Droga em teste para o Alzheimer fornece tratamento natural para cáries

Novo tratamento pode substituir a aplicação de resina em cáries maiores – Guilherme Leporace / Agência O Globo

Os atuais tratamentos dentários para o preenchimento de buracos provocados pelas cáries podem estar com os dias contados, graças a um medicamento usado para o tratamento do Alzheimer. Pesquisadores da universidade King’s College London descobriram que o fármaco Tideglusib, em testes clínicos para tratar a degeneração cognitiva, estimulam a habilidade natural dos dentes de reparar a dentina, tornando desnecessário o uso de resinas e outros preenchimentos.

— A simplicidade da nossa abordagem a torna ideal para um produto clínico dentário para o tratamento natural de cáries, fornecendo proteção para a polpa e restaurando a dentina — disse Paul Sharpe, pesquisador da King’s College London e um dos autores do estudo publicado nesta segunda-feira pela “Scientific Reports”.

Atualmente, o tratamento da cárie consiste na remoção do tecido infectado dos dentes e posterior preenchimento do buraco com resina ou outros materiais. Acontece que os dentes possuem uma capacidade natural de produzir finas camadas de dentina para proteção da polpa, mas em quantidade insuficiente para tratar cáries grandes.

O novo método potencializa essa capacidade natural, tornando desnecessárias outras abordagens que usam materiais artificiais, que precisam ser substituídos de tempos em tempos. Com a aplicação do Tideglusib, os pesquisadores conseguiram estimular a renovação de células-tronco presentes na polpa do dente e a produção de dentina, tecido que fornece proteção natural para a polpa.

Os pesquisadores aplicaram o medicamento colocando esponjas de colágeno biodegradáveis em cáries. Com o passar do tempo, eles descobriram que a esponja se degradou e foi substituída por uma nova camada de dentina, levando à recuperação completa e natural.

— Usando uma droga que já está em testes clínicos para o Alzheimer fornece uma oportunidade real para levar esse tratamento rapidamente para as clínicas — disse Sharpe.

O Globo

Publicidade

Comentários: