Publicidade

"Esgotamos todos os recursos para combater a crise", diz Dilma

Dilmaestadaoestadao2Com informações do Estadão

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,esgotamos-todos-os-recursos-para-combater-a-crise-diz-dilma,1649421

Comentários (3) enviar comentário
  1. Cardoso disse:

    Ela está certa. Realmente esgotaram todos os recursos. O da PETROBRAS, então, nem se fala.

  2. marcelo disse:

    Só falta um: a sua renuncia D. Dilma. É isso que todos os brasileiros honestos e pagadores de impostos e geradores de emprego e renda desejam. E não esqueça de levar a sua quadrilha do PT junto.

  3. Lauro disse:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Como boa PeTistas joga a culpa em algo ou alguém para encobrir a própria INCOMPETÊNCIA. Mente que ela mesma se convence.
    Ainda bem que o povo acordou e tem sorrido das piadas ridículas criadas pelo governo para justificar seus erros .
    O cinismo chega ao ponto de ter PeTista falando em "prol" da petrobrás que eles mesmos destruíram com a CORRUPÇÃO

Publicidade

Governo Federal libera R$ 3,4 milhões para ações em Mãe Luiza

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) foi informada nesta sexta-feira (18) que o Governo Federal autorizou empenho e transferência de recursos na ordem de R$ 3,4 milhões para ações da defesa civil em Natal, mais especificamente para o bairro de Mãe Luiza – local atingido pelas fortes chuvas.

O recurso será destinado ao restabelecimento de serviços essenciais no bairro de Mãe Luíza, em obras provisórias de saneamento, abastecimento de água, alugueis de imóveis para os moradores atingidos, dentre outras ações em prol das famílias desabrigadas.

De acordo com a nota encaminhada à imprensa, pela assessoria da deputada, o empenho foi publicado na edição desta sexta-feira (18), do Diário Oficial da União (DOU).

enviar comentário
Publicidade

Ministério da Saúde suspende recursos em mais de mil municípios; 15 do RN estão na lista

Foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira(2) uma lista com mais de mil municípios brasileiros que tiveram suspensos a transferência de repasses financeiros do Componente de Vigilância Sanitária do Bloco de vigilância em saúde dos municípios e estado devido à descoberta de irregularidades. O ministério explica que as razões para o bloqueio são a falta de cadastramento de alguns municípios e irregularidades encontradas no processo de informação da produção da vigilância sanitária dos meses de agosto a dezembro de 2013. Somente no RN, 15 municípios estão na lista. Confira lista:

Antônio Martins, Apodi, Arês, Canguaretama, Coronel Ezequiel, Galinhos, Governador Dix-Sept Rosado, João Dias, Lagoa de Velhos, Lajes Pintadas, Olho D’Água dos Borges, Passagem, Pedra Grande, Serra do Mel e Vera Cruz. VEJA AQUI

Comentário (1) enviar comentário
  1. joana disse:

    Essas prefeituras vão ter coragem de culpar o Governo Federal do PT pela falta de verba nessas eleições, podem aguardar.

Publicidade

Carlos Eduardo se reúne com coordenador do PAC e pleiteia recursos para concluir obras de drenagem

18576O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, esteve nesta quinta-feira (20) na sede do Ministério das Cidades em Brasília, onde participou de uma audiência com o coordenador do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz, para tratar da liberação de recursos na ordem de R$ 75 milhões de reais para a segunda etapa das obras do Túnel de Macrodrenagem da Arena das Dunas. O chefe do executivo municipal também solicitou a aprovação do projeto de urbanização integrada dos Conjuntos Novo Horizonte e Brasil Novo que foram pré-selecionados pelo Governo Federal, mas ainda aguardam a aprovação efetiva. A secretária municipal de Planejamento de Natal, Virgínia Ferreira, também participou da reunião.

