Publicidade

Ministro da Defesa descarta atender apelo de membros da bancada do RN por intervenção federal na segurança do Estado

por Dinarte Assunção

Raul Jungmann descarta intervenção no RN

 

O ministro da Defesa, Raul Jungman, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo que deputados do Ceará e Rio Grande do Norte têm defendido que o modelo de intervenção adotado no Rio de Janeiro seja replicado em seus estados.

De acordo com o que declarou ao jornal, o Planalto tem ciência de situações difíceis em outros Estados, mas nada que se compare à situação do Rio. Ainda segundo o ministro, a criação do Ministério da Segurança Pública terá objetivo de ajudar essas unidades da federação.

O BlogdoBG entrou em contato com as assessorias de todos os deputados federais do RN. Três retornaram.

Rafael Motta lembrou que a situação do Rio Grande do Norte é mais grave que a do Rio quando se considera a taxa de homicídios por 100 mil habitantes: de 61 em solo potiguar, e 31 em solo fluminense. Critiou o modelo de intervenção, mas defende que, se é para melhorar a segurança do Estado, é favor.

Beto Rosado afirmou que “em caso de necessidade, eu seria favorável à intervenção sim”.

Rogério Marinho afirmou por sua assessoria de imprensa que é favorável à intervenção na segurança do Rio Grande do Norte no modelo do Rio de Janeiro.

Fábio Faria destacou que a tese de intervenção é absolutamente improcedente para o Rio Grande do Norte, mas preferiu não comentar se seria a favor ou contra em eventual cenário.

Os demais deputados, procurados no início da tarde desta terça-feira (20), não responderam aos questionamentos.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Lucas disse:

    Intervenção no Planalto Central, fechando o Congresso e o STF, prendendo a quadrilha do Vampirão e seus Ministros. e convocando-se novas eleições para uma Assembleia Constituinte afim de reformar a Constituição, cujas emendas já são mais numerosas do que o soneto.

  2. WandeC disse:

    A bem da verdade, o Brasil inteiro merece uma intervenção.

  3. Augusto disse:

    "O ministro da Justiça, Raul Jungman"; e por onde anda Torquato Jardim, "ministro da Defesa?

Publicidade

Robinson reclama da falta de isonomia no tratamento com estados

por Dinarte Assunção

O governador Robinson Faria reclamou na reunião desta terça-feira com o presidente Michel Temer que o princípio da isonomia não foi aplicado ao Rio Grande do Norte.

Foi esse um dos princípios evocados pelo MP de Contas das União para barrar a Medida Provisória que iria socorrer o Estado para colocar os salários em dia.

O governador ponderou na reunião que o Estado, um dos que menos devem no Brasil, foi prejudicado com a anistia de dívidas por parte da União aos entes federados.

Alagoas, por exemplo, teve uma dívida de R$ 70 milhões mensais perdoada – quase um bilhão de reais ao ano.

Como o RN é pouco devedor, tal anistia pouco teve de impacto nas finanças públicas do Estado. Agora, pede-se uma compensação em nome do princípio da igualdade.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Fora PT Cramunhão disse:

    IRMÃO, ESSA CORRUPÇÃO TODA DE LULA E DO PT FICA DIFÍCIL TER DINHEIRO NO BRASIL. LULA E O PT ROUBARAM O TESOURO NACIONAL, O DINHEIRO DA NAÇÃO,…

  2. O povo é bobo disse:

    E a falta de bancada!

  3. Felipe disse:

    o sistema tributário brasileiro é todo doido, com estados e municípios enfraquecidos. Isso é algo muito sério! Os tributos da Uniao são infinitos: Imposto de Renda, IPI, COFINS, INSS Patronal, INSS dos empregados, Contribuição sobre o lucro líquido (CSLL), CIDE, ITR (imposto territorial rural), etc etc etc, é uma montanha, Imposto de Importação, Imposto de Exportação, etc, etc, vou parar que são muitos. Aí o que segura o Estado do RN? ICMS, IPVA e ITCMD basicamente. É injusta ou nao essa repartição de receitas?! Tem que rever isso, tornar os Estados mais fortes, afinal somos ou nao uma federação? Uma republica federativa somente no nome!? P/ o Estado do RN o custo de um procurador do Estado é o mesmo custo de um procurador da União. Mas como? se as arrecadações estaduais e federais são tao desiguais?! Brasil: esse país é doido, esculhambação total. A parcela de arrecadação federal destinada aos estados era p/ ser muito maior diante das despesas que estes tem. O caos é total, o sistema como um todo é totalmente falho. É falha em todo canto, junta tudo e deu no que deu!

  4. Desalentado disse:

    Ninguém está pouco se lixando para o RN, Riquinho comemorando na cadeia, Jájá se refestelando e Fáfá doida para que termine de lascar, para ela ganhar a eleição.

