Publicidade

ALCAÇUZ: Mecanismo de Direitos Humanos relata à ONU e OEA tortura, massacre e desaparecimento de presos

O desaparecimento, a tortura e a matança de presos dentro da penitenciária de Alcaçuz – o mais sangrento episódio da história do sistema carcerário potiguar – são temas de um relatório que será entregue ao Subcomitê de Prevenção à Tortura da Organização das Nações Unidas (ONU) e à Organização dos Estados Americanos (OEA). O documento deve ficar pronto até o final do mês.

As informações foram confirmadas ao G1-RN pelo Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), órgão da União independente mas que funciona em conjunto com o Ministério dos Direitos Humanos, responsável pela elaboração do relatório.

Confira reportagem aqui

Comentário (1) enviar comentário
  1. Edu disse:

    Bota esse povo para criar os meninos de Alcaçuz, queria que pegassem a mãe deles…

Publicidade