Carlos Eduardo explicou que a segunda etapa das obras do túnel de drenagem irá aumentar a capacidade de escoamento das lagoas do Preá e dos Potiguares e a Rua José Gonçalves, na região dos bairros de Nova Descoberta e Morro Branco. As duas bacias serão interligadas a um túnel com 3.500m de extensão e diâmetro de 1,80 a 2,20m que será construído para se integrar ao da primeira etapa no cruzamento das ruas São José e Jerônimo Câmara. O prefeito disse que o projeto é a maior obra de drenagem da capital potiguar, destacando que quando finalizado, o túnel, irá acabar com 33 pontos de alagamentos em toda a cidade: “Essa é uma obra importantíssima e se conquistarmos os recursos para ampliá-la a população dessas regiões irão ganhar muita qualidade de vida”, disse.

O prefeito também ressaltou a importância que a aprovação do projeto de urbanização integrada dos Conjuntos Novo Horizonte e Brasil novo para a capital potiguar. Ele lembrou que a Prefeitura já aprovou recursos para realização de melhorias no bairro de Lagoa Azul. O programa prevê um conjunto de ações de urbanização, incluindo a construção de Centros Integrados de Atendimento ao Trabalhador, Ecoponto, Ponto Jogo Limpo, Quadra Poliesportiva Modelo, Urbanização de Praças, Centro de Controle de Zoonoses, Núcleo de Saúde da Família, Escola Municipal de Ensino Fundamental, Reassentamento das Comunidades, Programa Banheiro Legal, Trabalho Socioambiental, Parque Ecológico de Lagoa Azul, ampliação e melhorias da rede de abastecimento d’água e drenagem e pavimentação das vias públicas.

Segundo o prefeito, a idéia é levar as mesmas melhorias e equipamentos para os Conjuntos Novo Horizonte e Brasil Novo. Carlos Eduardo informou que o coordenador do PAC, Maurício Muniz, agendou uma reunião com a equipe técnica da administração municipal para a próxima semana para conhecer melhor o projeto: “Saímos da reunião otimistas e esperamos que mais esse projeto seja aprovado”, reforçou.

enviar comentário
Publicidade

Em viagem ao Nordeste, Dilma anuncia recursos para mobilidade; Natal na lista

Cumprindo agenda na Região Nordeste, a presidenta Dilma Rousseff inicia hoje (18) uma série de anúncios de investimentos em mobilidade urbana. Novos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 para a área de transportes foram prometidos pelo governo no ano passado, após as manifestações que levaram milhões de pessoas às ruas de várias cidades brasileiras.

Em Teresina, o primeiro compromisso da presidenta é uma entrevista a emissoras locais de rádio e TV, às 10h. Uma hora depois, participa da cerimônia de anúncio dos investimentos na capital. Segundo o governo estadual, parte dos recursos a serem anunciados será utilizada em obras de melhoria e expansão do metrô da cidade.

Ao lado do governador Wilson Nunes Martins (PSB) e do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), Dilma também vai entregar cinco máquinas motoniveladoras e 35 pás carregadeiras, com investimento de R$ 14 milhões. Nessa segunda-feira (17), ela participou da entrega das chaves de 92 máquinas a municípios mineiros em Governador Valadares (MG).

De Teresina, a presidenta segue para Maceió, onde também anuncia recursos para a mobilidade urbana e entrega veículos a prefeituras. O montante dos investimentos não é revelado antecipadamente pelo Planalto, mas deve contemplar obras para a melhoria do transporte na capital alagoana, cujo prefeito é Rui Soares Palmeira (PSDB).

Na cerimônia, marcada para as 15h, os dois últimos caminhões-pipa serão entregues a municípios atingidos pela seca, juntamente com 17 caminhões-caçamba. Esses últimos, utilizados na conservação de estradas municipais, vão beneficiar 20 mil famílias de agricultores e uma população rural superior a 145 mil pessoas, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Após se reunir com prefeitos de cidades alagoanas nessa segunda-feira, o governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) prometeu conversar com a presidenta sobre a situação da seca e solicitar mais recursos da União. Devido à estiagem, 45 cidades do estado já decretaram estado de emergência, segundo o governo local.

Para amanhã (19), está prevista nova cerimônia, desta vez em Brasília, para anúncio de investimentos em obras de mobilidade urbana na capital federal, em Goiânia e Natal. Dilma embarca para Brasília após a solenidade em Maceió, com previsão de chegada às 18h45.