Publicidade

Socorro para folha de pessoal depende diretamente da venda de ativos e de imóveis

por Dinarte Assunção

Uma das principais formas de socorro que o Governo do Estado espera obter do governo federal está diretamente associada à aprovação do projeto que autorizam, na Assembleia Legislativa, a venda de imóveis e ativos do Rio Grande do Norte.

De acordo com o deputado federal Fábio Faria, na reunião com a bancada federal nesta terça-feira (16), foi sinalizado pela equipe econômica de Brasília que para as operações de crédito que devem socorrer o Estado se concretizarem não serão aceitos apenas os imóveis como garantia.

“É muito importante destacar isso. Não há como conseguir os empréstimos colocando os imóveis como garantia. O que nos foi explicado que é eles têm que ser liberados, autorizados para a venda”, explicou o deputado.

Comentários (8) enviar comentário
  1. Carlos disse:

    Se pelo menos 40% do eleitorado

    do estado anular os votos da próxima eleição, eles mudariam o rumo da história

  2. Alcides disse:

    Vende o servidor precisa receber seu salário

  3. Hilton Macedo disse:

    Conversa FIADA, para enganar bestas. Sempre vão dizer q é para pagar servidores, qdo os recursos ficam disponíveis na conta do Estado eles desviam. ALGUÉM SABE DIZER SE TÊM FORNECEDORES EM ATRASO NO RN?

  4. Frasqueirino disse:

    O RN tem a bancada mais fraca de todos os Estados da Federação. Todos balançando a cabeça e se curvando as exigências da turma de Temer.

  5. Sinezio. disse:

    Essa é a chamada reunião meia boca, não resolve, so serve pra tira foto. O caminho é outro esses parlamentares ao invés de estarem preocupados em indicar cargos no governo, deveriam botar a faca no pescoço desses disonestos e dizerem. Da qui pra frente ou o sr ajuda ao RN ou vou trabalhar contra a reforma da previdência, o povo potiguar não aguenta essa humilhação, ponto final. O fato é que essa bancada e FRACA IGUAL A CALDO DE BILOCA , são todos descomprometidos com o Estado, só pensam em reeleição.

    • M. D. R. disse:

      O importante que a cúpula, ñ acredita neste Governo, já tem conhecimento que dinheiro para esse governo é buraco sem FUNDO.

  6. Dirã disse:

    Esses Deputados e Senadores do Rn,são mais Fracos que Caldo de Batata…..

  7. Aldair da Silva disse:

    Que chantagem!!!! O governo federal libera para os outros estados sem cobrar nada e para o RN tem essa imposição.

Publicidade

Bancada federal destinará emendas no orçamento para a UFRN

O encaminhamento de parte das emendas da bancada federal para apoio às ações da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi o principal destaque das reuniões que a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, manteve com parte dos parlamentares federais do Estado na última quarta-feira, 11. Fruto dos encontros, os deputados Rafael Motta e Rogeério Marinho, a deputada Zenaide Maia, a senadora Fátima Bezerra e o senador Garibaldi Alves se comprometeram a destinar recursos para a UFRN.

Na oportunidade, Ângela Paiva também tratou da situação do acervo do Diário de Natal com os parlamentares. Ela buscou, junto aos senadores e deputados federais, apoio para que apresentem uma emenda de bancada específica para que a Universidade possa digitalizar e disponibilizar à sociedade o acervo dos jornais Diário de Natal e O Poti, que estão sob a responsabilidade da instituição. O acervo está cedido em comodato à UFRN e reúne edições de 1939 até 2012, último dia de circulação do periódico. Todo o material está guardado no Museu Câmara Cascudo, em Natal.

 

enviar comentário
Publicidade

Bancada federal, prefeitos e vereadores confirmam participação no RN pela Transposição do Rio São Francisco

ec3ea833-63f7-4076-a217-876fddaa1e37O debate sobre a seca no Rio Grande do Norte e as obras de Transposição do Rio São Francisco que ocorre na próxima segunda-feira (28) terá participação dos líderes políticos do Estado. Os deputados federais, senadores, prefeitos, vereadores e lideranças confirmaram participação no evento RN pela Transposição que será feito em parceria entre o Senado Federal e a Assembleia Legislativa com participação do ministro da Integração, Gilberto Occhi.

A proposta do legislativo estadual e federal é defender que a obra de Transposição do Rio São Francisco que ocorre nos estados da Paraíba, Pernambuco e Ceará, seja estendida ao Rio Grande do Norte, que poderá ser beneficiado com a construção do canal de seis quilômetros no trecho da Paraíba para o RN.

As obras de Transposição do Rio São Francisco estão sendo feitas em mais de 700 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (Norte e Leste) ao longo do território de quatro Estados nordestinos (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do Rio com nove estações de bombeamento. No último mês de agosto, a estação de bombeamento do Eixo Norte da Transposição foi inaugurada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em Pernambuco, que na oportunidade garantiu aos deputados estaduais e ao governador do RN, Robinson Faria (PSD), a conclusão do trecho de seis quilômetros que ligará o Rio Grande do Norte à Transposição.

