Culpar um ou outro fica para os especialistas, mas que existem muitas coisas fora do padrão normal, existe. É o caso da caixa preta não funcionar, da lei do sigilo para acidentes aéreos aprovada em maio/14, o estado da aeronave e dos corpos. Bem não sou especialista, mas milha bola de cristal diz que a culpa será jogada no piloto.

          • luiz disse:

            Não sei se você leu e assistiu as noticias, amigo… mas as testemunhas falam que viram “uma bola de fogo” caindo, de forma tao repentina, que chegaram a afirmar que um helicoptero havia caído.
            Mas e agora? será que um missil petista foi lançado contra o aviao? Se sim, o alvo mais lógico à ser atingido pelo PT nao seria o aviao de aécio neves nao?
            sobre a caixa preta nao funcionar? você viu uma entrevista onde um piloto de um aviao identico afirma que é possivel desligar a gravação de voz da aeronave de dentro da cabine? lembra do jatinho que atingiu o aviao da gol na amazonia? pois é.. o transponder daquela aeronave estava desligado… mas, porque? será que foi o PT tambem?
            você viu que dilma apenas sancionou a lei do sigilo para acidentes aereos? viu que nao é de autoria dela, nem de nenhum politico do PT? viu que foi uma solicitação da aeronautica?
            será que voce ja viu diversos casos de acidentes aereos, no mundo inteiro, onde excelentes pilotos dao causa aos desastres, por excesso de trabalho? fadiga… exaustao?
            parem de ver cabelo em careca! nao há logica para o pt nem nenhum outro partido terem causado esse acidente! acordem… nao sejam manobrados!

        5. Besta disse:

          Caro LEITOR LUIZ,PARE DE ESCREVER BOSTA, esta preocupado com o teu cabide de EMPREGO ,se a Dilma sair????? A descraça do PT NO PASSADO FAZIA CPI ATE PARA COTEIRA EM ORGAO PUBLICO…AGORA SE FAZEM DE VITIMA DE TUDO…….VA TRABALHAR VAGABUNDO…….O SEU IDOLO LULA SE APOSENTOU CORTANDO UM DEDINHO

          • luiz disse:

            Não estou preocupado com cabide de emprego, amigo… pelo visto a carapuça dos dementes também te serviu.
            nao tenho emprego politico nem relação com nenhum partido. sou apenas um pouco provido de cérebro, diferentemente de você.
            se quiser me conhecer também para saber quem, sou onde trabalho, o que faço da vida e ter a prova de que nao tenho emprego politico nem relação com partido nenum, também me coloco a disposição!
            e PODE CHORAAAAR, PQ O CHORO É LIVRE. MAIS QUATRO ANOS DE ESQUERDA PARA VOCÊS PIRAREM! SE NAO FOR DILMA, É MARINA! AINDA NAO DECIDI EM QUAL DAS DUAS VOU VOTAR, MAS AÉCIO E PSDB NUNCA MAIS! HAHAHAHAH

        6. paulo disse:

          o unico demente ate agora foi vc que adredita no PT… com certeza vc recebe algum beneficio do PT.

        7. luiz disse:

          Jaja aparece um demente aqui pra dizer que a investigação esta comprada, que foi atentado terrorista do PT e de Dilma e mais um monte de mimimi provenientes de cabeças doentias.

        FOTO: incêndio destrói galpão de material reciclável em Mossoró

        Galpão servia para armazenamento de material reciclável em Mossoró (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)

        Um incêndio destruiu parcialmente um galpão de material reciclável no final da tarde de hoje no município de Mossoró. O fogo começou em um terreno baldio e se alastrou. Não houve feridos.

        Corpo de Bombeiros esteve no local e conseguiu controlar as chamas. O galpão pertence a uma empresa e funciona para prensar o material reciclável adquirido de alguns bairros de Mossoró.

         

        Foto: Marcelino Neto/O Câmera

          Nenhum Comentário

          Pelo menos 20 pessoas passam mal em velório de Eduardo Campos

          Pelo menos 20 pessoas que foram ao velório do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, no centro do Recife, precisaram ser socorridas depois de passarem mal.

