Publicidade

Blog acusa jornalista de fraudar conversa de WhatsApp para denigrir imagem do prefeito de Ielmo Marinho

O blog Ielmo Marinho em Foco entrou em contato com o Blog do BG para afirmar que a conversa de WhatsApp em que o prefeito de Ielmo Marinho, Francenilson Alexandre aparece chamando os vereadores de bostas e afirmando estar gastando muito dinheiro com a “Justiça” nada mais é do que uma farsa.

O BG noticiou o caso ontem com informações do jornalista Tiago Menezes, dando o devido crédito como pode ser lido AQUI. Como chegou essa acusação, o BG, em respeito aos seus leitores, reproduz a nota do Blog Ielmo Marinho em Foco na íntegra.

NOTA – JORNALISTA PUBLICA CONVERSA FALSA PARA DENEGRIR IMAGEM DO PREFEITO DE IELMO MARINHO

Na tarde de ontem (26) o site Política em Pauta, assinado pelo jornalista Tiago Menezes publicou a imagem de uma suposta conversa no whatsapp do prefeito Francenilson Alexandre. Em seu site, o jornalista debocha da postura recatada e discreta adotada pelo prefeito e ainda afirma que teve acesso a uma conversa de janeiro, envolvendo o gestor municipal (diga-se de passagem, sem apurar os fatos).

Na matéria o jornalista Tiago Menezes fala que o prefeito Francenilson Alexandre teria desmoralizado os vereadores da cidade e ainda zombado dos juízes, e para finalizar e provar a sua fala, o jornalista publica a suposta conversa do prefeito com um cidadão ielmomarinhense.

Contudo, o jornalista Tiago Menezes, que é pré-candidato as eleições de 2016, resolveu adotar uma postura antiética, parcial e ainda por cima criminosa, utilizando de estratégias sujas e vergonhosas. Entretanto, o jornalista não contava que toda essa farsa iria ser descoberta, e o tiro acabou saindo pela culatra.

A imagem que foi divulgada nas redes sociais e no seu site foi uma farsa envolvendo o nome do prefeito de Ielmo Marinho, Francenilson Alexandre. Uma conversa foi montada para tentar denegrir a imagem do prefeito e ainda por cima criar um clima de mal estar com a justiça.

Não é de hoje que a oposição tenta distorcer fatos e tentam manchar a imagem do atual prefeito. Dessa vez a atitude da oposição assustou a população e funcionários da prefeitura com tamanha criatividade e maldade.

O prefeito Francenilson Alexandre não se calou diante da polêmica gerada. Segundo Francenilson serão tomadas as medidas cabíveis para apurar esse emaranhado de mentiras digitais e manipulação de conteúdo.

Ainda segundo o prefeito, os responsáveis pela farsa merecem responder na justiça a agressão praticada.

Comentários (6) enviar comentário
  1. Tiago Menezes disse:

    Bom dia, amigo!

    Não acha que o correto seria publicar a nota oficial do prefeito Francenilson? Está na fanpage dele (Francenilson Alexandre), no Facebook. É fácil encontrar.

    Esse texto do Ielmo Marinho em Foco é completamente despropositado. Faz ataques pessoais e acusações sérias. Além disso, o autor desta agressão sequer identificou-se.

    Chama-se Gustavo Santos, secretário de Promoção e Bem Estar Social de Ielmo Marinho, assessor direto do prefeito. Covarde ao ponto de não assinar a redação e não postar em seu próprio blog. Responderá judicialmente por isso. Assim como quem reverberar esse absurdo de maneira irresponsável.

  2. Val Lima disse:

    A PC tem uma equipe q investiga crimes virtuais…

  3. vaqueiro disse:

    O zap é ou nao é do prefeito? esclareca melhor, ficou a duvida no ar

  4. ANHAM disse:

    Anhammmmmm…

Publicidade

Prefeito de Ielmo Marinho chama vereadores de “bostas” e revela estar gastando dinheiro com a “Justiça”

whatsapp-ielmo-marinhoO prefeito de Ielmo Marinho, Francenilson Alexandre, filiado ao PP, foi pego em uma conversa de WhatsApp. Ele foi flagrado em uma conversa em janeiro em que chama os vereadores de bostas afirmando que desmoralizou os parlamentares e ainda revela que está gastando muito dinheiro com a Justiça.

