Publicidade

Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do Estado do RN emite nota de repúdio contra grupo de torcedores do América

NOTA DE REPÚDIO E PROTESTO

O Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do Estado do Rio Grande do Norte – SAFERN – vem de público REPUDIAR e PROTESTAR contra o lamentável episódio ocorrido na manhã deste sábado(18.03) no centro de treinamentos do América Futebol Clube onde, no momento em que os atletas desempenhavam seu trabalho, foram subitamente agredidos e humilhados por cerca de 100 torcedores que invadiram o campo de treino gritando palavras de ordem, assédio moral por coação e constrangimento geradores de dano coletivo no exercício laboral.

O incremento do futebol passa pelas relações sadias entre todos os agentes envolvidos, clubes, federações, imprensa, patrocinadores, torcedores e atletas, restringindo aos trabaladores o protagonismo.

Serve o presente instrumento, ainda, para NOTIFICAR o clube empregador a fim respeitar as Normas que tratam da segurança do trabalhador, art. 7º da C.F. e art. 483 da CLT, sem prejuízo das medidas judiciais a serem adotadas.

Felipe Augusto Leite

Presidente

Comentários (4) enviar comentário
  1. Joedson disse:

    Respeitar o torcedor que é bom, nada!!
    Jogador tem que chegar no clube e jogar com garra, vontade de vencer…. A maioria dos atletas do América estão fazendo corpo mole e estão recebendo em dia, até onde sei!!
    Sindicato, peça para os jogadores respeitarem o torcedor e o clube e honrá-los dentro de campo.

  2. Marcelo disse:

    Alguém pode me explicar, se todo atleta tipo os jogadores de futebol que vem de outra federação, ao chegar ao estado tem a obrigatoriedade de se filiar a associação dos atletas local?

  3. FRASQUEIRINO disse:

    Esse Sindicato só grita aqui. Quando é um clube do sul/sudeste o silencio é grande.

  4. Ivan Colares disse:

    VIOLÊNCIA NÃO JUSTIFICA, principalmente nessa situação. A maior culpa do desastre que é esse time do América, é da DIRETORIA. Contrataram um treinador – Felipe Surian com o time entrando em férias em 2016. Ele indicou e montou a equipe. O time não rendeu, limitado demais, sem esquema tático, sem preparo físico, sem garra. Demitem o treinador e deixam os jogadores indicado por ele. O resultado não poderia ser outro, é surra atrás de surra, o time faz corpo mole. Time de série E, para jogar campeonato de várzea e não o estadual, muito menos o brasileiro.
    Vão contratar 300 treinadores e os jogadores trazidos por Felipe Surian não vão render. Essa DIRETORIA vai literalmente DESTRUIR O AMÉRICA.
    A torcida tem que cobrar da diretoria, sem violência, pois eles não sabem gerir o futebol, provam isso a cada decisão que tomam no América – TODAS ERRADAS.

Publicidade