O QUE FALTA? Investigação confirma aposentadoria irregular de Dilma

Dilma Rousseff (Foto:  REUTERS/Adriano Machado)Veja

Na manhã de 1 de setembro de 2016, o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas e uma secretária pessoal da ex-presidente Dilma Rousseff entraram pela porta dos fundos de uma agência da Previdência na Asa Sul, em Brasília. No dia anterior, o Senado havia formalmente cassado o mandato de Dilma Rousseff. Gabas, já ex-ministro do moribundo governo petista, chamou a atenção dos funcionários da agência ao surgir na porta e logo se isolar na sala do chefe da agência. O que o ex-ministro da Previdência faria ali? Vasculhando o sistema do INSS, um grupo de servidores logo descobriu algo errado: no intervalo de poucos minutos que o ex-ministro e a secretária de Dilma estiveram na agência, o processo de aposentadoria da ex-presidente foi aberto no sistema e concluído sigilosamente.

Graças ao lobby de Gabas e a presença da secretária, que tinha procuração para assinar a papelada em nome da petista, em poucos minutos, Dilma deixou a condição de recém-desempregada para furar a fila de milhares de brasileiros e tornar-se aposentada com o salário máximo de 5 189 reais. Ao tomar conhecimento do caso, o governo abriu uma sindicância para investigar a concessão do benefício.

Nesta sexta-feira, VEJA obteve as conclusões dessa investigação. No momento em que o PT trava uma luta contra a reforma da previdência, os achados da sindicância não poderiam ser mais desabonadores à ex-presidente petista. Segundo a investigação, aposentada pelo INSS desde setembro do ano passado, Dilma Rousseff foi favorecida pela conduta irregular de dois servidores do órgão que manipularam o sistema do INSS para conseguir aprovar seu benefício e ainda usaram influência política para conseguir furar a fila de benefícios. Despacho assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, aplica punições ao ex-ministro Carlos Gabas, responsável por Dilma ter furado a fila do INSS, e à servidora Fernanda Doerl, que manipulou irregularmente o sistema do INSS para regularizar o cadastro da petista.

Publicidade

Comentários:

  1. Segura pêão disse:

    RESUMINDO:ELA VAI PERDER E DEVOLVER AO ERÁRIO OU VAI SER MAIS UMA REPORTAGEM?

  2. Waldemir disse:

    Isso porque ela é uma mulher honesta kkkk
    Honesta só para os petistas kkk

  3. Val Lima disse:

    Eu sei,q não sei….. porém tudo q sei pode não ser q sei….

  4. Blue disse:

    Ela não tinha tempo nem contribuição para receber o teto. Tão escondendo isso.

  5. Blue disse:

    Demissão para esse Gabas caso seja servidor de carreira, q se não me engano é o caso. Depois, MPF nele. Ora, qualquer servidor estaria na rua nesse caso.
    E o ministro Serraglio tá prevaricando nesse caso.

  6. aquiles disse:

    Fiquei em dúvida?
    O problema aí foi só furar a fila? Não que eu acge que isso é uma falta pequena mas, gostaria de saber duas coisas mais.
    1. Se de fato a Dilma já tinha o direito a se aposentar dentro das regras vigentes.
    2. Se caso aformativa a resposta ao item 1 acima, se ela tem o direito de se aposentar pelo valor máximo do INSS ou se isso tbm foi manipulado.

    • Waldemir disse:

      Amigo foi tudo manipulado
      Quando ela foi expulsa da presidência
      Dois dias depois ela já estava aposentada pelo teto
      O pessoal meteu a boca mas foi abafado pelo Pt e Renan Calheiros que segurou na CCJ do Senado não mandou para frente

  7. Frasqueirino disse:

    Enquanto isso o trabalhador tem que apresentar várias provas (carteira de trabalho, contra cheque, certidões, etc) para confrontar com as informações do Banco de dados do INSS.

  8. Ricardo disse:

    Eu sabia , partindo do PT tudo era possível , cambada de bandidos