De acordo com o prefeito, um acerto de emprego não pode ser firmado em janeiro em detrimento de gastos com a Justiça e que a “Justiça” é pior que político ruim.

“Estou gastando muito pagando advogado e gastando muito com a Justiça. São piores que políticos ruins. Estou gastando um dinheirão”, disse deixando mensagens subliminares no ar.

* Com informações do blog Política em Pauta

Comentários (11) enviar comentário
  1. Célia Tomaz disse:

    No ano de 2012, a população de Ielmo Marinho me disse que fazer campanha política, utilizando-se de fábrica de falsos crimes, não termina nada bem!!

    Aqueles que não fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo. Sao refém do oportunismo.

    Tenho a certeza que nesse concelho não há espaços para políticos oportunistas.

    Como já diz um colega nosso… "fica a dica"

  2. Val Lima disse:

    Rapaz esse diálogo lembra outro,
    ocorrido entre Lula e Jaques Wagner…
    O final já é de conhecimento público…

  3. Bárbara disse:

    troca de interesses ai. Se estivesse dado o emprego de quem solicitava, nunca teríamos visto esse print, Uma mão lava a outra. Vergonha para os dois lados. enquanto isso eu trabalho 8h por dia rezando para não ser demitida. Se aqui fosse por mérito a conquista do emprego, com certeza eu estaria mais tranquila, PORÉM o KI sempre prevalece.

  4. Alvares disse:

    Fico indignado com essas coisas, hj em dia é muito fácil fazer um perfil falso de alguém só precisa de um número não cadastrado e a foto que de quem deseja fazer o feiq.
    E a parte mais engraçada é que essa publicação do blog do bg fala-se que esse print é do mês de janeiro mais como pode ser só mês de janeiro se no topo da da imagem tem HOJE às 11:46, existem 2 opções p isso.

    1° esse suposto print foi feito no dia conversa no mês de janeiro " mais pq só veio aparecer agora.
    2° e mais lógica e que esse print é falso e foi feito a poucos dias com intuito de denegrir a imagem do prefeito com um perfil falso.

    E para finaliza esse post vejam a gramática desse artista que fez esse print falso ‪#‎di_novo‬ ????
    Desconheço a escolaridade de nosso prefeito mais com certeza alguém como ele que tem um alto cargo político não cometeria tais erros de ortografia

  5. Gercivan oliveira disse:

    Vergonha!!!!!
    Vergonha!!!!!
    Vergonha!!!!
    Onde está o ministério público?

  6. Cláudio Roberto disse:

    Dois honestos intelectuais conversando. Eita Brasil sem solução.

  7. Omar disse:

    Francenildo responde a CINCO processos no TRE.
    Francenildo responde a QUATRO processos no TJRN.
    Francenildo não tem NENHUM processo na Justiça Federal.
    Francenildo jamais poderia estar gastando o dinheiro DELE, pois o salário de Prefeito é irrisório.

  8. . disse:

    Gastando com a Justiça? Como assim? Compra de juízes?

  9. EDER disse:

    O DINHEIRO DE QUEM?
    ACREDITAMOS QUE SE TRATA DO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE.
    E SE OS DA JUSTIÇA SÃO ASSIM , QUE SE FAÇA A DENÚNCIA PESSOAL.

  10. Charles disse:

    Infelizmente ele retratou a mais pura verdade. A corrupção em todos os poderes.

  11. Curioso disse:

    Cá como lá…
    Lá como cá…

Publicidade

IELMO MARINHO: Operação Resistência pode ter reviravolta

A Operação Resistência, deflagrada pelo Ministro Público em Ilemo Marinho, que resultou no afastamento do cargo e indiciamento do prefeito Bruno Patriota, pode ter novidades em breve.