Agência Brasil

enviar comentário
Publicidade

Dois recursos são as estratégias da defesa de Rosalba para reverter afastamento

A defesa da governadora Rosalba Ciarlini entrará com dois recursos, um no âmbito do próprio Tribunal Regional Eleitoral e o outro em instância superior, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para reverter a situação de afastamento da governadora Rosalba Ciarlini.

De acordo com o advogado Thiago Cortez, o recurso no TRE/RN o objetivo de mostrar que não houve abuso de poder e destacar que nos julgamentos do TSE todos se deram no sentido de suspender as decisões de cassação,e baseado na reviravolta que a defesa conseguiu através do órgão superior competente.

O advogado confirmou que o prazo para recurso da defesa começa a contar a partir desta segunda-feira (27), embora o pedido de liminar já tenha sido protocolado e pode surtir efeito antes mesmo da posse de Robinson Faria.

Comentário (1) enviar comentário
  1. luiz antonio disse:

    VAI LONGE O TEMPO EM QUE TIVE A INFELICIDADE DE VOTAR EM ALGUÉM, É APENAS UMA ADVERTENCIA. O QUE NÃO CONSIGO ENTENDER É O SEGUINTE: NÓS JÁ TIVEMOS DOIS GOVERNADORES ENVOLVIDO EM ESCÃNDALO, SENDO QUE UM FOI PRESO/OU DECRETADA PRISÃO, OUTRO TENDO SIDO PRESO FILHO E IRMÃO E NÃO VÍ NENHUMA MANIFESTAÇÃO POR PARTE DO TRE. TEVE UMA PREFEITA QUE FOI RETIRADA DO CARGO E ATÉ HOJE NÃO SE SABE O MOTIVO. COM A ATUAL GOVERNADORA E A PREFEITA DE MOSSORÓ, O TRIBUNAL GASTA UNHAS E DENTES PARA AFASTÁ-LAS, ALEGAÇÃO, GASTO DO DINHEIRO PÚBLICO. PERGUNTO: SE HOUVE, APRESENTE UM SÓ POLÍTICO QUE NÃO PRATICOU ILEGALIDADES QUE AIR IREI ENTENDER E TALVEZ VOLTAR A VOTAR;. NA CAMPANHA PASSADA, UM DEPUTADO FEDERAL DO RN, DESTRIBUIA DINHEIRO PELO INTERIOR, VIAJANDO DE HELICÓPTERO. DIGO POR SABER E ATÉ HOJE, NINGUÉM SE PRONUNCIA. A JUSTIÇA É CEGA? NADA VER OU VER ALGUNS?

Publicidade

Protesto com centenas de prefeitos por mais recursos causa tumulto na Câmara

os-deputados-nesta-terca-feira-10-para-pedir-mais-recursos-para-os-municipios-a-principal-reivindicacao-e-a-aprovacao-da-proposta-de-1386691988809_615x300Centenas de prefeitos protestaram no Salão Verde da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (10) para pedir mais recursos para os municípios.

A principal reivindicação deles é a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 39/13, que aumenta a parcela de recursos da União destinada ao FPM (Fundo de Participação dos Municípios). A proposta tramita no Senado.

No mês passado, em debate sobre a situação financeira dos municípios, o presidente da Câmara afirmou que pretende agilizar a tramitação da PEC e assumiu o compromisso de instalar a comissão especial para analisa-la assim que o texto for aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara.

A PEC aumenta de 23,5% para 25,5% a participação do FPM na distribuição total da arrecadação do governo federal com o Imposto de Renda e o IPI (Imposto sobre Produtos IndustrializadosI).

Manifestação

Segundo a CNM (Confederação Nacional de Municípios), cerca de mil prefeitos participaram do ato, que à tarde deve seguir para o Senado e, depois, para o Palácio do Planalto. “Os prefeitos estão aflitos. Nós temos um piso do magistério a cumprir a partir de janeiro e a gente se assusta porque é 19% de aumento”, afirma a prefeita de Condado (PE), Sandra Félix, se referindo ao piso nacional de professores, que passa a vigorar no próximo ano.

“A gente pede serenidade e equilíbrio para que antes de os deputados e senadores aprovarem os projetos, eles pensem de ondem vão sair os recursos”, completa a prefeita.

