Publicidade

Ex-vereador Renato Dantas emite nota de esclarecimento em rede social

O ex-vereador Renato Dantas, que esteve acampado em frente a escola CEI Romualdo fazendo greve de fome, dormindo dentro do carro afirmando que de lá não sai enquanto alguém do judiciário não se sensibilizar com a situação que passa, emitiu nota de esclarecimento no Facebook sobre protesto e situação de “constrangimento” dos filhos, anunciando que agora ficará em frente da Corregedoria de Justiça do RN.

Veja link de 1º post
http://blogdobg.com.br/ex-vereador-renato-dantas-acampa-e-faz-greve-de-fome-em-frente-a-escola-dos-filhos-por-lentidao-da-justica/#ixzz3WcgsnJuQ

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Vejo uma matéria publicada no http://portalnoar.com/ex-mulher-de-renato-dantas-diz-que-p…/ quando a mãe dos meus filhos diz que não fala sobre o processo porque está em segredo de justiça e que envolve outras questões como: pensão e guarda. E que minha greve de fome está prejudicando os meninos porque ele não querem ir ao colégio nestas condições.

Sobre isso quero dizer o seguinte:

1- quanto a pensão ela está mentindo, a pensão dos alimentos ficou decidida no processo que é fruto dos aluguéis de todos os imóveis que comprei na minha vida que ficou para os filhos sob a responsabilidade dela. A renda desses imóveis é para meus filhos e já doei em vida todo que tenho pra eles, inclusive 50% da herança que ainda irei receber do meu pai e da minha mãe.

Inclusive dois dos cincos imóveis que doei para meus filhos estão abandonados por ela, um na rua Coronel Severino Bezerra ,84, Lagoa Seca e outro na rua Atol da Rocas 1084, Soledade 2 na Zona Norte. A tanto a questão da pensão como do patrimônio estão resolvidos.

2- Com relação a guarda das crianças por mim está resolvido, acho que a mãe é sempre quem melhor cuida dos filhos, a mãe tem por natureza o dom da criação, a custódia física deve ficar com ela, mas a educação, proteção e educação tem que ser compartilhada. Pai não é apenas parque de diversão nem filhos deve ser visitas. O que eu quero é que ela primeiro cumpra o que diz a justiça quanto a visitação dos meus filhos, ela já foi multada pela justiça várias vezes por desobediência. Natal, férias ela foge com meus filhos.

O que estou querendo é apenas alternar os finais de semana e feriados, almoçar ou jantar com todas quartas-feira, metade das férias, alternar Natal e Ano Novo, e quando a mãe viajar para fora do Estado que os meninos, durante a ausência dela fique na minha casa sob minha responsabilidade. Muitas vezes ela e o pai viajam e meus filhos ficam com a funcionaria da casa.

3- Sobre o “segredo de justiça” digo que tudo está muito a vista das pessoas que convivem comigo, todos que vem a minha casa sabem quando ela foge com os meninos, como agora na semana santa que era para eles ficarem comigo, isso é publico e notório. Ela é uma artista, aliena os meninos e depois alega que os meninos não gostam de mim. Posso garantir que não conheço, apesar dos meus defeitos, um pai melhor que eu, a prova disso é isso que estou passando. Há seis anos luto para ter uma convivência saudável com eles. Se não amasse meus filhos já teria abandonados como muitos pais fazem.

4- Quanto ao meu protesto que segundo ela está prejudicando meus filhos na escola, quero dizer o seguinte: jamais fui na sala de aula deles, antes de me instalar na frente da escola procurei a direção é comuniquei pedindo permissão, mas se a mãe dos meus filhos diz que está causando “constrangimentos” pra eles, não tem problema, sairei da frente da escola e irei ficar na frente da Corregedoria de Justiça do RN.

Desculpem os erros de português, tá sendo muito difícil escrever nestas condições.

Renato Dantas.

ÍNTEGRA EM https://www.facebook.com/renato.dantas.792/posts/1037259926301493

enviar comentário
Publicidade

Presos em greve de fome apresentam série de reivindicações e pedem exoneração de diretor

O jornalista Sérgio Costa, através do Portal BO, destaca que familiares de presos que estão no Presídio Rogério Coutinho Madruga entregaram uma pauta de reivindicações para que os detentos de todas as unidades prisionais do Estado, mais de 2 mil, envolvidos na greve de fome encerrem o “pacto” iniciado na manhã dessa segunda-feira (1º).  O “documento” possui sete tópicos que entre as principais reivindicações exigem uma melhoria na alimentação, destacam supostas torturas sofridas nos presídios e ainda pedem exoneração de diretor Osvaldo Junior, que administra o presídio Rogério Coutinho Madruga, também conhecido como Pavilhão 5 de Alcaçuz.

“Em breve, todo o Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte estará iniciando uma greve de fome por tempo indeterminado, tendo como reivindicação a exoneração do diretor Osvaldo Júnior. Caso essa reivindicação não seja atendida, o que é uma rebelião pacífica pode se tornar em um caos no Sistema Prisional, o que não queremos que aconteça”, escreveram os presos.

Ainda segundo a carta, os presos alegam que estão sofrendo “degradação humana e maus tratos”, inclusive, com mais uma denúncia: da suposta conivência da administradora do Sistema Penitenciário, Dinorá Simas. “Somo conscientes dos nossos erros e apenas queremos pagar nossas penas de forma digna e humana, como manda a LEP (Lei de Execuções Penais)”, destaca a carta.

Os presos também reivindicam um dia da semana para visita íntima e um dia para visita social e reclamam de constrangimentos sofridos pelos familiares durante revistas.

A greve de fome está ocorrendo nos seguintes presídios: Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta; no Presídio Estadual Rogério Coutinho Madruga, conhecida como Pavilhão 5 de Alcaçuz; na Penitenciária Estadual de Parnamirim, em Parnamirim; na Cadeia Pública de Natal;  Penitenciária do Seridó, em Caicó; Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio e  Cadeia Pública de Mossoró.

Com acréscimo de informações do portal BO. Outros detalhes em http://portalbo.com/materia/Presos-em-greve-de-fome-apresentam-pauta-de-reivindicacoes-com-reclamacoes-e-denuncias

Comentário (1) enviar comentário
  1. JUNIOR PINHEIRO disse:

    O problema é que os presos nao podem receber comida de fora (familiares) por que é na maioria das vezes dessa forma que entra celulares, chips e drogas… e a atual coordenadora do sistema engrossou para o lado dos presos, entao eles estao com essa palhaçada….que fiquem com fome, o estado gasta muito com eles, é deixar que quando a fome bater eles voltam a comer, é assim desde que o mundo é mundo!!!!

Publicidade
Publicidade

Funcart não aguenta greve de fome e paga os R$ 10 mil a produtor cultural

Do excelente Blog de Sérgio Vilar:

A Funcarte acaba de liberar os R$ 10 mil requeridos por Nelson Rebouças. Bastou o produtor se instalar nas dependências da instituição munido de todo o aparato para passar dias e mais dias de greve de fome e a verba saiu. Que sirva de exemplo. A indignação carece de protesto, de ação. E a reação da Funcarte foi rápida. Mais uma vez ficou provado: revolta + ação + mais apoio da mídia (tradicional e redes sociais) = reivindicação atendida.

enviar comentário
Publicidade

Produtor cultural faz greve de fome para Prefeitura lhe pagar o que deve

O produtor cultural Nelson Rebouças iniciou por volta das 11h desta terça-feira (21), uma greve de fome na sede da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), visando reivindicar o pagamento dos artistas e músicos que se apresentaram no Dia da Poesia de 2010. A soma dos cachês referentes as apresentação do músico Geraldo Carvalho, da banda Rosa de Pedra, do Poeta Paulo Varela e da companhia Tropa Trupe de Teatro correspondem a R$ 10 mil e 80 reais, porém desde março do ano passado, o pagamento não foi realizado

Idealizador de projetos musicais como “Poticanto” e “Cantando e Conversando”, Nelson afirma que conversou com o presidente da Funcarte Roberto Lima, e ele assegurou que o depósito do pagamento seria realizado, fato que não ocorreu. Com a nota fiscal em mãos, emitida em 13 de abril de 2010 pela empresa C.B. de Alencar ME, o produtor pretende permanecer no local por tempo indeterminado.

“Estou nessa mobilização sozinho, mas quem se sentir prejudicado e quiser contribuir, pode participar”, assegurou. Nelson Rebouças pretende ficar instalado no Hall de entrada do prédio da Funcarte, até que o pagamento seja realizado.

Informações do Diario de Natal

 

Comentário (1) enviar comentário
  1. Alexandre Magno disse:

    É lastimável o tratamento dado aos artistas locais.
    Muitas vezes, e isso não é novidade alguma, tem-se a prática ERRADA de querer confundir o procedimento de inexigibilidade de licitação para a contratação de artistas, com a não necessidade de ter o procedimento de contratação. É uma pratica irregular muito comum a do : " faz aí que depois fazemos o processo e empenho".

    Muitos artistas caem nessa!

    É bom que saibam que este procedimento além de irregular, é ilegal. É o famoso " Show fiado" e não dá amparo para cobranças sem que tenha a boa vontade do contratante.

    Digo isso pensando assim: se vou dispensar de licitação, mesmo assim preciso da dotação orçamentaria, da alocação do recurso, do empenho,etc. E isso tudo ANTES do ato da contratação ou execução do bem ou serviço.
    Se não foi feito, como posso pagar?

    Uma pergunta básica: realmente é calote da prefeitura ( não estou defendendo-os), ou faz parte do famoso show fiado?

    Amigo, prefiro que seja calote a acreditar que vocês ou quem seja, esteja ainda em outra prática.

    Boa sorte no seu pleito.

Publicidade