O blog teve a informação de que os desdobramentos da operação podem trazer capítulos impressionantes sobre o caso, provocando reviravoltas.

Se for comprovado o teor das informações que o blog teve acesso, o muído vai ser grande.

Comentário (1) enviar comentário
  1. edson Morais disse:

    meu amigo bg esse muido e a favor d prefeito ou contra …..

Publicidade

FOTO: “Viúva negra” é presa em Ielmo Marinho suspeita de matar 5º companheiro

VnFoto: 190 RN

Maria Nazaré Felix de Lima, mais conhecida como “viúva negra”, moradora de Ielmo Marinho, foi presa na noite de ontem, 26, logo após praticar, segundo a Polícia Militar, seu quinto crime de homicídio contra homens na cidade.

Em entrevista ao 190rn, a PM informou que a vítima de ontem era conhecida como ‘tico’ e já tinha um relacionamento amoroso com a “viúva negra” há alguns meses. “Eles conviviam juntos. Toda cidade via e até alertava ele do passado dela”, disse o PM que prefere não se identificar.

Ainda segundo a PM, a vitima foi encontrada com marcas de espancamento na cabeça. O corpo da vitima foi removido para a sede do ITEP em Natal e será liberado posteriormente para sepultamento.

“Viúva negra”

A PM disse ao 190rn que a mulher é suspeitar de ter matado companheiros de tesoura, faca, pedradas e pauladas na cidade, mas sempre ficou impune. Diferente de outras vezes, ontem ela foi presa e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil em João Câmara onde ficará a disposição da justiça.

Com informações do 190 RN

http://190rn.com/interior/2015/07/a-golpes-de-pedradas-viuva-negra-faz-quinta-vitima-em-ielmo-marinho/

Comentários (2) enviar comentário
  1. Henrique S. disse:

    Isso é que eu chamo de olhar fatal!!!!

  2. Helio Motta disse:

    Acho que ela atrai os maridos com sua beleza.

Publicidade

Bandidos assaltam agência dos Correios de Alto do Rodrigues vestidos de policiais militares; homens roubam carro dos Correios em Ielmo Marinho

CORREIOS-001A agência dos Correios do município de Alto do Rodrigues, região Oeste do estado, foi assaltada na manhã desta terça-feira(5) por três homens. De acordo com testemunhas, um trio chegou ao local disfarçado de policiais militares e rapidamente anunciou o assalto.

A gerência do local não sabe informar quanto foi levado e a Polícia Militar (PM) está em diligências para capturar os acusados.

Assaltantes roubam carro dos Correios em Ielmo Marinho

Um carro de entrega dos Correios foi alvo da ação de assaltantes no município de Ielmo Marinho, localizado a 54 quilômetros de Natal. O roubo aconteceu na manhã dessa segunda-feira(4). O fato aconteceu em uma estrada carroçável próximo ao assentamento são Sebastião II, distrito do município. Os suspeitos agiram em dois carros, um Volkswagen Gol e um Chevrolet Prisma identificado pela vítima como um táxi do município de Extremoz.

A Polícia Federal (PF) já periciou o veículo e iniciou as investigações do crime. Os Correios não souberam informar qual foi a mercadoria roubada do veículo.

Com informações do 190 RN

enviar comentário
Publicidade

Candidatura de Bruno Patriota segue impugnada após negativa da Justiça Eleitoral

A Justiça Eleitoral do RN disse “não” ao pedido de reconsideração da impugnação da candidatura de Bruno Patriota à Prefeitura de Ielmo Marinho. A informação foi postada originlmente no blog “Panorama Político”, de Anna Ruth Dantas.

A Justiça Eleitoral negou o pedido de registro de Bruno Patriota, que tentava ser candidato a prefeito de Ielmo Marinho pelo PSD. A impugnação foi impetrada pela coligação do prefeitável Cássio Castro (PMDB).

