Comandante do Exército descarta punição a Mourão e admite intervenção contra o caos

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, disse que o general Antonio Hamilton Mourão, que admitiu a possibilidade de uma intervenção militar no país em função da crise institucional e política, não será punido. O comandante também declarou que a possibilidade de uma intervenção “ocorre permanentemente” e que e “as Forças Armadas têm mandato para fazer [uma intervenção militar] na iminência de um caos”. Afirmação segue a linha do discurso defendido por Mourão, que disse que o Exército tem “planejamentos muito bem feitos” sobre o assunto.

Na última segunda-feira (18), o ministro da Defesa, Raul Jungmann, havia pedido explicações e cobrado “medidas cabíveis a serem tomadas” contra o general Mourão por suas declarações defendendo um golpe militar. Segundo o comandante, Mourão, é “um grande soldado, uma figura fantástica, um gauchão”.

Nessa terça-feira (19), em entrevista ao jornalista Pedro Bial, Villas Boas afirmou que Mourão não desrespeitou a legislação que proíbe oficias da ativa se posicionarem em relação ao quadro político-partidário nacional. Ele também defendeu a fala do subordinado.

“Se você recorrer ao que está na Constituição, no artigo 142, como atribuição das Forças Armadas, diz que as Forças podem ser empregadas na garantia da lei e da ordem por iniciativa de um dos poderes”, disse o comandante do Exército na entrevista.

“O texto diz que o Exército se destina à defesa da pátria e das instituições. Essa defesa poderá ocorrer por iniciativa de um dos poderes, ou na iminência de um caos. As Forças Armadas têm mandato para fazer”, completou.

Com informações do 247

Publicidade

Comentários:

  1. SRTM disse:

    Temos muitos criminosos em todos os três Poderes da República. Portanto quaisquer ação militar terá amplo apoio da grande maioria da população…

  2. fabio soares lins disse:

    Tenho muito orgulho em ter servido a minha gloriosa pátria no período do Regime Militar, 1973 a 1975, foram tempos que não voltam mais, onde cidadãos de bem tinham o direito de ir e vir, trabalhar com segurança, transporte com segurança, andar nas ruas com segurança, estar em casa com segurança, sabe porque? Porque os bandidos não tinham regalias de estarem soltos para infernizar a vida do cidadão de bem. Naquele tempo quando prendia algum bandido, ele permanecia preso, diferente de hoje, alguém prende e alguém solta sob o pagamento de fiança.

  3. Ronaldo Sergio de Souza disse:

    ESSES GENERAIS SO SABEM FALAR…NAO FAZEM NADA …SAO UNS

  4. Junior cortês disse:

    Que venha logo a intervenção militar , antes que seja tarde. Os políticos estão desmoralizado os três poderes .

  5. ALERTA disse:

    Só sei que, se o preço para tirar esses corruptos da política for esse, é um caso a se pensar. Esses ladrões ficam aterrorizando o povo, espalhando o medo de uma nova ditadura. A conjuntura é outra.

  6. Waldemir disse:

    Isso serve para esse Thiago Leão também

  7. Eterno Vascaino disse:

    Não deram conta de uma favela no Rio de Janeiro, agora se apresentam como salvadores da pátria kkkk…foi o tempo da maior corrupção no país e onde se explodiu o números de favelas também a ponte Rio Niterói gastou-se 11 vezes acima do divulgado !

  8. Marcelo Olecram disse:

    Esse episódio foi bom para fecharmos a chapa para 2018 Bolsonaro Presidente e General Mourão Vice Presidente.

  9. Jose do Egito disse:

    General Morão, o senhor me faz lembrar o General Morão Filho, que em 1964, colocou suas tropas nas ruas para defender o Brasil da anarquia.
    O Exército Brasileiro, novamente é a única esperança da nação

    • Danilo disse:

      Bem lembrado!!!Depois disso, o nosso glorioso exército nomeou José Agripino para prefeito de Natal, Sarney governador do Maranhão e ACM governador da Bahia. Aliás, as grandes empreiteiras envolvidas no petrólão nasceram neste período, vide OAS, Odebrecht entre outras. A ditadura era corrupta. Agora, se alguém falasse isto, morreria na hora!!!!

    • Manoel Carlos disse:

      DANILO você estudou pouco e sabe menos ainda de história. Sua falta de desconhecimento alimenta partidos como o PT. Se José Agripino, Sarney e ACM foram nomeados pelos militares, com certeza tinham FICHA LIMPA e permaneceram com a ficha limpa durante todo tempo que estavam sob domínio dos militares.
      Quem trouxe CORRUPÇÃO a política brasileira foi a redemocratização.
      Os militares cometeram excesso CONTRA OS TERRORISTAS e COMUNISTAS que queriam trazer para o Brasil um regime totalitário. Quando os militares estavam no poder, os índices de crimes eram 1000 vezes menores que hoje, bandido era tratado como bandido. A educação pública tinha qualidade no ensino e a saúde pública funcionava. Bem diferente dos tempos de democracia de hoje onde nada funciona e o regime democrático só serve para ser destroçado pela corrupção, respaldado pela impunidade.

