Publicidade

Hackers brasileiros se confundem e invadem site da Nasa em vez da NSA

HACKERSHackers brasileiros se confundiram e derrubaram o site da agência espacial Nasa nesta terça-feira (10). O objetivo era invadir o site da NSA, Agência Nacional de Segurança, protagonista nos escândalos de espionagem.

A mensagem que foi vinculada no site após a invasão, dizia que os brasileiros não suportam a atitude do governo americano e que o presidente norte-americano, Barack Obama, é cruel. Além de dizer que os brasileiros desejam a paz e não a guerra.

O R7 não conseguiu encontrar a mensagem na página, pois o site já está funcionando normalmente. Porém, sites americanos vincularam a notícia e consgeuiram capturar uma imagem da página invadida.

R7

enviar comentário
Publicidade

Cientistas da Nasa identificam indícios de existência de vida em Marte

O robô Curiosity, da agência espacial norte-americana, a Nasa, descobriu mais indícios da existência de água em Marte. O Curiosity chegou na superfície de Marte, em agosto de 2012, e foram feitas fotografias de várias áreas. Também foram examinadas 515 pedras. Algumas tinham a superfície redonda e lisa como se viessem de leitos de rios. O estudo completo está publicado na revista Science.

O diretor do grupo de investigação sobre o planeta vermelho no Instituto Niels Bohr, Morten Bo Madsen, disse que as descobertas oferecem mais pistas sobre o passado de Marte. Se atualmente o planeta é árido, os cientistas encontraram provas de que a água fluiu na sua superfície há milhões de anos. Os robôs Spirit e Opportunity, ambos da Nasa, tinham encontrado sinais da existência passada de água em Marte.

Em março, a agência espacial informou que a análise de uma amostra de rocha recolhida pelo Curiosity revelou que Marte teve condições para abrigar vida em forma de micróbios. Os cientistas identificaram enxofre, nitrogênio, hidrogênio, oxigênio, fósforo e carbono, que são alguns dos elementos essenciais para a vida.

enviar comentário
Publicidade

Vídeo mostra como Sonda Spirit chegou a Marte

O vídeo retrata em pouco mais de seis minutos, como se realizou a viagem de sete meses da Sonda Spirit ao planeta Marte.  A animação é uma versão editada do vídeo original de 2006, e foi postado no youtube há um ano, mas agora animação começa a circular com mais intensidade na web.

A Sonda Spirit  foi um veículo de exploração espacial não tripulado, cuja missão era estudar o planeta Marte, permanecendo ativo de 2004 a 2010. A sonda foi um dos veículos projetados pela NASA para o Programa Mars Exploration Rovers. Pousou com sucesso em Marte em 4 de janeiro de 2004, três semanas antes do outro veículo, Opportunity.

O robô atingiu o tempo planejado para a missão, mas continuou em atividade por mais de 20 vezes o tempo inicial, devido ao excelente condicionamento de seus sistemas. Além disso, o robô percorreu cerca de 7,7 km, ao invés do 1 km que era esperado no início da missão, permitindo uma investigação geológica mais extensa e completa que o previsto.

O Spirit continuou a realizar suas tarefas até 22 de março de 2010, quando a comunicação foi interrompida, ainda tentou-se restabelecer a comunicação até 24 de maio de 2011, quando a Nasa anunciou que os esforços para se comunicar com o Rover tinham terminado. A despedida formal foi planejada na sede da Nasa após o feriado do Memorial Day e foi televisionada pela NASA TV.

Confira o vídeo aqui

 

enviar comentário
Publicidade

[FOTO] Robô Curiosity envia primeira imagem colorida de Marte; confira

Foto: Divulgação / Nasa

 

O robô Curiosity enviou a primeira foto colorida e um vídeo mostrando os últimos dois minutos e meio de seu mergulho na atmosfera marciana.

A gravação começou com a proteção térmica cai e terminou quando o robô foi baixado por cabos dentro de uma antiga cratera.