Os advogados Kennedy Diógenes, Sanderson Mafra e Aluísio Dutra argumentaram que Bruno Patriota não havia apresentado o plano de governo, como exige a legislação. Além disso, também foi apontada a irregularidade na filiação partidária do político.

Segundo os advogados de Cássio Castro, Bruno Patriota se filiou ao PSD no dia 30 de agosto. No entanto, a legenda só foi criada junto ao Tribunal Superior Eleitoral no dia 29 de setembro. “Ele não poderia ter se filiado ao PSD antes mesmo da criação do partido ter sido acatada pelo TSE”, analisou Kennedy Diógenes.

A decisão de negar o pedido de registro foi da 5ª Zona Eleitoral.

 

Fonte: Tribuna do Norte

 

enviar comentário
Publicidade

Região Metropolitana de Natal vai ter mais dois municípios

O debate em torno do desenvolvimento da Região Metropolitana de Natal-RMN, reaberto pela Assembleia em um seminário sobre a gestão administrativa, é um tema que vai merecer a atenção dos deputados no segundo semestre legislativo.

Atualmente com 10 municípios integrantes – Natal, Ceará Mirim, Extremoz, Macaíba, Monte Alegre, Nísia Floresta, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu e Vera Cruz – a região vai passar a contar com mais dois – Maxaranguape e Ielmo Marinho.
Os Projetos de Lei que incluem os dois novos municípios, de autoria dos deputados George Soares e Poti Júnior, apresentados no ano passado, foram aprovados na penúltima sessão plenária do primeiro semestre e encaminhados para a sanção da governadora do Estado.
Para incluir Maxaranguape, o deputado George Soares justificou que o município tem a mesma posição geográfica de outros integrantes da Grande Natal, tais como São José de Mipibu, Vera Cruz e Ceará Mirim.

“É importante destacar que Maxaranguape, de acordo com estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE no Censo de 2010, nos últimos 10 anos foi o terceiro município que mais cresceu no Rio Grande do Norte, com 34,49 por cento, ficando atrás apenas de Parnamirim e Guamaré”, justificou.

Já Poti Júnior defendeu, para incluir Ielmo Marinho, que devido à localização geográfica de proximidade ao aeroporto, em construção, de São Gonçalo do Amarante o município enfrentará situações própria da Região Metropolitana como mobilidade urbana, especulação imobiliária, instalação de empresas e limpeza pública.

“A sua inclusão como município membro da Região Metropolitana permitirá o mesmo buscar soluções em conjunto com os demais integrantes, promovendo uma maior eficácia na busca de soluções, um desenvolvimento sustentável, melhorando a qualidade de vida de seus moradores’, afirmou.

Agenda Metropolitana

No seminário realizado na Assembleia Legislativa sobre a Gestão Metropolitana foram levantados alguns temas para a agenda da Região como organização, ocupação e crescimento da Cidade Metropolitana, reduzindo a vulnerabilidade dos mais pobres e elevando o padrão socioambiental dos assentamentos humanos, novo padrão de mobilidade e acessibilidade, baseado no transporte público.
Nessa agenda também vão ser discutidos a estruturação do espaço rural na perspectiva do desenvolvimento social, com diminuição dos impactos sobre o ambiente natural; e a redefinição do modelo de gestão e institucionalidade da Região, ampliando a participação da sociedade.

Os professores do observatório das Metrópoles tem o entendimento que todos os projetos grandes e médios trazem problemas e virtuosidades e que “os problemas não precisam da nossa ajuda para acontecerem. As soluções sim precisam da gestão governamental”.
Nas discussões entre deputados, conferencistas, professores, empresários e prefeitos dos municípios integrantes foi levantado que o grande problema para o desenvolvimento da Região Metropolitana de Natal é a falta de governança – o conjunto de políticas, funções e responsabilidades.

enviar comentário
Publicidade

Caso Patriota: TJ confirma que prefeito de Ielmo Marinho poderá recorrer em liberdade

O Pleno do Tribunal de Justiça do RN aprovou nesta quarta-feira (11) o adendo feito pela desembargadora Zeneide Bezerra em relação processo do prefeito de Ielmo Marinho Germano Patriota. A relatora acrescentou ao voto – proferido na última segunda-feira (09) – que o acusado terá o direito de recorrer em liberdade. A decisão será publicada na íntegra no Diário da Justiça de hoje.

