Servidor público residente em Natal é condenado pelo crime de pedofilia

O servidor público Pedro Felipe Paulino Ferreira, residente em Natal, foi condenado a 3 anos 9 meses e 15 dias de reclusão, que será cumprida em regime, inicialmente, aberto . Ele foi denunciado ao Judiciário Federal no âmbito do que ficou conhecido como operação Gêneses II. No computador pessoal de Pedro Felipe foram flagrados compartilhamentos de vídeos de nudez pornográfica e sexto explícito envolvendo crianças e adolescentes, além de centenas de fotos e vídeos, de mesma natureza, armazenados no disco rígido da máquina. A perícia perito encontrou 492 arquivos de vídeo e 151 arquivos de fotos com cenas suspeitas de pornografia ou sexo envolvendo crianças ou adolescentes, totalizando mais de 48GB.

O acusado ainda pagará 98 dias-multa, com o valor sendo calculado sobre 1/20 do salário mínimo para cada dia-multa.

A sentença foi aplicada pelo Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal. “As circunstâncias pessoais do acusado – versado na língua inglesa e aluno do curso de Ciências da Computação, na Universidade Potiguar/Unp – e as provas coligidas nos autos não dá espaço para se falar, ou tampouco cogitar, na hipótese, que o acusado agiu com ausência de dolo, desconhecimento ou simples ingenuidade”, destacou o magistrado.

JFRN

https://www.jfrn.jus.br/index.xhtml;jsessionid=8A609D7038716BA56011ADF6740C7C13

Publicidade

Comentários:

  1. Ricardo disse:

    Quando transitar em julgado a sentença, deveriam estampar o rosto dele aqui no blog, para conhecermos mais um condenado por pedofilia que reside em nossa cidade.