Na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte o tema tem sido debatido durante as sessões plenárias, audiências públicas e nas reuniões da Frente Parlamentar da Água e do Comitê de Combate a Seca.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Poliana disse:

    como vão fazer transposição de São Francisco, se o Rio ´está secando a cada dia que passa,tenho amigos que moram em Petrolina, eles me dizem transposição do rio já era.

Publicidade

Contrário à CPMF, Antônio Jácome lembra que governo tem outros meios para realizar o ajuste fiscal

antonio jacome Após o anúncio do Federal sobre a volta da CPMF com alíquota de 0,2%, o Blog do BG entrou em contato com os integrantes da bancada federal do Rio Grande do Norte por meio de suas assessorias para saber o que pensam os nossos parlamentares a cerca da volta do “imposto do cheque”, que era usado pra saúde, mas que pode ser destinado agora para reduzir o rombo da previdência.

O primeiro a entrar em contato com o deputado federal Antônio Jácome, do PMN. Para Jácome, existem outros meios do Governo Federal realizar o ajuste nas contas.

“[Sou] Contrário. Embora haja necessidade do aumento do financiamento da saúde. O governo tem que buscar outras alternativas que não seja aumento da carga tributária”, disse.

Comentários (5) enviar comentário
  1. João de Deus disse:

    Para aumentar a arrecadação do governo, poderíamos começar pelo fim da isenção de impostos a qualquer templo religioso. Em especial aos templos evangélicos que volta e meia aparecem nos noticiários como instrumentos para lavagem de dinheiro. Sem falar na última manobra realizada pelo Exmo. Eduardo Cagão Cunha, que por meio de uma MP, aumentou a isenção fiscal de "profissionais da fé", ao livrar de cobrança de impostos as "comissões" que líderes religiosos ganham por arrebanhar fieis ou recolher dízimos.

  2. Diego disse:

    Um dos aspectos que "misteriosamente" ninguém discute é a dívida pública. Dinheiro emprestado a uma minoria detentora de capital que surrupia nada menos que um terço de toda a receita da União. Esse é um vespeiro que nenhum dos últimos presidentes quis mexer e a ignorância e inércia da massa tem mantido quieto em detrimento próprio.

  3. charles disse:

    Essa presidenta demoníaca ta acabando com o povo honesto do Brasil. Votem nessas pragas de novo.

  4. Henrique disse:

    A população bem que podia fazer um pacto de não eleger parlamentar que apoiar a criação de novos impostos !!!

    O brasileiro não agüenta mais pagar tanto imposto e não ter nada em troca (segurança, Saúde, Educação, infra estrutura), chega de sermos explorados !!!!

    • Militares Unidos pelo brasil Decente disse:

      Concordamos e lhe apoiamos incondicionalmente Sr. Henrique! E parabéns ao Sr. Bruno Giovanni (Blog do BG) por ter um espírito ético, cívico e de amor ao Brasil ao divulgar esses desmandos do PT e PMDB, e principalmente divulgar comentários de pessoas honestas e de bem como o do Sr. Henrique e os nossos comentários! O Blog do BG está sendo acessado em todo o Brasil e também até no exterior! Pois diversos grupos de militares das forças armadas, polícias, estudantes, Membros do Judiciário que apóiam o Juiz Sérgio Moro e a PF também lêem e divulgam!!! Que Deus lhe abençoe Sr. BRUNO!!!!

Publicidade

Prefeitos têm novo encontro com a bancada federal do RN

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) promove na próxima segunda-feira, 25, encontro dos prefeitos do Estado com os senadores e deputados federais do Estado. O encontro faz parte do Movimento SOS Municípios, lançado no dia 21 de outubro, em Natal e que já foi tema da Comissão Geral da Câmara dos Deputados, realizada no dia 12 de novembro.

No encontro com a bancada federal, os prefeitos reforçarão a necessidade de apoio dos parlamentares aos municípios nesse momento de graves dificuldades financeiras. Serão abordados temas como a repercussão do reajuste do salário e do piso salarial nacional dos professores nas contas municipais. Também farão parte da pauta do encontro a situação dos municípios que atingiram o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal para os gastos com pessoal e a necessidade de complementação dos recursos do Fundeb por parte dos municípios.

O encontro com a bancada federal tem início previsto para 9 horas no auditório Senador Albano Franco, da Casa da Indústria, prédio-sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN).

COPIRN

Aproveitando o encontro dos prefeitos com a bancada federal do Estado, o Consórcio Público Intermunicipal do Rio Grande do Norte (COPIRN), formado por 137 municípios, realizará assembleia geral extraordinária. O encontro tem por objetivo a eleição do novo presidente. O Consórcio é presidido atualmente pelo prefeito Francisco Assis de Medeiros.

Da Femurn

enviar comentário
Publicidade