“Essa manifestação é um retrato da crise profunda que se abate sobre as prefeituras do Brasil. Estamos  chegando ao final do ano e os prefeitos sem condições de pagarem os seus funcionários. Seguramente terá desdobramentos ano que vem”, disse Paulo Ziulkoski, presidente da CNM.

Ziulkoski também citou o aumento do piso do magistério. “Os recursos do FPM passarão de R$ 72 bilhões para R$ 76,5 bilhões. E só o aumento do piso vai causar um impacto de R$ 10 bilhões para os municípios. Ou seja, todo o aumento do FPM não paga a metade do que vai aumentar o piso do magistério votado nesta Casa”, disse ele.

Ele acrescentou que, na saúde, o problema ainda é muito maior. “Os municípios estão gastando 23% [do orçamento] com saúde”.

Entre os gritos de guerra dos prefeitos, estava “não aos deputados”.

(Com Agência Câmara)

enviar comentário
Publicidade

Prefeitura de São João do Sabugi recebe recursos, mas deixa obra inacabada

DSC04064 DSC04066A obra do Centro de Educação Infantil (Proinfância) de São João do Sabugi já se prolonga por anos, ainda está inacabada, mesmo a prefeitura já tendo recebido todos os recursos do governo federal para a conclusão do prédio.

No dia 24 de maio de 2012, a Prefeitura recebeu a quantia de R$ 326.819,95 ( referente à última parcela do convênio) , conforme informa o portal de transparência. O valor total do convênio é de R$ 1.307.279,80. Mesmo assim, a obra não foi concluída.

O vereador Braz Brito (PSB) questiona o motivo do atraso. “Por que em Serra Negra do Norte, São José do Seridó, entre outros municípios, os recursos foram suficientes para conclusão da obra, tendo em vista que este valor total é padrão para todo Brasil, e em São João não foi?”, indagou.

Braz informou que sem o término da obra houve redução das vagas que seriam oferecidas caso o prédio estivesse pronto. “A pré matricula foi realizada no dia primeiro de novembro deste ano para as crianças de 2 a 3 anos. No entanto, informações trazidas a minha pessoa afirmou que desde às 2:00hs da manhã já tinham pais na creche para garantir a matrícula de seus filhos. Às 5:00hs já estavam preenchidas as vagas e as 7:00hs, horário em que começa o expediente, acreditem que já haviam 8 pessoas para o cadastro de reserva, esperando que alguém desistisse para poder garantir a vaga de seus filhos na creche”, contou o vereador.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Rodrigo disse:

    Isto nao é apenas la, em todo brasil estas obras foram orcada em 2008, as licitacoes fpram em 2009 e 2010 , inicio ja com volor defazado , portanto foram 5.200 em todo brasil, apenas 3,5 por cento foram concluidas , mas com a prefeitura bancando, so em sao goncalo foram 4 , areis, nisia floresta, sao jose mipibu, ceara mirim, apodi, todas estao assim, um elefante branco com dinheiro jogado fora, tem que chamar o fantastico , e fazer a denuncia, coisas do PT de lula jenuino Zé dirceu dilma etc!

Publicidade

Conselho Monetário amplia limite para comprar imóvel com recursos do FGTS

Os mutuários que compram imóveis com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão financiar unidades de maior valor. O Conselho Monetário Nacional (CMN) elevou os valores máximos dos imóveis que podem ser adquiridos por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

O valor dos imóveis que podem ser financiados com recursos do FGTS subiu de R$ 500 mil para R$ 650 mil. Para os mutuários de quatro unidades da Federação – São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal – o limite foi elevado de R$ 500 mil para R$ 750 mil. O limite não era elevado desde abril de 2009.

A medida entra em vigor terça-feira (1/10) e só vale para novos financiamentos. De acordo com o chefe adjunto de Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central (BC), Júlio César Carneiro, o limite foi elevado para corrigir a inflação acumulada no período, que variava de 22% a 29% dependendo do índice. No caso dos materiais de construção, o aumento de preços foi ainda maior. O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) acumula alta de 36,43%.

Além disso, ressaltou o técnico do BC, as empresas de construção civil e as próprias instituições financeiras pediam o reajuste do limite há pelo menos dois anos. “Os bancos reclamavam que o valor estava baixo demais para financiar unidades habitacionais”, explicou.

