URGENTE (VÍDEO): Corpo de morador de Mãe Luiza sugado por tubulação é encontrado

O corpo do morador do bairro de Mãe Luiza, Klebson dos Santos, sugado por uma tubulação no último sábado, 21, foi encontrado há poucos minutos pelas equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

Os mergulhadores conseguiram entrar na tubulação e localizar do corpo, que se encontra em uma área de difícil acesso e oferece riscos as equipes. No momento se espera um posicionamento do engenheiro da obra para calcular os próximos passos.

Veja o vídeo gravado às 19h aqui e gravado às 19h50 aqui

Imagens de Tentente Couceiro

PSB é condenado a pagar R$ 10 mil mensais a academia por acidente de Campos

6v8510rihh_34tilnyqg6_fileA Justiça condenou o PSB a pagar uma indenização mensal no valor de R$ 10 mil ao professor de educação física Benedito Juarez Câmara, dono da Academia Mahatma, que funcionava havia mais de dez anos ao lado do terreno onde, em agosto do ano passado, caiu o avião do ex-presidenciável Eduardo Campos.

Sete pessoas, incluindo Campos, morreram no acidente no bairro do Boqueirão, em Santos, litoral sul de São Paulo.

Desde a queda da aeronave, em 13 de agosto do ano passado, a academia está fechada porque o prédio, que ficou bastante destruído e não pode mais ser usado, está interditado.

O professor perdeu quase todos os alunos e conseguiu uma sala emprestada para trabalhar.

A decisão da juíza Natália Garcia Penteado Soares Monti, da 9ª Vara Cível de Santos, deferiu o pedido de indenização por lucros cessantes.

“Entramos com a ação há menos de um mês. Ele (Juarez) é proprietário do imóvel e explorava o local com a academia, da qual é sócio. Com o acidente e a interdição, não havia mais renda. Para que a Prefeitura libere o imóvel é necessário fazer uma reforma, que vai custar R$ 1.850 milhão”, diz Alexandre Ferreira, advogado de Juarez Câmara. Não foi estipulado prazo final para o pagamento da indenização.

Segundo o advogado, a ação foi ajuizada contra o PSB porque o partido fazia uso do avião, diretamente vinculado à campanha presidencial. E contra a AF Andrade porque, nos registros da Agência Nacional de Aviação (Anac), a empresa aparece como proprietária da aeronave.

— Fomos procurados por outras duas pessoas que diziam ser donas do avião, mas nenhuma conseguiu comprovar com documentos. Por isso, recusamos as ofertas — explica Alexandre Ferreira.

A decisão saiu nesta segunda-feira, 24, e estipula prazo de 10 dias para o primeiro pagamento, a contar da data de recebimento da intimação pelos réus. O PSB informou que ainda não foi informado oficialmente sobre a decisão. A reportagem tentou contato com a AF Andrade, mas não houve resposta.

Na próxima semana, o advogado vai ajuizar ação em nome da Academia Mahatma, também contra o PSB e a AF Andrade, para pedir indenização por danos materiais e pela perda dos alunos.

R7, via Estadão Conteúdo

FOTO: Copiloto derrubou avião na França, acreditam investigadores

andreas-lubitzcopilototwitterOs investigadores responsáveis pelo caso da queda do Airbus A230 da Germanwings acreditam que o copiloto se negou a abrir a porta da cabine para o comandante e derrubou o avião com a intenção de “destruí-lo” por razões ainda desconhecidas. Segundo o promotor de Marselha, Brice Robin, “neste momento, nada permite dizer” que a queda do avião nos Alpes franceses foi um “atentado terrorista” e nem que se trata de suicídio ou homicídio. As informações foram dadas em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira.

O copiloto Andreas Lubitz, 28 anos, tinha mais de 630 horas de voo e era alemão. Não foram divulgadas mais informações. Segundo o investigador, é possível ouvir a respiração do comandante dentro da cabine e que ela indica que ele estaria “vivo e consciente”.

O copiloto alemão, que assumiu o controle do Airbus A320 após o capitão deixar a cabine, se recusou a abrir a porta e acionou o botão que faz o avião descer, disse o procurador francês em entrevista coletiva televisionada ao vivo.

O Airbus 320, que fazia o voo entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), atingiu, a 700 km/h, uma montanha na terça-feira, após cair por 8 minutos. Todas as 150 pessoas a bordo morreram.

Nesta quarta-feira, uma fonte militar de alta patente disse ao New York Times que houve uma conversa “muito suave, muito tranquila” entre os dois pilotos no começo da viagem entre Barcelona, na Espanha, e Düsseldorf, na Alemanha. Segundo ele, o áudio da caixa-preta indica que mais tarde um dos pilotos teria saído e não conseguido entrar novamente na cabine.

“Um homem que está fora da cabine bate levemente na porta e não obtém resposta”, afirmou o investigador. “Em seguida, ele bate mais forte e continua sem resposta. Nunca houve uma resposta”. O militar disse que é possível ainda “ouvir que, ao final, ele está tentando forçar e derrubar a porta”.

Embora o áudio ajude a esclarecer algumas dúvidas sobre o acidente, outras permanecem. “Ainda não sabemos a razão pela qual um dos pilotos saiu. Mas o que se pode afirmar é que, antes de cair, havia um piloto na cabine sozinho e que não abriu a porta”.

O acidente

O avião Aibus A320 da companhia aérea Germanwings caiu nesta terça-feira (24) na região dos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonnette, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Nice. A aeronave carregava 144 passageiros e seis tripulantes. Segundo o presidente francês François Hollande, não há possibilidade de sobreviventes.

O voo 4U9525 saiu de Barcelona, Espanha, em direção à cidade alemã de Düsseldorf, e desapareceu após 46 minutos da decolagem, por volta das 11h locais, após emitir mensagem de socorro. Equipes de resgate foram encaminhadas ao local, de difícil acesso.

Terra, com informações da Reuters e EFE