    • Thiago Leão disse:

      Um "cidadão" falar que quer a volta da ditadura, é ser um analfabeto funcional vezes 10. O cara tem uma democracia, onde podemos votar e escolhermos os nossos "representantes", podemos andar, sair, passear….. Na época da ditadura, existia uma corrupção desenfreada, igual aos tempos atuais. O Brasileiros não tinha estrada, carros importados, saúde, acesso as comunicações, era a famosa censura, onde que não concordasse com tal o "General" morreria. Lembrando que 70% dos políticos que temos hoje, nasceram na ditadura, como José Agripino. Ademais, Trump já deixou bem claro, pretende acabar com a ditadura no mundo, e sejamos claro, o Brasil sem o apoio do primeiro mundo, acabaria em 1 segundo.

    • Thiago Leão disse:

      Manoel Carlos o que mais tinha na DITADURA era corrupção.
      Leia essa matéria:
      https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/04/01/conheca-dez-historias-de-corrupcao-durante-a-ditadura-militar.htm

    • Manoel Carlos disse:

      Thiago Leão, quem de sua família foi atingido pelo regime militar? Você é socialista ou comunista? É filiado ao PT, PCdoB, Rede, PSOL, PDT ou qual partido de esquerda.
      Thiago Leão, pode dizer sob a matéria da UOL se baseou em quais provas? onde elas estão?
      Quer dizer que você prefere a corrupção generalizada e a insegurança que temos hoje no Brasil que o período militar onde o cidadão de bem andava livre e bandido ficava na cadeia?
      Prefere ver comunistas pregar uma coisa e fazer outra? Você vê algum comunista passar férias em Cuba? Vai para os EUA e a Europa, países capitalista onde a lei mantem a ordem.
      Você leu, estudou sobre o período militar ou escutou seus professores de esquerda discursar a versão distorcida deles? Você sabe o que era a economia brasileira antes e depois do regime militar?
      Você sabe a razão do golpe militar?
      Prefiro 10 mil vezes uma intervenção militar que qualquer político da esquerda caviar brasileira no poder como testemunhamos o Brasil desandar por 13 anos nas mãos corrupta do PT

    • Thiago Leão disse:

      Manoel Carlos, acredito que você não entendeu minha explanação, pois em momento algum eu falei em partidos políticos, já sei que deve ser mais um alienado político, mas vou perder meu tempo com sua ignorância, que é grande, por sinal.
      Não "trabalho" com discursos prontos, nem muito menos, vou criticar partidos A ou B, pois na minha concepção, TODOS OS PARTIDOS são corruptos, lembrando que eu tenho BANDIDO de estimação, vou logo lhe avisando, porque esse papo de partido de esquerda e blá blá blá já caiu em desuso.
      O regime militar prejudicou todas as familiar brasileiros, você pode ser filho de um soldado e não saber. Eles
      praticavam vários crimes, sabia?kkkk
      Além disso, existia muita corrupção e muitos crimes, só que isso não era mostrado, para pessoas como você acreditarem em conto de fadas. A economia Brasileira era um lixo, na verdade, não existia economia naquela época, um comunicador como o BG, teria que pedir para publicar seu trabalho e se publicasse alguma coisa contra os militares, era preso ou morto. Os militares deixaram essa herança de corrupção, como José Agripino, Sarney, entre outros. Falando na saúde, ela era mais restrita no regime militar. O Inamps (Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social) era responsável pelo atendimento, com seus hospitais, mas era exclusivo aos trabalhadores formais, muitas pessoas morriam, como hoje. O Brasil foi entregue no lixo e até hoje paga indenizações dos anistiados. Se você prefere um regime militar ditatorial, sugiro que vá para: Cuba, Coreia do Norte, Tailândia.

  10. Flávio disse:

    Cacete nesses políticos safados e imundos moralmente General. Bem que o Senhor poderia fazer um piloto utilizando o RN como exemplo para o Brasil ver o que essas oligarquias produzem e produziram de podre para o nosso Estado e o País!

  11. Carlos Alberto Mota neto disse:

    O exército tem que tomar e expulsar os políticos corruptos que são a maioria é principalmente elaborar uma nova constituição voltada para o povo e blindala para que no futuro ninguém possa distorcela

  12. Araujo disse:

    Apoiado comandante, já passou da ora das forças armadas assumirem o país e colocarem todos os envolvidos nessa roubalheira Brasil a fora na cadeia e dar um novo rumo ao nosso querido povo.

  13. Roberto disse:

    Só vocês Generais, que podem salvar o país dessa imundície, fechem o STF, o senado, e a câmara de deputados,esses três Lixos são o câncer do Brasil, vocês são a cura desse mau.

    • M. D. R. disse:

      É fechar esse CONGRESSO, e cassar esses picaretas.

    • MB disse:

      Disse tudo, irmão. Fechando essas instituições que maculam o País corta-se o mal pela raiz!