Presidente da AL fala sobre próximos passos do ajuste na Casa, reforma administrativa e apuração das denúncias de fantasmas

A forte repercussão da publicitação do Portal da Transparência não determinará os próximos passos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

A implantação do Portal e os efeitos da publicidade em torno de cargos e salários, incluindo os supostos fantasmas, fazem parte do processo pensado a partir do início do mandato da atual Mesa Diretora da Casa.

Chega-se à conclusão com a leitura da entrevista do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, ao jornal Tribuna do Norte, edição deste domingo, 6.

O presidente Ezequiel Ferreira revela que muito antes da implantação do Portal da Transparência, a Casa já havia dado na direção do corte de gastos e redução de custos. Passos que incluíram a redução do número de anexos da Assembleia, redução de 20 por cento dos contratos, redimensionamento do uso de telefones celulares, criação de novas alternativas de receitas e enxugamento do número de edições do programa Assembleia Itinerante.

Tudo isso faz parte do Planejamento Estratégico com nada menos que 36 itens, dentre os quais a reforma administrativa e a implantação de uma Ouvidoria.

O deputado defende um novo modelo de gestão para a casa legislativa, assim como para outros órgãos e esferas da administração pública, federal, estadual e municipal, baseado em pilares como a economicidade e a transparência.

O presidente da Assembleia afirma que haverá apuração das denúncias de existência de servidores fantasmas – que ganham sem trabalhar – e definição de responsabilidades.

Afirma ainda que as conclusões de um trabalho a ser contratado junto à Fundação Getúlio Vargas determinarão a extensão e alcance de medidas que poderão incluir redução de cargos, revisão de valores de salários e redimensionamento da estrutura administrativa da Casa.

Publicidade

Comentários:

  1. haroldo disse:

    Esses deputados pensam que a gente come capim , so pode.

  2. FRASQUEIRINO disse:

    Deputado deixe de lero-lero. Se nao fosse a publicação atraves do Portal da Transparência dos servidores quer do quadro de pessoal ou dos requisitados as medidas tomadas nos ultimos dias JAMAIS seriam tomadas. Muito mais grave sao os que nao trabalham e moram em outros Estados. A sociedade que elege e pagam a todos os 24 parlamentares exige providencias moralizadoras e urgente. A filha do Governador ja pegou o beco.

  3. Val Lima disse:

    Homi serei repetitivo!!!!Faça uma rafioquimioterapia nessa folha…se não sentir falta do funcionário,é pq só existe na folha….agora ter coragem para fazer o q tem q ser feito é para poucos….

  4. Silvio Costa disse:

    Se quiser ajuda tenho vários nome dos fantasmas repasso pra à mesa diretora os nomes e eles dão verificar e achar !!!!!!!!!

  5. fabio disse:

    Eiii…Sr deputado Ezequiel….como é que pode???…Por que só agora o senhor decidiu fazer tal enxugamento??? Na qualidade de manda chuva da casa….não seria a primeira preocupação ao assumir tal presidência, saber para quem o dinheiro que sai e de quem o dinheiro que entre????…Outra coisa….demitir e depois admitir em outro cargo….que diabos é isso???…outra coisa….Esse povo FANTASMA….descoberto…é só demitir e pronto?….Não há responsabilidade criminal para esse e, para quem foi conivente?????….ATENÇÃO MPE……

  6. Nancy disse:

    Me engana, que eu gosto . Não somos idiotas , deputado ! Vamos ficar de olho nas suas promessas….

  7. Brasil, Meu país NÃO será dos fascistas! disse:

    Mais um "Deus" q nomeou uns fantasminhas…

  8. Verdade seja dita disse:

    Falando francamente acredito que os fantasmas é a coisa mais fácil a ser resolvida uma vez que todos sabem quem são.