          A estimativa é do Corpo de Bombeiros, que espera ter o balaço final de socorridos por volta das 16h. De acordo com ele, os enfermeiros conferem os sinais vitais do paciente e aplicam soro quem é diagnosticado com pressão baixa. “Muito chegaram cedo demais, ficaram toda manhã sem comer nada de baixo do sol quente.”, diz o socorrista Leonardo.

          É o caso da professora Claudiene Conceição Nunes (60), que emocionada precisou ser socorrida. “Cheguei às dez horas, fiquei muito sentida com o que houve. Vou ter de ir embora, mas vou tentar ficar mais um pouquinho, na sombra.”

          Para prevenir novos atendimentos, o posto de saúde montado perto da Praça da República, onde se concentra a maioria dos populares, passou a distribuir copos de água mineral.

          Comércio

          Enquanto algumas pessoas passam mal por causa da aglomeração, outras aproveitavam. O ambulante Rozinaldo Inaldo (27) chegou para o velório às 8h30 com pacotes de pipoca doce e salgadinho a R$ 1 cada. “Vendi 200 até agora. Vou ficar até o enterro”, comemora.

          Menos sorte teve José Francisco da Silva (64), vendedor de amendoim, castanha de caju e ovos de codorna. “Estou aqui desde as 8h e só vendi R$ 10 até agora.”

            Nenhum Comentário

            Investigação sobre acidente de Campos deve se prolongar por pelo menos um ano

            As investigações sobre as causas do acidente com a aeronave Cessna 560 XL em Santos, no litoral de São Paulo, na qual estava o ex-governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos (PSB), tendem a se estender por pelo menos um ano, conforme fontes ligadas ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

            O processo de apuração sobre as causas do acidente começaram na tarde desta quarta-feira e, segundo o Comando da Aeronáutica, a caixa preta do avião chegou à meia noite em Brasilia e já foi encaminhada para o Laboratório de Leitura e Análise de Dados de Gravadores de Voo (LABDATA) do Cenipa. Segundo a Aeronáutica, já foi iniciado o processo de “desmontagem para o acesso à memória interna e avaliação das condições de leitura dos dados”.

            Além disso, os demais destroços da aeronave já estão sendo coletados para avaliação dos investigadores. Segundo a Aeronáutica, apenas durante as investigações será definido o destino das peças para análises e pesquisas. Técnicos do Cenipa ainda coletam destroços da aeronave.

            Ao todo, vinte peritos estão em Santos no trabalho inicial de investigação. Oito técnicos do Cenipa e outros 12 da Polícia Federal (PF). Os peritos do Cenipa se concentram na análise técnica do acidente e os membros da PF buscam informações sobre as responsabilidades criminais do acidente.

            A expectativa inicial é que o relatório preliminar seja divulgado nos próximos dois meses. Mas o relatório final deve demorar no mínimo um ano para ser concluído pelas estimativas mais otimistas de fontes ligadas ao Cenipa. A tendência é que a investigação dure em torno de dois anos.

            Historicamente, a investigação de acidentes aéreos é um processo considerado longo e penoso. As investigações sobre o acidente com o vôo 3054 da TAM em Congonhas, em 2007 e que resultou na morte de 199 pessoas, por exemplo, demorou um ano e dez meses. O relatório final do acidente com o voo 1907 da Gol, ocorrido em 2006 com 154 mortos, demorou dois anos e meio para ser divulgado.

              1 Comentário

              1. Roseane disse:

                Pra que esse tempo todo e em sigilo se no fim a culpa vai ser única e exclusivamente dos pilotos. Mortos já nao se defendem!.

              Enterro de Eduardo Campos está previsto para às 17h

              O sepultamento do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, está previsto para às 17h deste domingo (17), no cemitério Santo Amaro, região central de Recife. A previsão é de que o corpo siga em cortejo a partir das 16h, acompanhado por familiares, população e autoridades. O assessor de imprensa Carlos Percol será enterrado no mesmo cemitério, às 11h. Os funerais do fotógrafo Alexandre Severo e do cinegrafista Marcelo Lyra acontecerão no Morada da Paz.

