FOTOS: Acidente com ônibus na av. Bernardo Vieira trava saída da ZN e movimenta unidades do SAMU

06c4673e-c83d-4419-84a2-06439459ebfe 10721374_770004163057626_1638668377_nFotos: Hemilly Shirloanny /Edneuza Carlos: Via Certa Natal

Um ônibus da auto viação Via Sul está sobre o canteiro central da av. Bernardo Vieira altura da passarela das Quintas. Viaturas do SAMU e CPRE estão no local. Sobre o acidente a informação  é que uma criança teria sido atropelada pelo coletivo na faixa de segurança.

Trânsito lento sentido sul a partir do viaduto Urbana. As informações são do Via Certa Natal.

TJRN sobre criança de 10 anos morta ao ser atingida por trem: família deverá ser indenizada

 O juiz Paulo Sérgio da Silva Lima, da 2ª Vara Cível de Natal, condenou a Companhia Brasileira de Trens Urbanos S/A (CBTU) a indenizar a mãe de uma menina de dez anos que foi vítima fatal após ser atingida por um trem, em 2008. A estatal deverá realizar o pagamento de indenização por dano moral no valor de R$ 100 mil, acrescido de juros e correção monetária.

A autora ingressou com ação de indenização por danos morais contra a CBTU, sob o argumento de que sua filha foi vítima fatal de acidente ferroviário provocado por trem de propriedade da Companhia, o qual trafegava em local urbanizado onde não havia sinalização ou cercas.

A mãe da vítima defendeu a aplicação da norma inserida no art. 37, § 6º, da CF, referente à responsabilidade objetiva das prestadoras de serviço público em atenção ao que dispõe a teoria do risco administrativo. Segundo a autora, em razão do acontecimento, sofreu danos morais e pleiteou indenização para minorar as agruras da família.

Já a Companhia Brasileira de Trens Urbanos disse que o local onde ocorreu o fato é sinalizado de acordo com as normas legais, e que no momento anterior ao sinistro foi acionada a buzina, porém o recinto não apresentava uma visibilidade boa devido aos veículos parados na Passagem de Nível. Ressaltou que, no caso, houve culpa exclusiva da vítima, pois o veículo trafegava em velocidade normal, não havendo por parte dos condutores conduta negligente, imprudente ou imperita.

A CBTU afirmou que a vítima atravessou, sem cautela, a linha férrea em local impróprio, por ser de tráfego exclusivo de composição ferroviária, contrariando a sinalização existente. Configurou-se numa atitude completamente alheia e impossível de ser prevista pela empresa, tendo em vista que, segundo relato de testemunhas captadas por um jornal da cidade, a sandália utilizada pela menina ficou presa no trilho e, ao voltar para pegar o calçado, foi atingida pela máquina.

Afirmou que houve a culpa dos pais que não tiveram o cuidado necessário da guarda de sua filha, que era menor de idade e absolutamente incapaz. Alegou inexistência de nexo causal entre o dano sofrido pela autora e o ato praticada pela empresa, ausentando-se assim um dos elementos essenciais para a responsabilidade civil capaz de gerar dever de indenizar.

Sentença

Para o juiz Paulo Sérgio Lima, não há controvérsia acerca da existência do fato, tampouco sobre as graves consequências dele originadas. “Contudo, a parte demandada busca se esquivar da responsabilidade, atribuindo culpa exclusiva da vítima, lastrando-se no Relatório Policial, no parecer do Ministério Público e na sentença criminal de fls. 121 a 127”, observou.

De acordo com o magistrado, pelas peculiaridades dos eventos dessa natureza, envolvendo uma criança de dez anos, não se pode lhe atribuir culpa exclusiva pelo evento, até mesmo por ser absolutamente incapaz, destituída que é de senso de responsabilidade própria de um adulto. “À companhia demandada cabe adotar as mínimas precauções para evitar que seres desavisados sejam colhidos por suas composições, ceifando-lhes a vida”, concluiu.

(Processo nº 0035460-38.2008.8.20.0001)
TJRN

PSTU pede investigação de jato usado por Campos e Marina

O PSTU informou por meio de sua assessoria de imprensa ter entrado com um pedido de investigação sobre o jatinho usado nas campanhas de Eduardo Campos e Marina Silva, do PSB. O pedido, segundo nota do PSTU, foi enviado à Procuradoria Geral Eleitoral na sexta-feira, 26.

No pedido, o partido, que tem candidato na eleição presidencial – Zé Maria -, alega que os gastos com os deslocamentos feitos com a aeronave deveriam constar da prestação de contas parcial do PSB entregue à Justiça Eleitoral. O PSTU cita, no documento, o artigo 26 da lei 9504/1997, segundo o qual as despesas com transporte ou deslocamento do candidato e de sua equipe devem ser registrados como “gastos eleitorais”.

O documento do PSTU cita ainda a resolução 23.406 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que diz que “os recibos eleitorais deverão ser emitidos concomitantemente ao recebimento da doação, ainda que estimável em dinheiro”, para argumentar que a doação do avião deveria ter sido registrada já na declaração parcial da campanha do PSB.

O pedido do PSTU também questiona a propriedade da aeronave. O documento alega que o jato ainda estava no nome da empresa Cessna Finance Export Corporation, que é estrangeira e “portanto sua doação ilícita”.

Desde a morte de Eduardo Campos, no acidente com a aeronave Cessna em 13 de agosto, o PSB e a candidata Marina Silva deram explicações diferentes sobre o uso do jato. A mais recente colocação do partido e de integrantes da coordenação de campanha é que se decidiu esperar o fim do processo eleitoral para contabilizar todo o uso da aeronave e lançar como doação de pessoa física.

fonte: Estadão Conteúdo

Micro-ônibus capota com banda de forró e mata sanfoneiro de 20 anos em Paraú

Um grave acidente de trânsito, que aconteceu no final da noite de ontem, no município de Paraú, matou o sanfoneiro da banda de forró Bota Boneco.

De acordo com a PM, a vítima foi identificada como Acreismael Platini dos Santos Marreiro, de 20 anos. Treze pessoas viajavam no micro-ônibus, que capotou após descer uma ribanceira às margens da RN-233.

Além de Acreismael, outro componente da banda foi gravemente ferido, mas seu estado de saúde é estável.

Ainda segundo a polícia, o acidente aconteceu depois do veículo cruzar uma ponte que dá acesso à cidade, onde tem uma curva fechada. O motorista afirmou que perdeu o controle da direção.

    Nenhum Comentário