A primeira foto colorida da cratera onde o Curiosity aterrissou mostrou um horizonte pedregoso e o aro da cratera Gale à distância. O robô fez a imagem com uma câmera no seu braço robótico. O horizonte aparece difuso porque a capa removível foi coberta de poeira durante a descida.

A Nasa celebrou a precisão da aterrissagem do robô e as imagens obtidas – com destaque para o mergulho na atmosfera do planeta vermelho.

O Curiosity é a peça mais pesada do maquinário enviado pela Nasa a Marte, e o sucesso aumentou a confieança da agência de que é possível descarregar equipamento que astronautas precisariam em futuras missões tripuladas.

O laboratório, do tamanho de um carro compacto, aterrissou bem n alvo após uma viagem de oito meses e 566 milhões de quilômetros.

Esforços extraordinários foram necessários para o sucesso da missão porque o robô pesa uma tonelada, e a fina atmosfera marciana oferece pouca resistência para diminuir a velocidade da nave. Curiosity teve que desacelerar de 21 mil quilômetros/hora a zero em sete minutos, usando um paraquedas e foguetes. Para finalizar, cabos baixaram o robô até a superfície do planeta.

No fim do que a Nasa chamou de ‘sete minutos de terror’, o veículo foi estabelecido no local previsto.

O robô ira escavar a superfície para analisar o que há ali e procurar sinais de vida em moléculas, incluindo carbono.

Ele não se moverá por algumas semanas, porque todos os sistemas terão que ser checados. Nos próximos dias, enviará mais fotos.

enviar comentário
Publicidade

Novo robô da Nasa pousa em cratera de Marte nesta madrugada

Na madrugada desta segunda-feira –2h31 no relógio de Brasília— a Nasa pousou numa cratera de Marte um veículo robótico batizado de Curiosity (Curiosidade). Custou US$ 2,5 bilhões. Cruzou 570 milhões de quilômetros no espaço, numa viagem que durou oito meses e meio.

Bem sucedida, a aterrissagem foi celebrada com gritos e abraços pela equipe da agência espacial americana, em Pasadena, na California. A imagem ao lado, divulgada pela Nasa via Twitter, mostra a sombra do jipe-robô no instante em que pousava na cratera batizada de Gale, um megaburaco com 154 quilômetros de diâmetro. O objetivo da missão não-tripulada é o de verificar se já houve vida em Marte.

Chamada de “sete minutos de terror”, a operação de descida envolveu procedimentos inéditos. A nave que conduzia o jipe-robô teve a velocidade reduzida de 20 mil quilômetros por hora para 1 metro por segundo. Pendurado em cordas de náilon e suportado por um guindaste, o Curiosity tocou suas rodas na superfície da cratera suavemente.

A Nasa espera divulgar nos próximos dias fotos coloridas captadas por seu robô. Estima-se que a primeira fase da missão será concluída em 98 semanas. Mas as pesquisas devem durar muito mais do que isso, pelo menos uma década. O jipe-robô está equipado com geradores de plutônio projetados para fornecer-lhe energia por 14 anos.

Carrega, de resto, além do equipamento fotográfico, ferramentas desenvolvidas para perfurar rochas e coletar amostras da superfície de Marte. Estudos anteriores já haviam detectado, por meio de imagens, indícios da existência de água no planeta.

Espera-se agora levar as pesquisas para muito além dos meros indícios. Em declaração divulgada pela Nasa também via Twitter, o presidente Barack Obama manifestou-se com um entusiasmo de candidato à reeleição: “Nessa noite, no planeta Marte, os Eustados Unidos fizeram história.”

enviar comentário
Publicidade

Nasa libera imagens da Terra girando

A estação espacial da NASA posicionou suas lentes para um ponto da Terra, permanecendo parado enquanto o nosso planeta girava. As imagens são espetaculares, é possível ver entre as nuvens milhões de luzes acesas na cidade de Chicago.

