Seleção para cargo de chefe do setor de Serviços Auxiliares do MPRN, com remuneração de R$ 5.306,95, recebe mais de 650 currículos

Carga horária é de 40 horas semanais e remuneração é de R$ 5.306,95, mais benefícios

O processo seletivo para o cargo de chefe do setor de Serviços Auxiliares do Ministério Público do Rio Grande do Norte entra na fase de análise de currículos. Mais de 650 pessoas se inscreveram até o dia 12 de julho. Os candidatos selecionados para a segunda fase, que será a entrevista comportamental, serão contatados exclusivamente por telefone. Os demais inscritos no processo seletivo serão comunicados por e-mail sobre o feedback da primeira etapa.

Considerando o grande volume de currículos e a necessidade de análise criteriosa de todos eles, os prazos divulgados no aviso de abertura do certame poderão ser flexibilizados. O andamento do processo seletivo e o status de todas as etapas serão divulgados na seção “notícias” do portal do MPRN – www.mprn.mp.br.

Por fim, os profissionais aprovados na segunda fase terão uma entrevista com o procurador-geral de Justiça, quando será definido o resultado final da seleção. Ao final do certame, um único candidato será considerado aprovado e a nomeação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

O candidato selecionado terá o prazo de cinco dias úteis, a contar da data da publicação no DOE para providenciar os documentos necessários para a posse e se apresentar à Diretoria de Gestão de Pessoas, na Procuradoria-Geral de Justiça.

A vaga foi aberta devido à necessidade de o MPRN utilizar as ferramentas de gestão de pessoas, no sentido da elevação da eficiência e eficácia dos seus serviços. O processo seletivo leva em consideração a valorização da força de trabalho da instituição e a importância de estabelecer critérios objetivos e meritocráticos para ocupação dos cargos de provimento em comissão na Procuradoria-Geral de Justiça. A carga horária é de 40 horas semanais e a remuneração é de R$ 5.306,95, mais benefícios (auxílio alimentação no valor de R$ 1.400 e auxílio saúde).

Informações aqui.

MPRN

Publicidade

Comentários:

  1. Romualdo disse:

    Esse processo de seleção do MPRN é só pra Inglês ver. Pois, conheço algumas pessoas que participaram de processos seletivos e foram aprovados e logo depois os promotores os convidaram a pedir pra sair sob o argumento de que não tinham mais o perfil que precisavam, e em seguida ser nomeado um parente de alguém do sistema.
    Se acham que estou mentindo, façam uma pesquisa grosseira nos sobrenomes dos cargos comissionados do órgão e constatem por si só.

  2. Santiago disse:

    Essa vaga já deve ter um dono faz tempo. Um apadrinhado de um poderoso da casta privilegiada dos marajás.

  3. jacil disse:

    Essa é a forma fácil de indicar sem seriedade com cara de moralidade.

  4. jacil disse:

    Baboseira para enganar os nestas, o escolhido ser a um indicado do maior. Aguarde. E procure saber

  5. FRASQUEIRINO disse:

    BG, grande maioria desses currículos são de servidores públicos que já estão trabalhando, principalmente do Poder Executivo, que é o primo pobre dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). A falta de uma política de remuneração e de Recursos Humanos, contribui cada vez mais para a perda de servidores do Executivo para outros poderes. Veja bem: um servidor de carreira que vier a assumir um cargo de subcoordenador no Executivo receberá como gratificação o valor de R$ 1.125,00 (mais o seu salário inerente ao cargo que exerce). E esse valor de gratificação é coberto apenas com o benefício do vale alimentação de 1.400,00 oferecido pelo pelo Ministério Público do RN. Conclusão: Vamos continuar investindo, capacitando o servidor para cede-lo "de mão beijada" para o Tribunal de Contas, Assembleia Legislativa, Ministério Público e outros órgão Federais pela absoluta falta de valorização no Executivo.

  6. Pedro disse:

    A seleção é para um cargo COMISSIONADO, JV.
    Qual o outro órgão que faz isso? Na prática, o que se escolhe é apadrinhado político.

  7. Jv disse:

    O ministério público exige de outros órgãos, concurso público, e ele recruta através de seleção, estranho.