              O primeiro enterro das vítimas da queda do avião será do piloto Marcos Martins, na cidade de Maringá, interior do Paraná. O funeral está agendado para às 11h no Cemitério Municipal de Maringá. O copiloto Geraldo da Cunha tem previsão para ocorrer às 14h, em Governador Valares, Minas Gerais. Já o assessor Pedro Valadares será sepultado em  Aracajú, Sergipe.

              O corpo de Lyra foi levado direto ao cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Grande Recife, a pedido da família do cinegrafista. O cortejo atraiu dezenas de carros e motocicletas, que chegaram a interromper o trânsito da capital pernambucana em vários momentos. Foram cerca de duas horas e meia de caravana, passando por 11 bairros da cidade, a pedido da viúva.

              Ao longo do caminho, faixas foram estendidas pelo PSB em homenagem ao ex-governador. Militantes, amigos e familiares de Campos usavam camisetas pretas, brancas ou amarelas com a frase “Não vamos desistir do Brasil”, dita pelo candidato um dia antes de sua morte e que vem se tornando o lema oficial da despedida.

              R7

                2 Comentários

                1. Sílvio disse:

                  Lula realmente é melhor ator do que Marina… Haja demagogia.

                2. Marcos Aurélio disse:

                  As imagens captadas pelas câmaras fotográficas no velório de Eduardo Campos revelam uma Marina Silva mais leve do que sugeria o discurso oficial da candidata, que se dizia mais abalada do que a própria viúva Renata Campos; numa das fotos, ela se debruça sobre o catre sorrindo e um assessor sorri ao seu lado; diferentemente, o ex-presidente Lula caiu aos prantos ao abraçar a viúva Renata e segurar no colo o recém-nascido Miguel, quinto filho do ex-governador pernambucano.
                  Quem de fato se beneficiou mais com a morte do presidenciável?

                Multidão lota cinco ruas para ver missa em despedida a Campos no Recife

                Uma multidão se aglomera, na manhã deste domingo (17), no entorno da praça da República, no centro do Recife, onde está sendo realizado o velório do ex-governador Eduardo Campos.

                Segundo a Polícia Militar, cinco ruas estão ocupadas por pessoas que vieram acompanhar a missa campal de corpo presente, realizada pelo arcebispo do Recife e Olinda, Dom Fernando Saburido.

                A cerimônia religiosa reuniu em um só palanque as maiores figuras políticas do país, como a presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Aécio Neves (PSDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-ministra Marina Silva, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB). Além deles, Alexandre Padilha (PT) e José Serra estão presentes.

                As autoridades e candidatos foram recebidos pelo governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB). Nenhum deles conversou com os jornalistas.

                Na chegada, Lula e Dilma -que vieram juntos– chegaram a ser vaiados, mas em seguida foram recebidos com muitos aplausos.

                Dois telões foram montados ao lado do palanque onde acontece o velório, para que o público acompanhe a missa. Durante a celebração, a passagem ao lado dos caixões do ex-governador e de outras duas vítimas –o assessor de imprensa Carlos Percol e o fotógrafo Alexandre Severo–, foi suspensa.

                O público carrega centenas de bandeiras distribuídas com o pássaro símbolo de PSB, partido de Campos. Muitas bandeiras de Pernambuco também são vistas com os simpatizantes de Campos. Há também várias camisas do Sport, time do assessor de imprensa de Campos, Carlos Percol, que também morreu no acidente.

                Já o caixão com o corpo do fotógrafo Alexandre Severo está coberto com a bandeira do Santa Cruz, seu clube de coração.

                No jardim do palácio Campo das Princesas estão aglomeradas centenas de coroas de flores que vieram de todo o país em homenagem a Eduardo Campos.

                Durante a celebração, um dos poucos políticos a falar com a imprensa foi o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), que foi opositor de Campos e de seu avô, Miguel Arraes, mas há dois anos se uniu ao ex-governador. “Sem dúvida Eduardo foi o maior político da sua geração. Um grande nome, perdido de forma abrupta, trágica”, comentou.