A nova estação espacial da NASA custou 100 bilhões de dólares, contando com a participação de 16 países, sendo concluída este ano. Seu tamanho é de aproximadamente uma casa com 5 quartos, suportando uma grande quantidade de pesquisas científicas das mais diversas ares.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Anônimo disse:

    Na verdade a estação espacial também está em movimento. O detalhe são as estrelas no fundo, que também estão em movimento. Se a estação estivesse parada as estrelas também estariam paradas na imagem. 

    Além disso em caso de uma parada a estação sairia da orbita em torno da Terra, atraída gravitacionalmente pela Terra. 

Publicidade

Há vagas: Nasa abrirá seleção para astronauta

Deu no Estadão

Já pensou em ser astronauta? A Nasa abrirá em novembro inscrições para os interessados em formar a nova geração de profissionais que vão apoiar os trabalhos da Estação Espacial Internacional (ISS), além, é claro, de participar de futuras viagens espaciais. As informações foram divulgadas no site da agência espacial americana.

“Para cientistas, engenheiros e outros profissionais que sonharam em voar para o espaço, este é um momento emocionante para entrar e fazer parte do corpo de astronautas”, destacou a diretora de operações da tripulação de voo no Centro Espacial Johnson da Nasa em Houston, Janet Kavandi.

De acordo com ela, os aprovados terão a oportunidade de participar dos programas de prospecção da Nasa, que incluem missões além da órbita terrestre.

Mas os brasileiros não podem empolgar. Afinal, a Nasa só aceita cidadãos americanos formados nas áreas de Engenharia, Ciências ou Matemática. Além disso, é preciso possuir pelo menos três anos de experiência profissional. Apesar de não haver um limite de idade, os astronautas têm de 26 a 46 anos de idade, segundo a Nasa.

De acordo com a Nasa, as entrevistas começam este ano, mas os aprovados serão divulgados apenas em 2013, quando vão começar os treinamentos.

enviar comentário
Publicidade

Satélite da Nasa se desintegra durante queda e destroços caem no Canadá

Folha.com

O satélite de 6 toneladas adentrou a atmosfera na madrugada de sábado, quebrando-se e, possivelmente, espalhando destroços no Canadá, segundo a Nasa.

Houve relatos no Twitter de detritos caindo sobre Okotoks, uma cidade ao sul de Calgary, no oeste do Canadá, provavelmente os restos do Satélite de Pesquisa de Alta Atmosfera (UARS, na sigla em inglês), que estava em órbita há 20 anos.

Os cientistas foram incapazes de identificar a hora exata e o local onde o UARS retornaria à Terra devido a quedas imprevisíveis do satélite através da atmosfera superior. A reentrada deveria ter ocorrido entre 0h45 e 1h45 (horário de Brasília).

Com 10,6 m de comprimento e 4,5 m de diâmetro, o UARS estava entre os maiores ônibus espacial a cair descontroladamente através da atmosfera, embora seja uma versão slim do laboratório espacial de 75 toneladas da Nasa que caiu na Terra em 1979.

(mais…)

enviar comentário
Publicidade

Nasa diz que satélite não cairá em Natal alegando falta de interesse

Após ter o Fim do Mundo rejeitado pela comissão organizadora do evento, Natal sofreu mais uma baixa no circuito internacional das grandes catástrofes.

Alegando falta de interesse, a Nasa informou que não há motivos para a cidade receber a queda do satélite, previsto para se desintegrar em algum ponto entre o norte do Canadá e o sul da América do Sul.

“Natal já é uma cidade cheia de catastrófes. A queda do satélite seria algo habitual e rotineiro na cidade”, disse a agência espacial americana.

Indignados com a notícia de que o satélite não mais cairá em Natal, integrantes do #foramicarla e #forarosalba lançaram a hashtag #nasaévendida.

“Tá na cara que a governadora e a prefeita compraram a agência. A gente tava contando com essa queda para ver se o movimento da gente ganhava fôlego”, disse um membro da articulação.

O MP prometeu apurar se há recursos públicos envolvidos no desvio do satélite.

*Os textos publicados em Sátira são criações do blog.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Allan asa disse:

    kkk.muito bommmm.

Publicidade