Os desembargadores entenderam desnecessário ter explicitado na decisão que o prefeito teria direito de recorrer em liberdade, entretanto, acolheram a propositura da desembargadora Zeneide. O adendo não prejudica o réu. Além disso, é pacificado entendimento no STF e STJ o direito de recorrer em liberdade conforme súmula 347 do STJ.

Caso

O Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, na sessão extraordinária do dia 09, condenou o prefeito de Ielmo Marinho a oito anos e dois meses de reclusão, pela morte da assistente social Regina Coelli de Albuquerque Costa, em um acidente de carro, ocorrido em outubro de 2004.

A relatora do processo, desembargadora Zeneide Bezerra, votou pela condenação do prefeito, com base no artigo 121 do Código Penal, homicídio simples, e considerou atenuantes, antecedentes e agravantes para a dosimetria da pena, baseada no artigo 68 do código penal.

enviar comentário
Publicidade

Prefeito de Ielmo Marinho é condenado a oito anos de prisão, mas responde em liberdade

O Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, na sessão extraordinária desta segunda-feira, 9, condenou o prefeito de Ielmo Marinho a 8 anos e dois meses de reclusão, pela morte da assistente social Regina Coelli de Albuquerque Costa, em um acidente de carro, ocorrido em outubro de 2004.

O fato aconteceu no cruzamento da rua Ceará-Mirim com a Afonso Pena logo, após o resultado da primeira eleição de Germano Patriota e o veículo pilotado por ele, uma Pajero Full, colidiu com o Corsa sedan da vítima, que morreu no local, após quebrar o pescoço devido ao choque.

A defesa assumiu a tribuna e, desde o início, levantou a tese de que o caso, por si só, “não traria notoriedade”, se não fosse pelos envolvidos, como a participação de um chefe do poder executivo de um município.

Os advogados levantaram o argumento de que Germano Patriota poderia ser vítima da ‘pressão da imprensa’, antes do julgamento propriamente dito e citou casos emblemáticos, como o da Escola Base, em São Paulo, quando os donos foram acusados de pedofilia e depois inocentados.

Quanto ao fato em demanda, a defesa contestou, entre outros pontos, o laudo pericial que apontou a velocidade de 77 km/h, na Pajero. “Ora, os air bags não foram acionados e os testes de impacto que avaliam isso são feitos numa velocidade entre 50 e 64 km/h. Se a 77 km/h não abriram, então deduzimos que a velocidade de Germano era abaixo da utilizada nos testes”, argumentou o advogado Flaviano Gama.

Ele também destacou que a defesa não teve tempo para contrariar o laudo.

Argumento esse que não foi acatado pela Corte, a qual através da relatoria – seguida a unanimidade dos votos – ressaltou que o laudo foi exposto à defesa por cerca de 4 meses e que não foi feita nenhuma oposição.

A Corte seguiu o argumento do Ministério Público, representado pelo Procurador Geral de Justiça, Dr. Manoel Onofre Neto, e pelo promotor José Hidemburgo, que trouxeram estatísticas como a de que, em 75% dos casos, os acidentes são resultantes de falha humana.

A promotoria destacou o depoimento de testemunhas, as quais relataram que o motorista do prefeito, o segurança Luis Alberto Serejo, é quem teria assumido a culpa e que Germano deixou o local logo após o acidente, em estado de embriaguez.

Entre outros pontos, o promotor José Hindemburgo de Castro Nogueiratambém trouxe ao Pleno provas de que uma garrafa de uísque foi quebrada próximo ao local da colisão, como forma de eliminar provas, mas foram encontradas digitais do prefeito no vidro quebrado.