                Às 16h, os caixões devem deixar o palácio em novo cortejo para o cemitério Santo Amaro, que fica a 2km do local do velório. O enterro está marcado para as 17h.

                Durante a madrugada, várias autoridades, amigos e líderes de partidos recepcionaram a chegada dos corpos, que também foi acompanhada por cerca de 2.000 pessoas que esperavam desde o início da noite do sábado (16) para se despedir do ex-governador.

                Na chegada, o caminhão do Corpo de Bombeiros foi recepcionado com gritos de “justiça” e “Eduardo, guerreiro do povo brasileiro”. Ao descer do carro onde estava, Marina Silva também foi recebido com gritos de seu nome. O caixão de Campos estava coberto por bandeiras de Pernambuco e do Brasil.

                Em cima do carro dos Bombeiros vieram os três filhos mais velhos de Campos, João, Pedro e Maria Eduarda. A viúva Renata Campos estava em uma outra viatura dos Bombeiros, com o bebê Miguel, de sete meses, e os demais filhos.

                O cortejo percorreu 22 km, passando por bairros da periferia, antes de chegar ao local do velório, sendo saudado pela população, que fez dezenas de manifestações de solidariedade durante o percurso.

                  Nenhum Comentário

                  Velório de Campos deve reunir 100 mil pessoas no Recife

                  Mais de 100 mil pessoas são esperadas no funeral do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos, morto na quarta-feira em um acidente de avião em Santos (SP).

                  O enterro está marcado para às 17h de domingo, no cemitério de Santo Amaro, próximo ao centro do Recife. O político será enterrado ao lado do túmulo de seu avô, o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes (1916-2005), no Cemitério de Santo Amaro. Segundo nota do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff participará da missa de corpo presente.

                  O velório está sendo realizado no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, desde a madrugada de domingo. Campos governou o Estado por dois mandatos, de 2006 a 2014, quando deixou o governo para se candidatar à Presidência.

                  Ainda estão sendo velados os corpos do jornalista Carlos Percol e do fotógrafo Alexandre Severo, que também morreram no acidente.

                  O PSB tem dez dias para apresentar um nome para substituir Campos. Na sexta-feira, a ex-senadora Marina Silva foi consultada de forma preliminar pelo PSB e, segundo a sigla, aceitou concorrer à Presidência no lugar de Campos. O PSB realiza uma reunião para anunciar sua decisão final na quarta-feira.

                  Trajetória
                  Campos, que tinha 49 anos, estava em terceiro lugar na corrida eleitoral, com cerca de 10% dos votos, de acordo com as pesquisas mais recentes. Estava atrás da presidente Dilma Rouseff (PT) e do senador Aécio Neves (PSDB).

                  Nascido em 10 de agosto de 1965 no Recife, Eduardo Henrique Accioly Campos era filho do poeta Maximiano Campos (1941-1998) e de Ana Arraes, atual ministra do Tribunal de Contas da União. Campos era economista e o principal herdeiro político de seu avô, Miguel Arraes.

                  Começou oficialmente na política em 1986, ao trabalhar na campanha de Arraes em sua segunda campanha ao governo de Pernambuco. Em 1990, filiou-se ao PSB, pelo qual foi eleito deputado estadual no mesmo ano.

                  Aos 25 anos, sofreu sua única derrota eleitoral ao terminar em quinto lugar na disputa pela Prefeitura do Recife. “Era uma criança, um menino”, disse em entrevista à revista Época no ano passado.

                  Em 1994, foi eleito deputado federal com 133 mil votos. Licenciou-se do cargo para ser secretário do governo Arraes em Pernambuco. Em 1998, foi reeleito deputado federal com 173,6 mil votos.

                  Foi ministro de Ciência e Tecnologia entre 2004 e 2006, durante o primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva. Era o mais jovem entre os ministros à época.