Em relação ao limite para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, Carneiro disse que o CMN optou por estabelecer um teto diferenciado para adequar os financiamentos às características do mercado imobiliário dessas unidades da Federação. “O crescimento do mercado e dos custos nessas regiões justificaram o limite de R$ 750 mil”, declarou.

O técnico do Banco Central disse ainda não acreditar que a elevação do limite vá inflacionar o preço dos imóveis. “Os limites foram reajustados em percentuais menores que a inflação”, justificou.

O CMN também mudou a parcela do valor do imóvel que pode ser financiado com recursos do FGTS. Pela regra anterior, até 90% do valor podia ser financiado. Agora, o percentual ficou em 90% para os financiamentos que usam o Sistema de Amortização Constante (SAC), cujas parcelas começam mais altas, mas o abatimento do saldo devedor ocorre mais rápido. Para os demais sistemas de amortização, o percentual foi reduzido para 80%.

Correio Braziliense

enviar comentário
Publicidade

Operação da Polícia Federal combate desvio de recursos no Fome Zero

A Polícia Federal realiza, nesta terça-feira, uma operação para combater o desvio de recursos de uma dos programas do Fome Zero, do governo federal. Serão cumpridos 11 mandados de prisão preventiva, 37 de busca e apreensão e 37 mandados de condução coercitiva em 15 municípios do Paraná, e também em Bauru, em São Paulo, e em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul.

A operação, chamada de “Agro-Fantasma”, revela um esquema de desvio de recursos públicos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que fazia parte do Fome Zero, da ação de compra direta da agricultura familiar com doação simultânea. Os valores desviados eram repassados pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) a associações e cooperativas rurais.

Entre as irregularidades constatadas pela PF estão participantes entregando menos produtos do que os que constam nos relatórios de entrega, notas fiscais de produtores rurais com dados falsos e sem conhecimento dos produtores rurais.

Foram investigados 22 programas, dos anos de 2009 a 2013, nos municípios paranaenses de Guarapuava, Foz do Jordão, Honório Serpa, Candói, Ponta Grossa, Irati, Rebouças, Teixeira Soares, Inácio Martins, Fernandes Pinheiro, Itapejara D’Oeste, Goioxim, Pinhão e Querência do Norte.

Segundo a Polícia Federal, em todos os programas investigados foram encontradas evidências de desvio de recursos.

O Globo

Comentário (1) enviar comentário
  1. Antônio disse:

    Talvez tenha pessoas do partido domgoverno envolvidos!!

Publicidade

Natal: Recursos são liberados para atender estado de calamidade na saúde

Quarenta e três dias depois da decretação do estado de calamidade na rede pública de saúde, Secretaria Municipal de Saúde de Natal começa a receber os recursos que possibilitarão as obras de melhoria na estrutura física das suas unidades de saúde. Quase R$ 8 milhões serão aplicados, recursos oriundos do Ministério a Saúde e da Prefeitura do Natal.

Do Ministério da Saúde serão R$ 3 milhões para serem aplicados nos serviços da média e alta complexidade, dinheiro liberado no último dia 13 de setembro. A Prefeitura do Natal priorizou a saúde, destinando dos recursos provenientes da sobra do Fundo de Participação dos Municípios, distribuídos pelo Governo Federal, R$ 4,9 milhões para obras de recuperação da rede básica.

O secretário municipal de Saúde, Cipriano Maia, creditou aos trâmites burocráticos na esfera federal a demora do repasse de recursos. O decreto de calamidade foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) no dia 31 de julho, prevendo um prazo de 90 dias, prorrogável por igual período, fato que deverá acontecer diante dos recursos só estarem sendo liberados agora.

Do plano de ação da Secretaria de Saúde para o Decreto de Calamidade, algumas medidas já foram tomadas como a reforma de 40% da Maternidade Leide Morais, a reforma das Unidades de Vale Dourado e Guarita, que estavam interditadas. O Hospital dos Pescadores também está passando por reformas, desde a ativação do gerador de energia até a colocação de janelas, portas, pisos e ajustes relativos às exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As Unidades de Pompéia, Novo Horizonte e Soledade I já estão em processo de licitação e a Unidade de Lagoa Seca já foi dada a ordem de serviço.

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde abriu um Processo Seletivo Simplificado para contratação de 355 profissionais por tempo determinado. Os profissionais contratados deverão atuar nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Cidade da Esperança e de Pajuçara, no serviço de motolâncias do SAMU, no Pronto Socorro Infantil Sandra Celeste e no Hospital dos Pescadores. Devido a problemas técnicos no site da prefeitura a entrega de documentos foi prorrogada até o próximo dia 23.

Unidades de saúde que receberão obras

DISTRITO SANITÁRIO NORTE I
Unidade Saúde da Família Pompeia
Unidade Mista de Pajuçara
Unidade Saúde da Família Nova Natal

DISTRITO SANITÁRIO NORTE II
Unidade Saúde da Família Soledade I – Circo
Unidade Saúde da Família Parque dos Coqueiros
Policlínica Norte II
Centro de Saúde Bela Vista
Unidade Básica Igapó
Unidade Saúde da Família Potengi

DISTRITO SANITÁRIO OESTE
Unidade Saúde da Família Km 6
Unidade Saúde da Família Guarapes
Unidade Saúde da Família Felipe Camarão II
Unidade Saúde da Família Monte Líbano
Policlínica Oeste Cidade da Esperança
Clínica Popular Novo Horizonte

DISTRITO SANITÁRIO SUL
Centro de Saúde Pirangi – APTAD
Centro de Saúde Neópolis
Centro de Saúde Nova Descoberta
Unidade Mista Cidade Satélite

DISTRITO SANITÁRIO LESTE
Centro de Saúde Lagoa Seca
CAPS III Leste – DNOCS
Centro Clínico Odontológico Morton Mariz
CEREST – Centro de Referência em Saúde do Trabalhador

enviar comentário
Publicidade

Ex-presidente da Ceasa foi condenado a ressarcir 57 mil

A Segunda Câmara de Contas do TCE, em sessão plenária desta terça-feira (17), votou pela devolução de recursos por parte de ex-prefeitos e ex-presidentes de Câmaras Municipais. O ex-diretor-presidente da Companhia de Abastecimento do RN – CEASA , Érico Valério Ferreira de Souza, também foi condenado a ressarcir aos cofres públicos o valor de R$ 57.905,00, com juros e correção monetária, por irregularidades na prestação de contas da licitação: carta convite 004/2009, como consta no processo nº 4260/2011-TC. As peças principais dos autos devem ser remetidas ao Ministério Público Estadual, para a apuração de eventual responsabilidade na esfera penal, civil ou administrativa.

Ainda condenados a devolverem recursos públicos estão o ex-prefeito de Afonso Bezerra, no montante de R$ 2.633,34, por serviços pagos e não realizados. O valor deve ser atualizado e ressarcido de forma solidária por parte da empresa Construtora Central LTDA – Processo nº 2327/1999-TC.

O ex-presidente da Câmara Municipal de Parelhas, José Rogério Dantas, deverá restituir ao erário a importância de R$ 4.800,00 referentes ao uso de combustível sem destinação específica – Processo nº 6151/2006-TC.

Já o ex-presidente da Câmara Municipal de Ipueira, Erivaldo Cunha Macedo, vai devolver R$ 3.210,00 por pagamento indevido a servidor contratado sem licitação e concessão irregular de diária.

A Segunda Câmara de Contas ainda votou pela aprovação das Contas com Ressalvas da Prefeitura Municipal de Tenente Ananias, ano de 2012,  Prefeitura de Canguaretama do ano de 2011 e aprovou as Contas do ano de 2011 da Prefeitura de Pedra Preta. A Segunda Câmara é presidida pelo conselheiro Tarcísio Costa e tem como membros os conselheiros Renato Costa Dias e Poti Júnior, além do auditor  Marco Montenegro.

TCE-RN

Comentário (1) enviar comentário
  1. Markinokoff disse:

    Boa tarde!
    Isto não vai dar em nada como tudo neste pais da corrupção,a pessoa já assume um cargo publico para tirar proveito dele.

Publicidade