“Estou plenamente consciente da minha inocência e creio que, no momento certo, tudo será esclarecido”, disse Germano Patriota à reportagem da Secretaria de Comunicação, enquanto os advogados diziam que estudariam a melhor forma para um recurso, que será um recurso especial, dirigido aos tribunais superiores, como o STJ.

O prefeito não perderá a função política, nem será detido, até que se concretize o transito em julgado do processo, que se dará após o julgamento do recurso.

A relatora do processo, desembargadora Maria Zeneide Bezerra, votou pela condenação do prefeito, com base no artigo 121 do Código Penal, homicídio simples, e considerou atenuantes, antecedentes e agravantes para a dosimetria da pena, baseada no artigo 68 do código penal.

enviar comentário
Publicidade

Quadrilha é presa após assalto em Ielmo Marinho

Três homens e uma mulher foram presos na manhã desta quarta-feira (11), após assaltarem uma farmácia em Ielmo Marinho, no Agreste Potiguar, distante 54 quilômetros de Natal.

Segundo informações de populares, a quadrilha chegou à Drogaria Guedes – que fica na rua José Camilo Bezerra, no centro da cidade – por volta das 7h, quando a única funcionária do estabelecimento ainda abria as portas do comércio.

Os bandidos renderam a vendedora e esvaziaram o caixa da farmácia, fugindo logo depois em direção a Macaíba. Quando se aproximavam de Igreja Nova, distrito de São Gonçalo do Amarante que fica entre Ielmo Marinho e Macaíba, foram surpreendidos e presos por policiais militares.

Ainda não se sabe quanto em dinheiro foi roubado.

Na quarta-feira passada (4), a agência dos Correios da cidade foi roubada por dois homens armados.  De acordo com informações da própria Polícia Militar, apenas um PM dá plantão por dia na cidade e não há viatura. A delegacia está em reforma e os carros, quebrados.

Com informações da Tribuna do Norte

enviar comentário
Publicidade

Ex-prefeito de Ielmo Marinho terá os direitos políticos suspensos

O ex-prefeito de Ielmo Marinho Hostílio José de Lara Medina terá os direitos políticos suspensos por sete anos. Essa é apenas uma das punições decorrentes da ação de improbidade ajuizada pelo Ministério Publico Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN), por irregularidades na execução de convênio firmado com o Ministério da Integração Nacional (MIN). Além do ex-gestor, a sentença determinou penalidades para a empresa Cavalcanti Construções e o sócio José Bezerra Cavalcanti Filho, por atos de improbidade que causaram dano de mais de R$ 119 mil aos cofres do MIN.

O convênio em questão, de nº 573/2002, tinha como objetivo a execução de obras de drenagem e pavimentação das ruas de três conjuntos habitacionais localizados em Ielmo Marinho. Através dele, o Ministério da Integração Nacional repassou R$ 384.518,96 ao município. No entanto, a ação do MPF/RN aponta que houve dispensa indevida de licitação, superfaturamento de preços, subcontratação indevida das obras e inexecução parcial dos serviços previstos.

Em depoimento, o proprietário da Cavalcanti Construções afirmou que a empresa foi contratada na gestão de Hostílio José de Lara Medina, através de dispensa de licitação, mas que, a pedido do então prefeito, a obra foi subempreitada a um mestre-de-obras da região. Uma vistoria do MIN apurou a inexecução de parte das obras, no valor de R$ 59.055,73, e laudo da Polícia Federal verificou superfaturamento de preços no montante de R$ 60.080,41.

Diante das provas e argumentos do MPF/RN, a Justiça Federal determinou a suspensão dos direitos políticos do ex-gestor e do proprietário da Cavalcanti Construções, José Bezerra Cavalcanti Filho, pelo período de sete anos. A empresa, o dono dela e Hostílio José de Lara Medina, ficam proibidos de contratar com o Poder Público por cinco anos. A sentença determina, ainda, o ressarcimento integral do dano, estimado em R$ 119.136,14, e o pagamento de multa no mesmo valor do prejuízo. Tais quantias devem ser revertidas aos cofres do MIN, que teve o patrimônio lesado.

Como o ex-prefeito não recorreu contra a decisão no prazo concedido pela Justiça Federal, as penalidades devem ser impostas imediatamente, uma vez que transitaram em julgado. Os demais réus recorreram ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

Fonte: MPF/RN

enviar comentário
Publicidade

MPF ingressa com cinco denúncias contra ex-prefeito de Ielmo Marinho

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) ingressou na Justiça Federal com cinco denúncias contra o ex-prefeito de Ielmo Marinho, Hostílio José de Lara Medina (1997-2004). Além do ex-prefeito, cinco empresários e seis funcionários do município também são alvo das denúncias (ver lista abaixo). O ex-prefeito é acusado de dispensar indevidamente licitações, com o objetivo de se apropriar e desviar recursos públicos federais, em proveito próprio e alheio. Para tanto, ele teria contado com o auxílio de funcionários da prefeitura.

De acordo com o MPF/RN, a atuação do grupo permitiu a consumação, a ocultação e a impunidade dos crimes, por meio de repetidas fraudes, incluindo falsidade ideológica e material, bem como uso de documento falso. As denúncias são resultado de irregularidades praticadas em convênios celebrados com o Ministério da Integração e o Ministério da Saúde. O prejuízo ao erário ultrapassa 1,5 milhão de reais.

O procurador da República Rodrigo Telles de Souza, que assina as denúncias, destaca que os atos do ex-prefeito Hostílio de Lara Medina são um lamentável espetáculo de corrupção. “Além de ser comprovadamente um mau administrador, os atos do ex-prefeito demonstram um elevado desprezo pelo patrimônio público e pelas necessidades da população carente”, afirma.

Pelos mesmos fatos apontados nas denúncias, o MPF/RN já ingressou com as respectivas ações de improbidade. Além disso, Hostílio José de Lara Medina responde a outras seis ações penais em trâmite na Justiça Federal do RN. Em todos os crimes, o MPF pede a aplicação de pena superior ao mínimo previsto em lei. Além disso, pede a reparação integral dos danos, em valores atuais, e a proibição de exercer cargo ou função pública por cinco anos.

 

Denunciados

Hostílio José de Lara Medina

Cícero Antônio Bezerra

Wilson Cavalcante Vieira

José Bezerra Cavalcanti Filho

Josué de Moura Batista

Clebson Correia Gomes

Edna Maria Garcia Silva Correia

Paulo Bezerra de Castro

Aldo Torquato da Silva

Raimundo Barbosa de Lima

Luiz Paulino Soares

José Maria de Oliveira

 

Condutas atribuídas ao ex-prefeito

1) Associação com uma empresa de fachada para celebrar, fraudulentamente e sem licitação, contrato com o Município de Ielmo Marinho;

2) Atribuição dos serviços a terceiros, por um preço substancialmente menor que o contratado e mediante fornecimento de materiais de construção in natura, adquiridos clandestinamente a preço de custo;

3) Saques em dinheiro realizados, em regra, pelo próprio ex-prefeito, da integralidade dos recursos públicos destinados ao pagamento das obras, após o endosso dos respectivos cheques pelo representante legal da empresa contratada;

4) Distribuição em pecúnia, após cada saque, de vantagens econômicas aos coautores e partícipes;

5) Inexecução ou execução parcial das obras (superfaturamento);

6) Atraso ou omissão na prestação de contas dos convênios, a fim de ocultar os ilícitos praticados e dificultar sua apuração;

7) Falsificação de documentos.

 

Número das denúncias para acompanhamento na Justiça Federal:

0002095-27.2012.4.05.8400

0001202-36.2012.4.05.8400

0001065-54.2012.4.05.8400

0000958-10.2012.4.05.8400

0000957-25.2012.4.05.84001

enviar comentário
Publicidade