                  Presidência
                  Campos assumiu a presidência do PSB em 2005 e, no ano seguinte, licenciou-se deste cargo para concorrer ao governo de Pernambuco. Foi eleito com 60% dos votos no segundo turno. Em 2010, foi reeleito com 83% dos votos no primeiro turno, o maior índice registrado entre todos os governadores eleitos naquele ano.

                  O político estava em campanha para as próximas eleições presidenciais e havia firmado aliança com a ex-senadora Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, que seria sua vice-presidente. Campos vinha se apresentando como uma nova via da política nacional. “Se a gente quer chegar a um novo lugar, a gente não pode ir pelos mesmos caminhos”, disse em sua última entrevista, dada à Rede Globo na terça-feira.

                  Mesmo atrás nas pesquisas, acreditava que cresceria ao se tornar conhecido com o início da campanha na televisão. “Minha eleição vai ser de fenômeno, vai ser de arranque na última hora”, disse à revista Piauí.

                    6 Comentários

                    1. Souza disse:

                      Eles podem ter sido amigos no passado. Hoje, ele preferia Dilma. Me causa estranheza é essa inocência imbecil dos críticos desse meu comentário, em relação aos políticos. Não existe UM único político que aja desinteressadamente numa hora dessa. Vamos aguardar o primeiro dia do horário político para ver que todos vão falar que eram amigos de Eduardo Campos, “desde criancinha”. Haja demagogia.

                    2. Rafael Vale disse:

                      Souza,
                      Quer você queira ou não Lula e Campos eram muito próximos, ao ponto de Lula freqüentar a casa da família de Campos em Recife, lhe deveria dar náuseas ver a presença de outros políticos tentando faturar com o velório.

                    3. Sousa com S disse:

                      Que preconceito é esse contra Lula . Como cidadão e amigo da família ela foi ao enterro . Se não tivesse ido todo mundo estaria falando . Esse tipo de observação , imbecil , alienada e debiloíde mostra a cara de uma parcela que discrimina até na morte . Eduardo Campos morreu . Não era santo nem mito , era um brasileiro que buscava solidificar sua trajetória política . Foi ministro do governo LuLa , só isso seria suficente para que ele fosse ao sepultamento . Vamos acabasr com essas deduções politiqueira , o cara morreu a vida continua , Marina é candidata e vamos votar . Esse tipo de especulação , teorias ou juizo de valor é caracteristico dos preconceituosos ou fracos de espírito .

                    4. Souza disse:

                      Me deu náuseas quando vi o ex-presidente Lula e a Presidente, posando de “amigos” para parecer simpáticos a Campos diante da população.

                    Entre vaias e aplausos, Dilma e Lula chegam para acompanhar missa campal

                    Sob vaias e aplausos do público, a presidente Dilma Rousseff chegou emocionada para cumprimentar a viúva Renata Campos. Na passagem do Palácio das Princesas em direção ao caixão, Dilma era acompanhada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aparentava estar mais abalado do que ela, e pelo ministro Aloyzio Mercadante.

                    O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), rival político de Campos, considerou justificadas as vaias a Dilma. Ele criticou a presença da presidente no velório.

                    - Foi falso porque (Dilma) não gostava mais de Eduardo. Se eu fosse ela, mandaria uma coroa de flores. Lula não, Lula gostava de Eduardo.

                    A presidente e outras autoridades, como o governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o ex-governador José Serra, participam da missa campal realizada pelo Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e outros 10 bispos. Lula está do lado de Renata Campos. Os dois conversam e se abraçaram várias vezes. Dilma está do outro lado do caixão, ao lado do ex-governado José Serra.

                    Desde ontem, 63 aviões pousaram em Recife trazendo pessoas que vieram acompanhar o velório e o enterro de Eduardo Campos em Recife. No palácio do governo há tanta gente, que as autoridades têm dificuldades em se deslocar. Algumas procuram salas para acompanhar a cerimônia pela TV.

                    Bastante abalada, Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos, subiu ao palco já com a missa em andamento.

                    Quando passou pelo deputado Miro Teixeira, a presidente abraçou-o e falou em seu ouvido.

                    - Nao me olha com essa cara. Mesmo assim, estou feliz de te ver- disse Dilma.

                    Lula está do lado de Renata Campos. Os dois conversam e se abraçaram várias vezes. Dilma está do outro lado do caixão, ao lado do ex-governado José Serra.

                    Pouco antes, chegou Marina Silva. Ela entrou em uma sala reservada onde os bispos estavam se preparando para a missa. Ficou conversando alguns minutos e recebeu mensagens de força dos prelados. O gesto de Marina foi interpretado por alguns como uma primeira sinalização de abertura ao diálogo, já que a ex-senadora é evangélica. Parte do PSB teme que, com a substituição de Eduardo por Marina, a candidatura se torne menos aberta ao diálogo com alguns setores.

                    - Tá vendo? Depois dizem que ela é fundamentalista – comentou um aliado de Marina.

                    O Globo

                      Nenhum Comentário

                      Corpo de Campos foi recebido aos gritos de “Marina” e “Justiça”

                      O corpo do ex-governador de Pernambuco foi recebido aos gritos de “Marina” e “Justiça”, além do hino nacional. O nome da viúva Renata Campos também foi lembrado pelo público. A chegada do corpo de Eduardo Campos ao Palácio Campo das Princesas, no Recife, foi marcada por forte emoção por volta das 2h deste domingo (17).

                      O cortejo, que atraiu dezenas de carros e motocicletas para as ruas da capital pernambucana em um percurso de duas horas e meia. O primeiro caminhão do Corpo de Bombeiros a chegar à sede do governo estadual trouxe o corpo do ex-governador, que era acompanhado pelos seus três filhos mais velhos: João Henrique, Pedro Henrique e Maria Eduarda.

                      A viúva Renata Campos e os filhos José Henrique e Miguel vieram em um carro logo atrás. Dentre as centenas de pessoas que aguardavam no local, militantes do PSB (Partido Socialista Brasileiro) gritaram o nome de Marina Silva, que já estava no palácio à espera do cortejo. O público então entoou um pedido de “Justiça” e, em seguida, cantou o hino nacional.

                      Renata foi acompanhada de perto pelo assessor do marido, Rodrigo Molina, que no dia do acidente não viajou com o candidato do Rio de Janeiro para Santos, mas a acompanhou até o Recife a pedido do ex-governador. Enrolado em uma bandeira do Brasil e outra de Pernambuco, o caixão desceu do alto do caminhão e, com a ajuda dos quatro filhos maiores, foi colocado na área externa do palácio, diante do público, que já formava uma longa fila para prestar as últimas homenagens. A visitação ao público foi aberta ainda na madrugada.

                      R7

                        1 Comentário

                        1. Pedro Ribeiro disse:

                          A uma cena armada, não deve faltar uma claque bem paga… #MilitantesDoPSB #Palancório

                        Após noite em claro, pernambucanos enfrentam chuva para prestar homenagens a Campos

                        A presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula, o ex-governador José Serra e outras autoridades já chegaram ao Palácio das Princesas para participar da missa campal que será realizada pelo Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.

                        Apesar da chuva forte do início da manhã, os pernambucanos ainda fazem fila para prestar as últimas homenagens ao ex-governador do estado Eduardo Campos. As visitas não cessaram ao longo da madrugada. A visitação pública ao velório estava prevista para começar às 6h deste domingo, mas foi antecipada e começou logo após a chegada dos restos mortais do presidenciável.

                        Mais cedo, o coordenador do programa de governo da candidatura de Eduardo Campos, Maurício Rands, afirmou que a viúva de campos, Renata, vai se engajar na campanha. Ele tratou como fato consumado Marina Silva na cabeça da chapa e repetiu o que, se desejar, Renata poderá ser vice – declaração que já havia sido dada pela cúpula do partido.

                        - Renata não era apenas primeira dama. É militante, gestora e teria todas as qualidades (para ser vice). Ela sempre preferiu participar no papel de retaguarda, de gestora, mas claro que o Brasil inteiro gostaria que ela fosse (vice). Ela já disse que vai se engajar nas campanhas de Marina e Paulo Câmara.

                        LUIZA ERUNDINA ESTÁ À DISPOSIÇÃO PARA SER VICE

                        A deputada federal Luiza Erundina (PSB-RS) disse estar à disposição para ser vice na chapa que será liderada por Marina Silva após a morte de Eduardo Campos.

                        - Pela experiência, pelo tempo de vida na política, sobra responsabilidade. Vou me colocar à disposição para aquilo que o partido precisar de mim, não disputo nada, não quero nada, mas vou me colocar absolutamente à disposição. O que está em jogo aqui não é o PSB, é o país. E o país hoje tem expectativa maior do que tinha hoje em relação a nós.

                        Erundina relatou que além de seu nome estão sendo cogitados o da viúva de Campos, Renata, e dos deputados Bbeto Albuquerque (RS) e Júlio Delgado (MG).

                        Marina Silva ficou até a madrugada ao lado de Renata. Nas primeiras horas da manhã, a viúva recolheu-se ao primeiro andar do Palácio do Campo das Princesas com os cinco filhos, inclusive Miguel, de sete meses, que ia ser amamentado. Logo cedo, a militância do PSB tomou as esquinas próximas ao local do velório para distribuir materiais da propaganda eleitoral de Eduardo e Marina.

                        Amontoadas, bandeiras eram distribuídas aos populares que se dirigiam ao velório. Depois de esperar a chegada dos restos mortais e sem ter dormido para participar da cerimônia, a faxineira Maria Cristina Moura estava, às 6h , parou em frente ao Palácio da Justiça, pegou uma bandeira, e atravessou a Praça da República de braços para o alto, agitando os panos brancos das bandeiras.

                        — Eduardo não morreu. Vivo ele está. Ele é gente boa e aqui ele vai ficar! —gritava.

                        O Globo

                          Nenhum Comentário

                          Marina diz que não embarcou por ‘providência divina’

                          A vice da chapa encabeçada por Eduardo Campos, Marina Silva, afirmou que não embarcou na aeronave que caiu em Santos na última quarta-feira por “providência divina”. “Foi providência divina, eu, Renata, Miguel e (Rodrigo) Molina, não estarmos naquele avião”, disse Marina em referência aos familiares que costumavam viajar com o presidenciável. A ex-ministra desembarcou na tarde deste sábado (16) no Recife para acompanhar o enterro de Campos.

                          Questionada sobre como se sentia após a tragédia, afirmou ter o “senso de responsabilidade e compromisso que a perda dele impõe”.

                          Marina deve ser declarada a nova candidata do PSB à Presidência nos próximos dias. Ela se aliou a Campos em outubro do ano passado, após a Justiça Eleitoral negar o registro do seu novo partido, a Rede Sustentabilidade.

                          Estadão

                            5 Comentários

                            1. Cavalcante disse:

                              Nada muda meu pensamento, isso poderia ser evitado se nao fosse a ganância pelo poder.

                            2. welckson disse:

                              Oh povo desumano esses petistas. Pra eles so quem presta e o povo do pt. Vao deixar de serem desumanos e vao estudar ao inves de falar mal dos outros.

                            3. Paulo Roberto disse:

                              Crer na providência divina eh melhor que ser ateu como a maioria dos governantes . Inteligência emocional mexe com a fé e no crer em algo. Ísso gera sensibilidade . Condição básica para qualquer futuro presidente.

                            4. alexandre medeiros disse:

                              Essa¨ providência divina¨, tem o poder de deixar pessoas que escaparam de algum acidente ou incidente, falarem besteiras em detrimento daquelas que sofreram ou padeceram durante os ocorridos. Se essa beata de carteirinha ,ganhasse as eleições ,teríamos a mesma como vice e a ¨providência divina¨no comando do País.

                            5. Luciano disse:

                              E os que embarcaram foi o que? Providência “indevina”?
                              A fé religiosa remove neurônios e só de pensar que poderemos ter uma presidenta que não acredita na evolução da espécie, me dá calafrios.

                            Carregar Mais Posts