Casos de H1N1 no RN estão 78% inferiores a 2015

Os 9 casos suspeitos notificados em 2016 do vírus influzenza (H1N1) representam uma redução de 78% nas notificações do mesmo período de 2015. A informação é da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (SUVIGE), da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que divulgou os dados relativos ao período compreendido entre as semanas epidemiológicas de 01 a 12 (3 de janeiro a 26 de março).

No ano passado, no mesmo período, foram 41 notificações. Até o momento, a Sesap confirmou 1 dos 9 casos e 1 óbito causado pela gripe H1N1, que vitimou uma jovem de 15 anos, residente no município de Lagoa Nova, que deu entrada no hospital no dia 27 de fevereiro e faleceu no dia 10 de março. Até o momento, o mês de maior casos suspeitos notificados foi março, com 4 das 9 notificações.

A Sesap está orientando a população a tomar as seguintes medidas de prevenção:

-Lavar as mãos com água e sabão, especialmente após tossir ou espirrar.

-Ao tossir ou espirrar, cobrir a boca com lenço descartável.

-Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

– Lavar as mãos frequentemente e não levar as mãos sujas aos olhos, nariz e boca.

– Pessoas com qualquer gripe devem evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

Publicidade

Comentários: